labampop - lab opamp 01

labampop - lab opamp 01

SEL-393 APLICAÇÃO DE CIRCUITOS INTEGRADOS LINEARES

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA – EESC-USP

LABORATÓRIO No. 1

OBJETIVOS: Familiarização com os amplificadores operacionais, juntamente com os seus parâmetros e características principais.

  1. Desenhe o diagrama de conexão do CI uA-741, identificando todos os seus pinos e indicando suas respectivas funções. (encapsulamento de metal – 8 terminais e encapsulamento plástico – 8 terminais)

  2. Indique as características principais com relação ao ganho, impedância de entrada e saída, corrente máxima de saída, etc., de um amplificador operacional.

  3. Defina os seguintes parâmetros, explicando, quando necessário, com exemplos:

    1. Ganho em malha aberta.

    2. Ganho em malha fechada.

    3. Tensão de “offset”.

    4. Corrente de “offset”.

    5. Taxa de crescimento “slew rate”.

    6. Tensão no modo comum.

    7. Ganho no modo comum.

    8. Taxa de rejeição ao modo comum (CMRR).

    9. Rejeição ao modo comum (CMR).

  4. Forneça uma tabela indicando os valores máximos, mínimos e típicos dos parâmetros principais do uA-741.

  5. Forneça dois esquemas distintos para anular ou minimizar os erros de “offset”, principalmente devido à tensão de “offset”.

  6. Desenhe o ganho em malha aberta do uA-741 e o de malha fechada para um ganho de 20 dB, indicando a freqüência de corte.

  7. O que se entende por produto ganho x freqüência?

  8. Se um amplificador operacional tiver um produto ganho x freqüência igual a 1 MHz e ganho aproximadamente constante na faixa de 0 a 10 Hz, faça um gráfico do ganho em malha aberta deste amplificador.

  9. Forneça os esquema das configurações básicas do amplificador operacional (inversor, não inversor, integrador, diferenciador, isolador).

  10. Quais as aplicações principais destes amplificadores?

Referências:

[1] Catálogo do fabricante do uA-741.

[2] Tobey G. E., Graeme J. G. & Hueslman L. P., “Operational Amplifiers: Design and Applications”, McGraw-Hill, 1971.

[3] Clayton, G. B., “Operational Amplifiers”, 2ª Ed., Butterworth Scientific, 1979.

Comentários