UNIAGES

CENTRO UNIVERSITÁRIO

BACHARELADO EM FARMÁCIA

Atividades acadêmicas em grupo: Farmácia Hospitalar

Acadêmicos:

Daiana Varjão

Jeisse Ariane

Josinete Dantas

Poliana Mota

Raquel Menezes

Vanessa Leite

Prof. Paulo Henrique

Paripiranga

JULHO de 2017

O hospital tem como finalidade, ser membro do sistema integrado de saúde, cuja função é realizar assistência sendo ela curativa e preventiva, abrangendo a necessidade de promover saúde por meio de ações que propiciem a qualidade de vida no qual está inserido. Onde assim a Assistência Farmacêutica entra como parte integrante das ações preventivas e curativas que são tomadas por um Hospital. Que é uma unidade clinica de assistência técnica, administrativa e contábil, administrada pelo profissional farmacêutico que visa atender toda a comunidade hospitalar no âmbito dos produtos farmacêuticos, ligadas à produção, armazenamento, controle, dispensação e distribuição de medicamentos visando sempre à eficácia da terapêutica, além da redução dos custos.

O farmacêutico hospitalar tem por objetivo garantir o uso seguro e racional dos medicamentos que serão prescritos pelo médico. E como função básica mapear a área para melhor identificar os medicamentos visando garantir a segurança dos pacientes. Na qual deve se fazer um planejamento na compra dos medicamentos e materiais hospitalares. O objetivo do planejamento é racionalizar o uso de medicamentos, adquirir somente produtos com valor terapêutico comprovado, diminuir o número de medicamentos em estoque, aumentar seu controle, realizar a dispensação correta, monitorar os espaços de armazenamento, viabilizar a distribuição pelo sistema de dose unitária.

Planejar e controlar a distribuição de medicamentos dentro de uma unidade hospitalar seja ela farmácias básicas ou satélites são uma das formas que podem garantir o gerenciamento dos estoques cujo trará lucros para o hospital, pois um bom controle evitará perdas e desperdícios de medicamentos.

A Farmácia Hospitalar se faz importante porque em razão do pouco tempo de duração de uma consulta, algumas dúvidas não são sanadas durante o atendimento médico, fazendo-se necessário assim um maior esclarecimento para o paciente sobre suas necessidades e principalmente sobre o caminho que está sendo traçado para que sejam sanados seus problemas de saúde, incluindo assim os medicamentos que serão utilizados, os horários e as doses. Além de apresentar muitas vantagens, tais como: fácil acesso a um profissional de saúde; principalmente em casos de duvida ou intervenção no tratamento e condições adequadas para participação em campanhas sanitárias.

O farmacêutico, mais do que nunca, tem um papel importante junto à construção de um novo modelo de atenção à saúde, onde ele possa estar inserido como profissional do medicamento, atuando como referência na orientação, cumprimento, acompanhamento e monitoramento da terapia farmacológica.

Referência:

MILWARD, M.M et al. Mapeamento de processos em uma Farmácia Hospitalar: Ferramenta para gestão e melhoria da qualidade. Revista Bras. Farm. Hosp.v.6. n.3. p. 27-33. Jul-set. São Paulo, 2015.

Comentários