bh bom jesus

bh bom jesus

w.aguanosemiarido.com.br

Marcelo Kozmhinsky1 ,Raimundo Mainar de Medeiros2, Emmanuelle Maria Gonçalves Lorena3, Romildo Morant de Holanda4 Vicente de Paulo Silva5, Alex Souza Moraes6

1Mestrando em Engenharia Ambiental, UFRPE, e-mail: marcelok1963@gmail.com 2Dr. em Meteorologia e Pesquisador da Universidade Federal Rural de Pernambuco, e-mail: mainarmedeiros@gmail.com;3Mestranda em Engenharia Ambiental UFRPE-Universidade Federal Rural de Pernambuco, e-mail: emmanuelle@lorenas.com.br 4Prof. Dr. Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, PE, Brasil, e-mail: romildomorant@gmail.com 5Prof. Dr. Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPR, e-mail: vicenteufrpe@yahoo.com.br 6 Prof. Dr. Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, PE, Brasil, e-mail: alexsm75@hotmail.com

Resumo A elaboração do balanço hídrico mensal para o município de Bom Jesus – PI, Brasil visando o planejamento da agropecuária. Foram utilizados dados da temperatura média do ar da e precipitações mensais da estação Meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), para o período de 1962 a 2010, O balanço hídrico (BH) foi determinado a partir do método de Thornthwaite e Mather (1955).sendo utilizada a capacidade de armazenamento de campo (CAD) de 100 m. A evapotranspiração é de 40,6% acima das chuvas ocorridas; a precipitação sendo inferior a evaporação e evapotranspiração é de extrema necessidade que os índices pluviais sejam armazenados para a sua utilização no período menos chuvoso, deste modo contribuindo para a sobrevivência humana, animal, vegetal a desenvolverem suas tarefas. Deve ocorrer um planejamento de sustentabilidade para o setor meio ambiente e a produtividade agropecuária e armazenamento de água; pois as irregularidades das chuvas são extremas e deve ter como armazenar águas deste as chuvas da pré-estação ao final do período chuvoso. Ocorrências de possibilidades de chuvas extremas e em curto intervalos de tempo são esperadas.

Palavras-Chave: evapotranspiração, evaporação, precipitação, irrigação.

The preparation of the monthly water balance for the municipality of Bom Jesus - PI, Brazil aiming at the planning of agriculture. Data from the mean air temperature and monthly rainfall of the Meteorological Station of the National Institute of Meteorology (INMET) for the period 1962 to 2010 were used. The water balance (BH) was determined using the method of Thornthwaite and Mather (1955 ). The field storage capacity (CAD) of 100 m is used. The evapotranspiration is 40.6% above the rainfall; Precipitation being less than evaporation and evapotranspiration it is extremely necessary that rainfall indices be stored for use in the less rainy season, thus contributing to human, animal, and plant survival to perform their tasks. There should be sustainability planning for the environmental sector and agricultural productivity and water storage; Because the irregularities of the rains are extreme and must have as store water of the preseason rains at the end of the rainy season. Occurrences of extreme rainfall possibilities and short intervals of time are expected.

w.aguanosemiarido.com.br

Keywords: evapotranspiration, evaporation, precipitation, irrigation

As informações das condições climáticas de uma determinada região são necessárias para que se possam instituir estratégias, que visem o manejo mais adequado dos recursos naturais, planejando dessa forma, a busca por um desenvolvimento sustentável e a implementação das práticas agrícolas viáveis e seguras para o meio ambiente e a produtividade agrícolas, pecuárias e armazenamento de água.

O planejamento hídrico é a base para se dimensionar qualquer forma de manejo integrado dos recursos hídricos, assim, o balanço hídrico permite o conhecimento da necessidade e disponibilidade hídrica no solo ao longo do tempo. O balanço hídrico como unidade de gerenciamento, permite classificar o clima de uma região, realizar o zoneamento agroclimático e ambiental, o período de disponibilidade e necessidade hídrica no solo, além de favorecer ao gerenciamento integrado dos recursos hídricos (LIMA, 2009).

O BH é uma primeira avaliação de uma região, que se determina a contabilização de água de uma determinada camada do solo onde se define os períodos secos (deficiência hídrica) e úmidos (excedente hídrico) de um determinado local (REICHARDT, 1990), assim, identificando as áreas onde as culturas e a indústria pode ser explorada com maior eficácia (BARRETO et al., 2009).

Tem como objetivo disponibilizar informações sobre os aspectos climáticos do município de Bom Jesus, estabelecendo o balanço hídrico climático de Thornthwaite como ferramenta ao planejamento agropecuário.

A área em estudo compreende o município de Bom Jesus - Piauí, sua sede localiza-se na

Latitude 09º04’sul; Longitude 44º21’ a oeste de Greenwich com uma altitude de 220 metros. Foram utilizados dados da temperatura média do ar e de precipitação média referente ao período de 1962 a 2010 obtidos junto ao INMET. (Figura 1).

Figura 1. Localização do município dentro do Estado. Fonte:Cordeiro, M.C. (2015) b

w.aguanosemiarido.com.br

O cálculo do balanço hídrico climático foi utilizado por Thornthwaite e Mather (1948, 1955), para capacidade de armazenamento de campo (CAD) de 100 m. Para tal, utilizou-se o software desenvolvido em planilhas eletrônicas por Medeiros (2009). Obtiveram-se os valores normais de evaporação real e evapotranspiração potencial além dos valores de excedente e deficiência hídrica.

O resultado do balanço hídrico médio mensal para o município de Bom Jesus, estão representados na tabela 1 e na Figura 2, permitindo uma melhor visualização da variação dos principais dados mensais Agrometeorológico ao longo do ano. O município apresenta uma precipitação anual de 961,4 m, com 49 anos de dados observados, o quadrimestre chuvoso são os meses de dezembro a março e os meses de junho a setembro como o quadrimestre seco, evapotranspirando 63,7% acima dos índices das chuvas ocorridos, ocorrendo deficiência hídrica entre os meses de maio a novembro e os excedente hídricos ocorrem nos meses de fevereiro e março totalizando 56,1 m

Tabela 1. Valores médios dos componentes do balanço hídrico climático. Tméd = temperatura média do ar, Prec = precipitação pluviométrica, EPT = evapotranspiração potencial, EVR = evaporação real, DEF = deficiência hídrica, EXC = excedente hídrico.

Tméd (ºC)

Prec (m)

DEF
EXC

ETp (m) EVR (m) (m) (m)

A evapotranspiração potencial anual foi de 1.573,9 m, com índices mensais oscilando entre 109,8 (fevereiro) a 172,9 m (setembro) o que corresponde 63,7% do valor das chuvas. A evaporação real acompanhou de certa forma, a trajetória anual das chuvas, ou seja, destacando o período chuvoso e seco, com variações de 4 m (agosto) a 135,3 m (dezembro) com um total anual de 907,7 m.

Para o setor meio ambiente, produtividade agropecuária do município de Bom Jesus, o balanço hídrico é fundamental para o estabelecimento de estratégias que visem minimizar perdas e aumentar na sua produção. No aspecto geral, a irrigação é uma forma artificial de suprir as necessidades hídricas das culturas e do agropecuário possibilitando o desenvolvimento morfológico e fisiológico e animal de forma otimizada (BARRETO et al., 2003).

w.aguanosemiarido.com.br

Os excedentes hídricos ocorrem entre os meses de fevereiro e março, a reposição de água entre os meses de dezembro a fevereiro, a retirada de água está centrada entre os meses de abril a agosto e as deficiências hídricas entre os meses de maio a novembro a precipitação sendo inferior a evaporação e evapotranspiração é de extrema necessidade que os índices pluviométricos sejam armazenados para a sua utilização no período menos chuvoso, deste modo contribuindo para a sobrevivência humana, animal, vegetal e a desenvolverem suas tarefas.

Figura 2. Gráfico do balanço hídrico para o município de Bom Jesus. Método de Thornthwaite e Mather (1955), para o período de 1962-2010.

A evapotranspiração é de 40,6% acima das chuvas ocorridas; a precipitação sendo inferior a evaporação e evapotranspiração é de extrema necessidade que os índices pluviais sejam armazenados para a sua utilização no período menos chuvoso, deste modo contribuindo para a sobrevivência humana, animal, vegetal a desenvolverem suas tarefas;

Deve ocorrer um planejamento de sustentabilidade para o setor meio ambiente e a produtividade agropecuária e armazenamento de água; pois as irregularidades das chuvas são extremas e deve ter como armazenar águas deste as chuvas da pré-estação ao final do período chuvoso;

Ocorrências de possibilidades de chuvas extremas e em curto intervalos de tempo são esperadas.

BARRETO, A. N.; SILVA, A. A. G. BOLFE, E. L. Irrigação e drenagem na empresa agrícola: impacto ambiental versus sustentabilidade. Aracaju: Embrapa Tabuleiros Costeiros, Campina Grande: Embrapa Algodão, 2003. 418 p.

BARRETO, P.N.; SILVA R. B.C.; SOUZA, W.S.; COSTA, G.B.; NUNES, H. G.G.C.; SOUSA, B.S. B. Análise do balanço hídrico durante eventos extremos para áreas de floresta tropical de terra firme da Amazônia Oriental. In: XVI CONGRESSO BRASILEIRO DE AGROMETEOROLOGIA, 2009, Belo Horizonte. Anais Belo Horizonte. CD.

w.aguanosemiarido.com.br

CARVALHO, D. M.; COSTA, J. E. A Intervenção do Estado em Infraestrutura e o Processo de Circulação de Hortifrutigranjeiro em Itabaiana/SE. Scientia Plena, v.6, n.3, 2010. LIMA, F. B.; SANTOS, G. O. Balanço hídrico-espacial da cultura para o uso e ocupação atual da bacia hidrográfica do Ribeirão Santa Rita, Noroeste do Estado de São Paulo. 2009. 89 f. Monografia. Fundação Educacional de Fernandópolis, Fernandópolis - SP, 2009.

MEDEIROS, R. M. Balanço Hídrico de conformidade Thorthwaite e Marthe 1948, 1955 em planilhas eletrônicas. 2013.

REICHARDT, K. A água em sistemas agrícolas. Barueri (SP): Manole, 1990. THORNTHWAITE, C.W.; MATHER, J. R. The water balance. Centerton, NJ: Drexel Institute of

Technology - Laboratory of Climatology, 1955. 104p. (Publications in Climatology, vol. VIII, n.1),

Comentários