Economia do Conhecimento e Inovação

Economia do Conhecimento e Inovação

3.2 Desmaterialização, novo dinheiro e nova infra-estrutura

Uma economia mais fundamentalmente baseada na informação e o conhecimento apresenta soluções para o esgotamento do padrão anterior (crescimento marginal decrescente? não mais) . Informação e conhecimento te dão a possibilidade de retomar o crescimento. Novas possibilidades para continuar ou expandir a produção e consumo.

Sem os problemas de: pág. 41

Esse novo paradigma: diminuição da parte material de bens e serviços. (softwares: desenvolvidos, produzidos, comprados, distribuídos, consumidos e descartados sem depender tanto de formas físicas) e mesmo os que existem com forma física, destaca-se seu baixo valor.(Ex: ?)

Substituição de produtos: Não porque eles estão fisicamente desgastados, a parte que "perde valor" é o conhecimento agregado a tais bens. (Ex: ?)

Dependência mínima de matéria: Através da conversão para forma eletrônica dos diferentes tipos de conhecimentos codificados.

O resultado é: redução dos custos associados tanto ao consumo de recursos físicos e energéticos, quanto ao tempo e espaço de seu desenvolvimento, produção e consumo. (Outro exemplo além dos softwares são os livros, onde a Amazon é líder nesse aspecto, uma externalidade positiva desse processo que está acontecendo é que baixos custos, torna o bem mais barato e mais acessível, tipo ensino a distancia)

Previsão para o futuro: Informação totalmente virtual, sem discos, vídeos, impressos, nada.

Benefícios econômicos derivados da possibilidade de conversão dos mais variados tipos de informação :

1. Barateamento das condições de produção e reprodução (escrita, visual, sonora)

2. Vantagem Digital: Quote: pag. 42

Já passamos por algumas revoluções industriais, mas para alguns autores, o momento em que estamos não seria mais uma revolução industrial, mas estaríamos passando por uma transição da economia mundial, começando uma nova fase - supostamente pós-industrial- baseada grandemente na dinâmica do setor de serviços.

Informação e Conhecimento: ao assumirem papel importante e estratégico na nova ordem econômica -> torna-se fonte de acumulação de riquezas-> pode tornar-se produtividade e crescimento econômico.

Pode ver essa relação empiricamente: na participação dessas atividades no PNB e pela proporção da pop empregada em tais atividades.

A realidade virtual está ocupando espaço em atividades onde a presença física era a imprescindível. (Ex: ensino, conferências, consultorias, consultas médicas e cirurgias.)

E quanto ao preço dos novos bens e serviços:

Como confere o preço e cobra pelo produto?

Também há alterações nos meios de pagamento. "Dinheiro digital"

Você paga pelos produtos que vc pensa que é grátis: seu tempo nas propagandas

Transformação do consumidor em co-produtor

ex:do serviço que consome (caixa automático), fornecedor de informações sobre seu perfil de consumo (correios eletrônicos).

Não há como fugir, o espaço informacional está entre nós e está ganhando espaço, mas assim como a revolução industrial precisou de infra-estrutura, essa nova revolução precisa as info-vias dão base ao também rápido crescimento da produção e fluxo de informação.

3.3 Globalização, competitividade, interatividade, corporações-redes e sistemas de inteligência competitiva.

As características mais visíveis da nova economia:

1.avanço e difusão de informática e telecomunicações

2. à geração e disseminação de informações em volumes, rapidez e abrangência sem precedentes:

3. O que leva a aceleração do processo de globalização. (informação chega muito rápido aos locais, meio que destrói certas expectativas rapidamente.)

Nos anos 80 houve um novo padrão de acumulação estava surgindo, este baseado nas tecnologias da informação, possibilitando integração de indivíduos e tecnologias geograficamente distintos.

Todos os indivíduos respondem a incentivos, essa maior integração econômica foi possível devido a mudanças políticas e institucionais que criaram um ambiente adequado para a difusão desse novo sistema, dessa nova economia.

Quais foram as mudanças?

Liberação e desregulação dos mercados mundiais (desregulação dos sistemas financeiros e dos mercados de capitais) -> levaram a maior competitividade.

Maior liberdade permitiu fortalecer os contatos econômicos de vários tipos, assim como a troca de informação espalhada pelo mundo.

As tendências dessa nova tecnologia vêm de: EUA, Europa Ocidental e Japão: a moda sobre economia sai desses países, seja gestão, competição, eles são tendência nesse novo sistema. Como eles chegaram a posição de oligopólio?

3.4 O processo de aprendizado.

É necessário investir em inovação? Sim

Para inovar é necessário promover processos que estimulem o aprendizado, a capacitação e acumulação contínua de conhecimentos.

Do ponto de vista empresarial, como ocorre o aprendizado?

É um processo com combinação de

1. Experiência, 2. Reflexão, 3. Formação de Conceitos e 4. Experimentação

A aprendizagem é um processo continuo acumulativo.

Para uma empresa não é interessante apenas o aprendizado individual, pois vai melhorar, sim, mas é mais produtivo que haja uma aprendizagem coletiva, o processo de inovação será mais rápido e melhor. (10 pessoas constroem uma casa mais rápido do que uma)

3.5 Pressões para ajustamento

Informação e Conhecimento são diferentes dos produtos industrializados tradicionais.

Como mesurar, regular, dar valor, cobrar, taxar e orientar a produção e disseminação desses novos produtos?

Certamente não é viável possuir as mesmas regras que os produtos e serviços tradicionais.

Quais são as pressões dessa nova era?

Readaptação do sistema econômico, de regulação e da própria teoria econômica.

Essas pressões não são algo novo. Sempre há períodos de transição.

Essas mudanças acompanham a evolução da humanidade. (Ex: privatização, propriedade privada, recursos que anteriormente eram publico...)

4. Considerações finais

Há dificuldades durante a transição de um sistema produtivo para outro. A dificuldade maior é a adaptação, é difícil economicamente, legalmente, institucionalmente e socialmente. (Londres, principalmente, era uma caos (econômico e social) durante o período de transição para as novas tecnologias (Ex: Downtown Abbey))

Importante: que diversos segmentos da sociedade tenham conhecimento do que está acontecendo para poderem escolher o que fazer, qual caminho trilhar. (É importante não ficar parado no tempo, pois vc vai eventualmente ser atropelado, pois a mudança apresentada pode ser o estilo de gestão dominante por uma fase inteira de crescimento e desenvolvimento econômico. (Black Berry))

Há uma necessidade de mudança, reestruturação da teoria econômica para um novo dialogo dos temas econômicos políticos atuais(Não é que elas sejam erradas, apenas estão obsoletas, não são mais adequadas para a nova realidade, precisa de um upgrade, pois teorias economicas não são leis) Não podemos olhar a Era da Informação e do Conhecimento, o processo de globalização, sustentabilidade do desenvolvimento econômico. (A teoria de Malthus era crível naquela época, talvez se tornasse realidade se não houvesse alteração na tecnologia usada na agricultura.???? )

Citação Pág. 54 Tigre: Continuar seguindo uma teoria que não é adaptada a realidade é certeza de falha no final, pois a teoria é que precisa se adaptar a realidade e não a realidade a teoria.

3 conceitos estratégicos em destaque: Informação, Conhecimento e Aprendizado. A relação dos três conceitos: Os processos de aprendizado resultam na acumulação de conhecimentos, estes sustentam teoricamente os avanços científicos, técnicos e organizacionais que, codificados que codificados em vários formatos informacionais -> introduzem informações que irão modificar o sistema econômico.(achei parecido como processo de transformar conhecimento tácito em codificado, divisão do trabalho e maquinação?) -> essa relação é indispensável para o desenvolvimento, de que outra maneira seria? (acredito que sempre foi desse jeito em uma escala menor)

Evolução das ciências econômicas, para adequar dentro das teorias a importância que tem a informação, o conhecimento e o aprendizado, pois estes tem tanta importância quanto as demais variáveis no processo de crescimento e desenvolvimento, se não mais.

Para a evolução acontecer: não ficar numa caixinha com apenas nossas formulas e derivações de antigas teorias, mas é necessário parceria com outras áreas: sociologia, historia, geografia, engenharia, ciência política, da comunicação e da informação.

Comentários