resenha ufpa

resenha ufpa

RESENHA

MILLER, George (direção). O óleo de Lorenzo (Lorenzo’s Oil). 135 min. Drama. E.U.A; Estudio Universal. 1992.

Elidiel Antonio Barroso de Sousa0

Cursando Pós-Graduação Latu Sensu em Políticas Educacionais e Saberes Docente/ Faculdade de Educação da Universidade Federal do Pará-UFPA

Disciplina: bases epistemológicas e projeto de pesquisa I

Elidiel.quimico@hotmail.com

George Miler, nasceu na Austrália em 3 de março de 1945, é diretor de filmes, produtor de cinema e roteirista, é mais conhecido pelo seu trabalho no filme Mad Max, participante em grandes projetos como o filme Happly Feet, premiado como Oscar de melhor filme de animação e Golden Globe Award de melhor filme cômico ou musical. O filme o óleo de Lorenzo foi indicado ao óscar de melhor atriz (Susan Sarondon) que também neste mesmo ano, foi indicado ao Globo de Ouro de melhor atriz categoria drama.

O filme O óleo de Lorenzo se fundamenta em uma história real dirigido por George Miller, é uma obra de caráter realista que nos conta muito mais que uma história de desafios, perspectivas e superação o filme abre as janelas para conhecermos a fundo o drama vivenciado por Lorenzo Odone, portador de uma doença congênita genética rara transmitida pelo gene X de sua mãe, adrenoleucodistrofia também chamada de ALD, doença esta que se manifesta em Lorenzo aos 6 anos de idade, rompendo uma vida saudável e normal como qualquer criança de sua idade. ALD caracteriza-se pela perda de mielina, uma substancia constituída de camadas bimoleculares de lipídios intercalados com proteínas, o progressivo avanço da doença que degenera o cérebro causando perdas irreparáveis no sistema nervoso central e periférico, como atrofiamento dos músculos, das pernas, das mãos, perda de sensações, fala e audição.

Em meio a realidade que se passava a criança em estado cada vez mais grave de saúde seus pais decidem no dia seguinte a noite de 10 de agosto, noite de são Lorenzo, buscarem resposta para o quadro clinico de Lorenzo, pois sua doença é rara e pouco conhecida e estudada pela comunidade cientifica da época. A partir deste pressuposto inicia-se a jornada da pesquisa bibliográfica de abordagem qualitativa em busca da compreensão do comportamento celular frente a doença, pois as pesquisas foram estudadas no ambiente em que elas se apresentavam sem qualquer manipulação intencional dos pais de Lorenzo, tendo em vista que o sistema biomédico da época não oferecia tratamento com efeito significativo na melhora da doença(no caso a dieta com baixo índice de gorduras) , como o quadro de saúde de Lorenzo piorava a cada dia seus pais decidem por autonomia própria estudar e se aprofundar nos poucos estudos científicos existes relacionados a ácidos graxos monoinsaturados de cadeia longa. Em meios as dificuldades, o casal por meio das pesquisas bibliográficas descobrem que um dos componentes do óleo de oliva poderia apresentar efeito benéfico a Lorenzo, quando então decidem inserir na dieta de Lorenzo o tal óleo, como consequência houve a diminuição de 50% do teor de gordura do sangue, sendo essa descoberta apenas a metade do caminho de uma possível cura para Lorenzo, iniciando assim uma nova jornada pautada na força de vontade e perseverança de seus pais que são leigos quanto ao conhecimento biomédico da ALD.

Partindo do conhecimento empírico, os pais de Lorenzo buscam uma forma de entender a doença sem qualquer base científica que pudesse representar o mecanismo de reação entre o organismo e o avanço da moléstia (como a comparação feita por Augusto entre Lorenzo e o ralo de pia), afim de encontrar o tratamento eficaz na melhora de Lorenzo, o que por sinal foi muito difícil em decorrência da oposição da junta medica ( positivista) que não aceitava a forma de experimentação e pesquisa que vinha seguindo o casal Odone, uma vez que os mesmo não tinham qualificações acadêmicas necessárias para tamanha experimentação, tendo assim a dialética entre senso comum e o conhecimento cientifico, portanto, em meios as várias críticas e desconfiança nas hipóteses postas pelo casal Odones surge um novo problema, a dificuldade em se quebrar paradigmas, pois o filme deixa claro que não é necessário ser cientista para poder estudar, compreender, criar hipótese e formular teorias de um fenômeno como a adrenoleucodistrofia.

Aos 91 minutos do filme inicia-se a cena em que o pai de Lorenzo em um sonho compreende a bioquímica de uma enzima que acelera a biossíntese de lipídios em Lorenzo, momento crucial para busca definitiva de um tratamento eficaz e eficiente contra a adrenoleucodistrofia, um minuto depois há um conflito entre censo comum e ciência, pois a mãe de Lorenzo sugere a utilização de ácido erucico( C22 mono insaturado) na dieta de Lorenzo, sendo imediatamente repreendida pelo doutor Nicolas( doutor na qual o casal Odones mantinham diálogos constantes sobre a ALD) pois estudos com ratos comprovaram que o ácido erucico era prejudicial por ocasionar problemas cardíacos em ratos e que não poderia ser utilizado como terapia em humanos, em contra partida a mãe de Lorenzo argumenta que o ácido erucico é o principal componente do óleo de coursan, óleo utilizado comumente na china e na índia, países com índices de problemas cardiovasculares mais baixos que do Estados Unidos(onde vive a família Odone) , o que sugere que ao contrário dos estudos existentes na época o ácido Erucico não era prejudicial à saúde da forma que se colocava o médico, havendo novamente um conflito entre censo comum e ciência, todavia que o doutor Nicolas rejeitou a hipótese do casal. Em vista a ideia de se usar o ácido erucico na dieta de Lorenzo o casal Odone inicia um novo protocolo, a busca de um laboratório químico que possa extrair o ácido erúcico na forma trigliceridica com insaturacões no carbono 24 e 26, iniciando novamente uma nova experimentação que por mas que seja apoiada em bases cientificas e com diálogos constantes com médicos e professores, foge ao conceito do método cientifico, uma vez que o procedimento experimental não obedece rigorosos critérios de sistematização, ordenação e analises, afim de conhecer um ou mais aspectos da doença. Ações

Teoricamente o casal Odones acreditava que a melhor de seu filho dependia do ácido erucico, como não tinha como testar a eficiência do novo óleo o casal usa como cobaia a tia de Lorenzo (Deirdre Murphy), também portadora do gene da doença, após alguns dias de uso verificou-se por meios de exames sanguíneos que as taxas de C24 e C26 diminuíram significantemente, só então o procedimento foi aplicado a Lorenzo, tendo como resultado os níveis normais de gorduras em seu sangue, controlando assim o avanço degenerativo da doença e a recuperação de algumas atividades sensoriais como audição, sanidade da consciência e pequenos movimentos físicos como a movimentação de seu dedo mindinho. O filme traz reflexão que nos permite questionar o valor da vida e a importância de se lutar por uma vida que não oferece retorno biológicos reparáveis do ponto de vida medico, os limites da capacidade de aprendermos algo a todo custo por meios de princípios éticos-morais ou não.

O drama vivenciado pelo casal Odones presenteou o mundo com o descobrimento da mistura de óleos que posteriormente salvou várias vidas, como diz Algusto Odone (pai de Lorenzo) em conversa com sua esposa: “você já parou para pensar que o que estamos fazendo não é para Lorenzo e sim para os outros? [..]”, a frase dita por Algusto nos remete a compreensão da importância social de seu empenho pela busca incansável pela cura da ALD, sabendo ele que seu filho jamais voltaria a ser o que era antes, voltando o foco de sua descoberta ao tratamento de outras crianças com ALD em todo o mundo.

0 Formado em Ciências Licenciatura com Habilitação em Química pela Universidade Estadual do Maranhão-UEMA

Comentários