Anti-projecto

Anti-projecto

REPÚBLICA DE ANGOLA

UNIVERSIDADE AGOSTINHO NETO

FACULDADE DE LETRAS

Departamento de Língua e Literaturas Angolanas

ANTE-PROJECTO

TEMA: Estudo Toponímico do Bairro Rangel

Por

Joaquim Cipriano João FRANCISCO

Tutor: Vatomene Kukanda

Luanda 2014

0. INTRODUÇÃO

O estudo dos topónimos na história da cartografia é um dos meios que linguistas utilizam para observar o desenvolvimento de uma língua, uma cultura. Segundo Dick (1996, p.301-302), o estudo das toponímias com o auxilio da cartografia permite que “se possa perceber a evolução não apenas quantitativa dos nomes, mas também qualitativa, entendido o termo na diversidade de estratos motivadores”. A pesquisa

É oportuno situar, nestas linhas iniciais, em que âmbito das pesquisas linguísticas se inserem os estudos toponímicos já que, numa perspectiva ampla, os topônimos podem ser enfocados sob o prisma da Onomástica, da Lexicologia e ainda sob o viés da Terminologia, pois um topônimo é também um termo de uma área específica da atividade humana, isto é, da atividade de nomeação.

Por isso escolhemos como tema: Estudo Toponímico do Bairro Urbano do Rangel.

Portanto, é partindo destes pressupostos que o presente estudo refletirá sobre uma breve abordagem a origem dos nomes dos pontos de referência do bairro Nelito Soares.

0.1. Formulação do Problema

Durante as nossas visitas no bairro Rangel, verificamos a existência de ruas, lugares de lazer e outros pontos de referência com nomes de difícil explicação quanto a origem histórica.

Qual é a origem e o significado dos nomes dos vários pontos de referência existentes no bairro?

Por tanto, através dos moradores, procuramos manter um diálogo aberto sobre tais nomes, mas que infelizmente não fomos bem-sucedidos, na medida em que os mesmos apresentavam versões divergentes. Por isso, a escolha do tema de formas a procurarmos informações claras sobre a problemática acima aludida.

0.2. Objectivos do estudo.

0.2.1. Objectivo geral

Pautado nessa perspectiva de análise, é que se propõe, como objetivo geral a identificação da origem dos nomes dos vários pontos de maior referência do bairro Nelito Soares, Município do Rangel.

O.2.2. Objectivos específicos:

  1. Diagnosticar os cidadãos sobre o conhecimento da origem dos nomes dos vários pontos de referência do bairro acima referido;

  2. Identificar os aspectos de natureza histórica do bairro Nelito Soares, através de figuras com um passado longínquo de vivência no bairro;

  3. Levar ao conhecimento da sociedade em geral e em particular os residentes do bairro, referências históricas sobre a origem dos nomes dos pontos de referência do bairro Rangel.

0.3. Hipóteses

Para podermos dar satisfação a nossa pesquisa, existe uma necessidade de formular algumas hipóteses que servirão de fundamento da nossa investigação. Estas permitirão dar uma reposta provisória ao presente estudo.

Nesta senda, com intuito de propor explicações para certos factos, fenómeno e orientar-se na busca de outras informações, formulou-se as seguintes hipóteses:

Os pontos de maior referência no bairro Rangel, tem origem histórica, daí a difícil descrição e conhecimento por parte de vários moradores.

0.4. Importância

De acordo a pertinência do tema, ele é destinado não só a comunidade da bairro Rangel, como também a sociedade em geral.

As razões deste estudo, resultaram devido ao desconhecimento da origem dos nomes dos principais pontos de referência do bairro Nelito Soares, daí a pertinência em identifica-los.

Pensamos que com este estudo, estaremos a dar o nosso contributo no conhecimento da realidade histórica das comunidades residente no bairro Nelito Soares, relativamente ao seu passado

0.5. Procedimento metodológico

O conhecimento obtido graças aos métodos de observação, de reflexão e de testagem, deliberadamente adoptado para resolver uma questão, implica que se tente, com inteligência e perseverança, rever as crenças correntes (senso comum) de modo a eliminar os erros que estas podem conter; a dar-lhes maior precisão e, acima de tudo, a dar-lhes uma forma tal que a interdependência dos factos seja tão evidente quanto possível. Esta abordagem conceptual tem implícita que a ciência é a compreensão das implicações lógicas de todo o conhecimento. Tanto do ponto de vista lógico como do ponto de vista educativo, a ciência é o aperfeiçoamento, a sua última etapa (J. Carvalho, 2009:3)

Desta feita utilizamos o método funcionalista, leva em consideração que a sociedade é formada por partes componentes, diferenciadas e interdependentes, satisfazendo cada uma das funções essenciais da vida social. Estuda a sociedade do ponto de vista da função das suas unidades, isto é, como um sistema organizado de funções. Estuda o objecto do ponto de vista da função das suas unidades, isto é, como um sistema organizado de actividades (Esteves, 1998:18)

Estes princípios funcionalistas são desenvolvidos, de forma sistemática, organizada, criativa e participativa, no método Value Management (VM). Consiste no uso sistemático das técnicas de valor, como método geral de resolução de problemas em qualquer áreas de gestão, administração e investigação. (Idem: 20)

Os qualitativos que caracterizam a natureza do método VM são: interdisciplinar, técnico-económico, heurístico. Trata-se, portanto, de um método que apela a disciplina e tecnologias várias, com predominância para as de cariz técnico e económico. É heurístico no sentido em que se dirige à resolução de problemas aumentando, com a sua aplicação, a probabilidade de se chegar a uma solução satisfatória (Idem: 28)

“Com este objectivo, a abordagem VM envolve três princípios básicos:

- Focalização nos objectivos e metas a alcançar, antes de se procurarem soluções;

-Conceitos de função (latente), como chave para a maximização dos objectivos e metas;

-Atenção permanente ao valor para a organização, estabelecendo medidas ou estimativas de valor, monitorizando-as e controlando-as.”1

Utilizamos outros tipos de métodos como: as pesquisas históricas, a bibliográfica e a documental.

Utilizamos o método quantitativo por empregar instrumentos estáticos como base do processo de análise. Essa abordagem é utilizada quando se busca descrever a complexidade de determinado problema envolvendo manipulações de variáveis e estudos experimentais (Gressler 2004:43).

O método histórico porque, a dedução é a argumentação que torna explícitas verdades particulares e contidas em verdades universais (Rampazzo 2004:38).

A pesquisa histórica reconstrói o passado sistematicamente, verificando evidências e delineando conclusões. Contribui para o conhecimento do presente a luz dos acontecimentos passados, capacitando o homem para prever, com forte segurança, o que vai lhe suceder no futuro (Gressler 2004:50).

A pesquisa bibliográfica é aquela que procura explicar um problema a partir de referências teóricas publicadas em livros, revistas, jornais e ela pode ser utilizada independentemente, ou como parte de outro tipo de pesquisa (Rampazzo 2008:53).

A pesquisa documental procura documentos de fontes primárias provenientes de órgãos que realizaram as observações, estes dados podem ser encontrados em arquivos e em fontes não escritos. Este tipo de pesquisa, tem vantagens pelo facto dos documentos constituírem uma fonte rica e estável de dados e porque os documentos subsistem ao longo do tempo, tornando-se na mais importante fonte de natureza histórica (Rampazzo 2004:51).

0.6. Limitação e delimitação.

1 -Local do estudo

O presente estudo foi realizado no Bairro Rangel, relativamente ao estudo toponímico.

2 - População Alvo

O estudo, versar-se-á em na população residente no bairro, visto que a nossa análise centra-se na origem dos nomes dos principais pontos existentes no bairro em analise.

3-Inclusão

Teremos como modelo a análise da realidade da comunidade, relativamente em busca de solução da problemática acima descrita.

0.7. Estrutura do trabalho.

O nosso trabalho está estruturado da seguinte forma:

a) Introdução, onde procuramos identificar o problema, espelhar os objectivos do estudo, a hipóteses, a importância e a metodologia utilizada.

b) No primeiro capítulo, fala da fundamentação teórica e conceptual onde são definidos alguns termos e conceitos para uma melhor compreensão.

b) O segundo capítulo trata do Bairro Rangel, na localização geográfica e outros aspectos próprios.

c) O terceiro capítulo, é reservado para o estudo de caso.

d) Na conclusão procuraremos, confirmar as hipóteses acima referidas. De formas a podermos ilustrar com facilidade a concretização do nosso objectivo.

e) Nas recomendações, espelharemos aquilo que pensamos ser fundamental para que quer a faculdade como os futuros investigadores, olhem para este tema com muito interesse.

CRONOGRAMA DE ACTIVIDADES

Actividades /

Meses

Maio

Jun

Jul

Ago

Set

Out

Nov

Dez

Jan

Fev

Escolha do tema

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pesquisa bibliográfica

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Elaboração do protocolo de investigação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aprovação do protocolo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Recolha de dados

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Processamento de dados

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Redacção do trabalho para discussão

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Entrega do trabalho para discussão

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Acertos finais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Redacção da Monografia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Entrega da Monografia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Apresentação e defesa pública da Monografia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ANEXO Nº 1

QUESTIONÁRIO DA ENTREVISTA

O presente questionário destina-se a registar a sua opinião relativamente a origem toponímica do Bairro Rangel. Não existem respostas certas ou erradas pelo que a sua opinião pessoal e sincera é muito importante no apuramento dos resutados. Este questionário é de natureza confidencial. O tratamento deste, por sua vez, é efectuado de uma forma global, não sendo sujeito a uma análise individualizada, o que significa que o anonimato do colaborador é respeitado.

Genéro:

M ( ) F ( )

Idade:_____________

  1. Quanto tempo vive no Bairro Rangel?

  1. Anos ( ) 2 Anos ( ) 3 Anos ( ) 4 Anos ( ) Mais de 5 Anos ( )

2.Como mencione os principais pontos do Bairro Rangel?

R________________________________________________________________________________________________________________________________

3.Gosta do nomes atribuidos as ruas e outros locais de referencia do Bairro Rangel?

R____________________________________________________________________________________________________________________

4.Quais são os nomes que mas lhe chamam atenção?

R_____________________________________________________________________________________________________________________________

5.Como mencione os principais pontos do Bairro Rangel?

R________________________________________________________________________________________________________________________________

6. Mencione os principais ponto do Bairro Rangel?

R________________________________________________________________________________________________________________________________

7. Os nomes desses pontos chamam-te alguma atenção especial?

R________________________________________________________________________________________________________________________________

8. Qual é a mensagem que deixa para as novas gerações sobre o toponimia do Bairro Rangel?

R________________________________________________________________________________________________________________________________

1 ESTEVES.A (1998), Metodologia Qualitativa para Ciências Sociais. Instituto de Sociologia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

10

Comentários