oefeitodosriscosqumicosaotrabalhador - 121028091506 - phpapp01

oefeitodosriscosqumicosaotrabalhador - 121028091506 - phpapp01

Os Efeitos dos Riscos Químicos à Saúde do Trabalhador

Discentes:

Andressa Carvalho

Antônia Marcilene

Delaine Carneiro

Francisca Ferreira

Silmara Campos

Docente:

Paola Letícia

Definição

  • O risco químico é a probabilidade a que um indivíduo estar exposto ao manipular produtos químicos que podem lhe causar danos físicos e prejudicar sua saúde.

Principais vias de penetração

  • Via Respiratória:

  • Via cutânea:

  • Via digestória:

Ação do Químico

  • A ação da substância no corpo, vai depender das suas características químicas.

  • Ácido forte (muriático): podem ocorrer queimaduras na pele, se o ácido cair na mão ou outra parte do corpo, ou queimaduras no nosso nariz, até na garganta, se nós respirarmos o gás que sai do frasco.

  • Narcóticos: produzem inconsciência (clorofórmio, éteres, álcoois, acetonas)

  • Tinta com solvente: ao respirar o vapor que sai da tinta, pode gerar dor de cabeça, tontura, enjôo, sentir dificuldade para dormir, fraqueza, e com o tempo pode ter perda de memória e outros sintomas que podem ser devido ao solvente.

  • Asfixiantes: impedem o organismo de obter ou utilizar o oxigênio do ar atmosférico (monóxido de carbono (CO), metano, acetileno, etc). Causam: dores de cabeça, naúseas, sonolência, convulsões, coma, morte.

  • Irritantes e corrosivos: provocam alterações na pele ou mucosas (cimento, ácidos, bases).

  • Anestésicos: a maioria dos solventes orgânicos. Ação depressiva sobre o sistema nervoso, danos aos diversos órgãos e ao sistema formador do sangue ( benzeno ) e outros, ex: butano, aldeídos, cetonas, cloreto de carbono, tricloroetileno, benzeno, tolueno, xileno, álcool.

  • Teratogênicos: produzem malformações no feto (substâncias radioativas).

  • Fumos metálicos: Doença pulmonar obstrutiva crônica, febre de fumos metálicos e intoxicação específica, de acordo com o metal. (soldagem, derretimento de chumbo);

  • Neurotóxicos: produzem alterações no sistema nervoso (anilina, chumbo, mercúrio, benzeno, solventes em geral);

  • Carcinogênicos: produzem tumores malignos (amianto, benzeno, cádmio, cromo);

  • Mutagênicos: produzem problemas hereditários (éteres de glicol, chumbo, benzeno);

Fatores que influenciam a toxidade dos contaminantes ambientais

  • Concentração: quanto maios, mais rapidamente seus efeitos nocivos se manifestaram no organismo.

  • Índice respiratório: quantidade de ar inalado pelo trabalhador durante a jornada de trabalho.

  • Sensibilidade individual: nível de resistência.

Toxicidade: potencial tóxico da substância no organismo. Tempo de exposição: do organismo ao contaminante.

Medidas de Controle

  • Proteção coletiva: ventilação e exaustão do ponto de operação, substituição do produto utilizado por outro menos tóxico, redução do tempo de exposição, conscientização dos riscos no ambiente. Chuveiros de emergência, lava-olhos, extintores de incêndio, capelas

de exaustão.

  • Proteção individual: fornecimento de EPI.

Ex: luvas, óculos, máscaras, botas, aventais, creme protetor.

Obrigada.

Comentários