operdor de corte a laser

operdor de corte a laser

Neste e-book, você vai aprender o principal, para operar uma máquina de corte a laser. Irá conhecer os componentes principais das máquinas da séries 3000 (3030, 3040 e 3060) da marca TRUMPF, e suas funções.

Conhecerá os primeiros passos para já começar a operar, de uma forma muito bem explicada e prática. Ao término da leitura você estará apto para operar uma máquina deste porte. Este material é ideal para quem já atua em indústria no ramo de estamparia e que aprender uma forma de como trabalhar com uma máquina deste tipo.

Boa leitura

SUMÁRIO 01

CONHECENDO A MÁQUINA05
Os componentes
Partes da máquina
Divisão do painel
Controles de comando
Comandos da máquina
Descrição dos comandos
Teclas de atalhos
Layout da tela
Símbolos da linha de comando
OPERAR17
Iniciando a operação
Check-list
Ligando a máquina
Abastecendo a máquina
Decompondo ficheiros
Chamando programa
Verificando bico de corte
Examinando o corte
COM FREQUÊNCIA29
Comandos mais utilizados

OUTROS COMANDOS USADOS Criando um plano de produção...

um programa
máquina
Cp_trim_off
Operação manual
Executando a troca de palete
manualmente
Carregar chapa tc sheet load
Apagando programa NC
iniciar um programa
Desligando a máquina

Parando a máquina/abortando Programas nativos da Mudando o ponto zero, para

MÁQUINA43
Recursos remotos e locais
Alterando idioma
Vocabulário do operador
Símbolos e advertências
AUTOR51

DICIONÁRIO DO OPERADOR...46

Neste capitulo iremos conhecer os componentes de uma máquina de corte a laser, e suas respectivas funções, iremos conhecer o painel de controle, que é onde um operador de máquina de corte a laser, consegue controlar á máquina e consequentemente executar o seu trabalho através dos comandos disponíveis.

Saber Quais são os três grupos pelos quais se dividem o painel de controle que são eles: Elementos de comandos da máquina, onde o operador controla os comandos dá própria máquina, elementos de controles de comandos, onde é controlado os comandos de atividade da operação e por fim o monitor, onde o operador consegue se comunicar com a máquina, através de sua interface gráfica.

Afinal não seria possível começar a cortar um material sem nem ao menos conhecer os componentes e saber para que serve cada um deles, e como usá-los de forma correta, e em qual situação usá-los.

Com base nesses conhecimentos você já poderá partir para a próxima etapa, que é o objetivo deste material, que é saber os principais comandos de uma máquina deste tipo, para começar a operar de forma segura.

Veja a ilustração abaixo

1 Armário elétrico com gerador RF 2 Unidade laser 3 Armário elétrico 4 Unidade de refrigeração 5 Esteira longitudinal 6 Gaveta de pó compacto 7 Trocador de palete 8 Pedestal de comando do trocador de palete

9 Esteira transversal com caçamba para sucata 10 Palete 1 Painel de comando 12 Máquina básica 13 Porta de segurança

1.Botões de comando da máquina 2. Tela 3.Botões de controle de comando

9 CONTROLES DE COMANDOS

10 COMANDOS DA MÁQUINA

1 Liga/desliga a máquina 2 Teclas p/ movimentação 3 Barreira de luz interrompida 4 Pára avanço 5 Reset 6 Liga/desliga o laser 7 Reset do laser 8 Potenciômetro de avanço 9 Estabelecer posição inicial 10 Potenciômetro da pressão do gás de corte 1 Start 12 Chave de bloqueio do raio 13 Chave do modo de serviço 14 Iniciar o programa 15 Liga/desliga o laser 16 Obturador aberto/fechado 17 Emergência 18 Laser teste

1 Diagnósticos 2 Manutenção / startup 3 Ferramentas (desmarcado) 4 Programação 5 Ajuste 6 Produção 7 Apagar atrás 8 Escape (sair) 9 Enter 10 Bloco de números 1 Página acima 12 Rápido 13 Página abaixo 14 Softkeys 15 Focus menu 16 Sair do Windows 17 Ajuda 18 Focus 19 Cursor e comutador 20 Lupa

TECLAS DE ATALHO Teclas de atalho:

Teclas de atalho:

Teclas de atalho:

Teclas de atalho:

Teclas de atalho:

Teclas de atalho:

Teclas de atalho:

Teclas de atalho:

Teclas de atalho: Teclas de atalho:

Ajustes manual

Elementos de comutação e de produção

Deslocamento do ponto zero

Administração de programas NC

Administração de arquivo

TC_SHEET_TECH –Tecnologia da chapa

TC_SHEET_LOAD –Carregar chapa

Tabela tecnológica

Microjuntas Entrada flexível

Plano de produção

Livro de manutenção

Backup de dados

Diagnóstico à distância Mostragem –Ajustando o idioma

Teclas de atalho:

Teclas de atalho:

Teclas de atalho:

Teclas de atalho: Teclas de atalho:

1 Linha de mensagem 2 Linha de estado 3 Barra de menu 4 Área de trabalho 5 Barra de Softkeys

Símbolos e abreviações que são usados na máquina para a comunicação com o operador, indicando os ajustes atuais da máquina e do comando que são mostrados na linha de estado:

Laser está pronto para o uso

Mal funcionamento Raio laser desligado e obturador fechado

Raio laser desligado e obturador aberto

Raio laser ligado e obturador fechado Raio laser ligado e obturador aberto

Raio laser desligado e bloqueio do raio ativo Laser no modo de serviço

Posição de referência estabelecida Fora da posição de referência

RESET executado

Read-in block active Feed block active

Read-in block and feed block active

Máquina no submodo de movimentação JOG (Atividade AJUSTE).

Máquina no submodo AUTOMÁTICO (Área de controle PRODUÇÃO)

Máquina no submodo MDA (Manual Data Automatic, área de controle AJUSTE)

Ciclo ligado, o comando executa um ciclo

Dados sendo processados; entrada do operador ou alterações de tela não podem ser executados.

Comunicação via rede está ativa (apenas para sistemas com comando TC-CELL)

Comunicação via rede não está ativa (apenas para sistemas com comando TC-CELL).

O gráfico é calculado a partir do programa NC

Para que um operador possa iniciar o corte de m material é preciso que ele siga as seguintes etapas:

1.Fazer o check-list

2.Ligar a máquina

3.Abastecer a máquina com o material requisitado na OP (ordem de produção), OF (ordem de fabricação) ou na OS (ordem de serviço), conferindo o material verificando seu código e verificando suas dimensões com o auxilio de instrumentos de medida a fim de averiguar se corresponde com o material solicitado em algum desses documentos

4.Decompor o programa solicitado nos documentos citados acima

5.Chamar o programa

6.Verificar se o bico de corte que está no cabeçote, corresponde ao solicitado no programa, e pressionar o botão de start

7.Após o corte da primeira peça, verificar se o corte está saindo sem rebarbas e se está saindo com as dimensões solicitada no plano de produção, e se necessário fazer os ajustes utilizando os controles de comandos, e repetindo o processo até que o corte esteja saindo perfeito.

Logo adiante iremos ver em detalhes como é realizado cada um desses processos

O Curso de Powermillé ideal para iniciantes que desejam compreender as características e os recursos básicos oferecidos pela ferramenta CAM, que é utilizada mundialmente na elaboração de programas CNC. Com o curso, o aluno estará capacitado a desenvolver programação CNC baseando-se em modelos 3d.

Sandro Marques, nascido em município de Campinas-SP.

Operador de corte a laser, formado em técnico em Mecatrônica SENAI/PR e-mail: sandro@lcstecno.com.br

Comentários