Portifólio de serviços de projetos CME

Portifólio de serviços de projetos CME

ESPECIFICAÇÕES DE EQUIPAMENTOS:

Os resultados dos balanços de massa e energia e dos cálculos de dimensionamento de equipamentos são organizados nas chamadas folhas de especificação (ou folhas de dados). Compreendem informações de capacidade e desempenho desejado dos equipamentos de processo (bombas, vasos, colunas, agitadores etc.), bem como principais características dimensionais, construtivas e de materiais de construção.

ESPECIFICAÇÕES DE INSTRUMENTOS

A exemplo das folhas de especificação de equipamentos, as folhas de especificação (ou folhas de dados) de instrumentos reúnem as informações necessárias (dados de processo, materiais, alimentação elétrica, protocolo de comunicação etc.) para que os sensores, indicadores, transmissores, controladores e válvulas de controle requeridos por um processo possam ser adquiridos com segurança.

FLUXOGRAMAS DE ENGENHARIA

O chamado P&ID é talvez o principal documento de um projeto de engenharia industrial. Nele são representados todos os equipamentos de processo com todas as tubulações e acessórios que os interconectam, com dimensões, bitolas e materiais de construção. Também são representados neste fluxograma todos os instrumentos, malhas de controle e intertravamentos de segurança de um processo. É comum o P&ID ser “revisitado” por todas as demais disciplinas (Tubulação, Mecânica, Elétrica, Instrumentação etc.) ao longo do desenvolvimento de um projeto.

PROJETOS CONCEITUAIS:

Fase de desenvolvimento de um processo, onde alternativas de processamento são analisadas e a concepção ótima é definida. Estimativas de investimento preliminares com precisão da ordem de +/- 50%, são normalmente elaboradas nesta fase. A CME possui profissionais capacitados e com experiência em simulação, analise e scale-up de processos aplicados à indústria de óleos vegetais.

ENGENHARIA BÁSICA:

“Tradução” do processo concebido na fase Projeto Conceitual na forma de um pacote ordenado de documentos de engenharia, como fluxogramas de processo e engenharia, diagramas de utilidades, balanços de massa e energia, lay-outs preliminares, folhas de especificação dos principais equipamentos e instrumentos, permitindo a elaboração de estimativas de investimento e análises de viabilidade econômica com acuidade de até +/- 30%.

ENGEHARIA DE DETALHAMENTO:

Elaboração de documentos executivos de engenharia em todas as disciplinas – Processo, Tubulação, Mecânica, Elétrica, Instrumentação, Civil – de forma a permitir a aquisição de equipamentos, instrumentos e materiais, a contratação de serviços de montagem eletromecânica e construção civil, bem como a partida e operação da nova planta. Documentos necessários à obtenção de licenças junto a agencias ambientais, prefeituras, corpo de bombeiros e demais órgãos públicos podem ser inclusos nesta fase. É comum a elaboração de estimativas de investimento ao final da Engenharia de Detalhamento, que em função da riqueza de informações disponíveis nesta etapa, permite precisão da ordem de +/- 10%.

GERENCIAMENTO:

Planejamento, organização e controle de projetos de engenharia. Pode incluir o gerenciamento da implantação de empreendimentos projetados pela CME.

OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS:

Estudos e analise de processos existentes, visando possíveis otimizações de rendimento, redução de consumo energético, aumento de segurança operacional, etc.

AUTOMACAO DE PROCESSOS:

Estudos para a implementação de controle automático de processos existentes, visando melhoria de repetitividade e qualidade de produtos, redução de ciclos operacionais, aumento de segurança de processos e, eventualmente redução de mão de obra.

SUPORTE À MONTAGEM, COMISSIONAMENTO E START-UP:

Serviços adicionais visando o acompanhamento e suporte à construção e montagem eletromecânica de projetos elaborados pela CME, assim como assessoria às fases subsequentes de comissionamento e partida da unidade.

TREINAMENTO OPERACIONAL:

Elaboração de manuais de operação e instalações industriais e treinamento de operadores.

Comentários