Membrana Plasmática

Membrana Plasmática

MEMBRANA PLASMÁTICA Prof. Ms. Rodrigo Eduardo da Silva

Membrana Plasmática Membrana Plasmática

Membrana Plasmática Membrana Plasmática

• Membrana plasmática ou plasmalema é uma estrutura fina, flexível e elástica;

• Composta principalmente por 2 camadas de moléculas de fosfolipídios;

• Grupamentos não polares (hidrofóbica voltados para o centro da membrana);

• Grupamentos polares hidrofílica (na superfície da membrana);

• A membrana possui também outros lipídios, glicolipídios e colesterol.

Membrana Plasmática

Membrana Plasmática Membrana Plasmática

• As moléculas proteicas se inserem parcial ou totalmente na membrana;

• Alguma dessas moléculas são poros funcionais por onde transitam certos íons e moléculas;

• Outras proteínas de membrana são receptores para hormônios;

• A membrana plasmática é a manutenção da constância do meio intracelular/ extracelular.

Membrana Plasmática

Membrana Plasmática Membrana Plasmática

• As proteínas que representam aproximadamente 50% do peso da membrana plasmática (variável);

• Podem ser divididos em 2 grupos:

• Proteínas Integrais (diretamente incorporadas na estrutura da membrana);

• Proteínas Periféricas: Fracamente associada a membrana.

Membrana Plasmática

Membrana Plasmática Membrana Plasmática

• Algumas proteínas Integrais (denominadas proteínas transmembranas);

• Atravessam inteiramente a membrana formando saliência tanto na face intracelular como na superfície externa;

• Algumas possuem moléculas longas e dobradas (atravessam a membrana diversas vezes);

• Podem ser divididas em Proteínas de Passagem Única e Proteínas de Passagem Múltipla.

Membrana Plasmática

Membrana Plasmática Membrana Plasmática

• São sintetizadas no retículo endoplasmático granuloso, completadas no Golgi;

• E transportadas para a superfície celular em vesículas.

Membrana Plasmática

Membrana Plasmática Membrana Plasmática

• A superfície externa da membrana é recoberta por uma camada mal delimitada, rica em hidratos de carbono;

• Glicocálice (visível ao microscópio eletrônico);

• Constituído pelas cadeias glicídicas das glicoproteínas e glicolipídios da membrana;

• Possui também glicoproteínas e proteoglicanos secretados pela célula.

Membrana Plasmática

Membrana Plasmática Membrana Plasmática

• Suas principais funções são de proteção, barreira de difusão, adesiva;

• Inibição por contato (às vezes quando a célula é alterada ela perde essa função, então ela continua crescendo e depositando-se umas sobre as outras formando tumores);

Membrana Plasmática

• Reconhecimento celular e definição de um ambiente especial, com pH, força iônica e carga elétrica própria;

• O glicocálice pode atuar como proteção contra certos tipos de vírus (carga negativa).

Membrana Plasmática

• Modelo mosaico fluído;

• A integração das proteínas da membrana depende principalmente da interação de aminoácidos da proteína com os lipídios da membrana;

• Em contrapartida, a posição das proteínas (em relação ao ponto da membrana plasmática);

• É determinada pela associação com moléculas do citoesqueleto;

Membrana Plasmática

• Quando impulsionadas pelo citoesqueleto;

• As proteínas podem deslizar ao longo do plano da membrana porque a bicamada lipídica é fluida;

• A distribuição das proteínas em mosaico na bicamada lipídica da membrana plasmática;

• Deu origem ao modelo do mosaico fluído.

Membrana Plasmática

Membrana Plasmática Membrana Plasmática

Membrana Plasmática –Transporte Membrana Plasmática –Transporte

• Difusão através da membrana celular (Difusão simples e Difusão Facilitada);

• Difusão simples ocorre quando as moléculas atravessam aberturas da membrana, espaços intermoleculares ou por canais aquosos.

• Não há interação com qualquer proteína transportadora de membrana.

Membrana Plasmática –Transporte

Membrana Plasmática –Transporte Membrana Plasmática –Transporte

• Difusão de substâncias lipossolúveis:

• Quanto maior a lipossolubilidade mais rápida a substância é difundida (Oxigênio, dióxido de carbono, álcool);

• Substâncias insolúveis em lipídeos:

• Água atravessa pelos canais protéicos que penetram toda a espessura da membrana.

Membrana Plasmática –Transporte

Membrana Plasmática –Transporte Molécula Lipossolúvel

• Difusão por canais protéicos. Canais tubulares localizados na membrana;

• Possuem poros e esses tubos estão sempre abertos, mas o poro e sua carga elétrica fornecem seletividade;

• São seletivamente permeáveis a certas substâncias;

• Exemplo aquaporina ou canais de água (passagem de água e exclusão de outras moléculas);

Membrana Plasmática –Transporte

• As proteínas canais possuem 2 características importantes;

• (1) Seletivamente permeáveis a certas substâncias;

• (2) Canais podem ser abertos e fechados por comportas;

• Comportas são reguladas por sinais elétricos (dependentes de voltagem) ou controle químico.

Membrana Plasmática –Transporte

Membrana Plasmática –Transporte Membrana Plasmática –Transporte

• Difusão Facilitada: A substância se difunde usando uma proteína transportadora específica;

Proteína Transportadora

Membrana Plasmática –Transporte

• A substância mais abundante que se difunde através da membrana celular é a água;

• Em condições normais a quantidade de água que se difunde nas duas direções da membrana é equilibrada;

• Em certas circunstâncias ocorre diferenças da concentração de água e outras substâncias pela membrana;

Membrana Plasmática –Transporte

• Quando isso ocorre, surge movimento efetivo de água pela membrana;

• Promovendo que a célula inche ou encolha, dependendo da direção do movimento da água;

• Esse processo efetivo de movimento da água causado por sua diferença de concentração é denominado Osmose.

Membrana Plasmática –Transporte

Membrana Plasmática –Transporte Membrana Plasmática –Transporte

• Transporte Ativo: Movimento de substâncias através da membrana em combinação com proteínas transportadoras passando do estado de baixa concentração para um de alta de concentração.

• Transporte Ativo Primário e o Transporte Ativo Secundário.

Membrana Plasmática –Transporte

• Transporte Ativo Primário: Energia é derivada da degradação de trifosfato de adenosina (ATP);

• Bombeia Na+ para fora da célula e K+ para dentro através da membrana celular;

• Manutenção das diferenças de concentração entre Na+ e K+;

• Estabelecimento da voltagem elétrica dentro das células;

Membrana Plasmática –Transporte

• É responsável por controlar o volume de cada célula e sem a bomba, as células inchariam até estourar;

• Dentro da célula existe proteínas e outras moléculas que não podem sair da célula (com carga negativa);

• Carga negativa atrai Na+ , e outros íons positivos;

• Ativam osmose de água para o interior da célula;

Membrana Plasmática –Transporte

• Mecanismo bombeia 3 Na+ para o exterior e 2 K+ para o interior;

• Na+ tende a permanecer no lado de fora iniciando a osmose de água para fora.

Membrana Plasmática –Transporte

Membrana Plasmática –Transporte Membrana Plasmática –Transporte

• Transporte Ativo Secundário: Co-transporte e Contratransporte;

• Na+ é transportado para o exterior da célula;

• Concentração elevada de Na+ no meio extra celular gera reservatório de energia;

• Na+ tenta voltar para o interior da célula;

Membrana Plasmática –Transporte

• Liga-se a uma proteína transportadora e difundi-se para o interior celular JUNTO com outras substâncias;

• Paralelo a esse fenômeno, se alguma substância for transportada da parte interna para a parte externa da célula;

• Contratransporte.

Membrana Plasmática –Transporte

• A pinocitose é o processo em que a célula ingere líquidos ou pequenas partículas inespecíficas em solução aquosa;

• Não utiliza difusão, mas por transporte em massa através da membrana plasmática;

• As vesículas de pinocitose destacam-se da membrana pela atividade do citoesqueleto;

• São puxadas para a profundidade do citoplasma e fundem-se com os lisossomos.

Membrana Plasmática –Pinocitose

Membrana Plasmática –Pinocitose Membrana Plasmática –Pinocitose

• Endocitose mediada por receptores;

• Endocitose é o processo pelo qual as células ativamente absorvem material (Ex: lipídios);

• A superfície celular possui receptores para diversas moléculas (espalhados por toda as membrana);

• A molécula que se liga a esse receptor é o ligante.

Membrana Plasmática –Endocitose

Membrana Plasmática –Endocitose Membrana Plasmática –Endocitose

• Células como macrófagos, neutrófilos são especializados em neutralizar bactéria, fungos, células lesionadas;

• Quando a bactéria invasora se prende a membrana do macrófago, essa célula emite pseudópodos;

• Se estendem sobre a bactéria, engloba a mesma e a predem em um vacúolo intracelular (fagossomo);

• Depois esta bolsa se une ao lisossomo, (que contém as enzimas digestivas), para que a digestão aconteça;

Membrana Plasmática –Fagocitose

• Exocitose consiste na fusão das vesículas citoplasmáticas com a membrana plasmática;

• Expulsão do conteúdo da vesícula para fora da célula (não há ruptura da superfície celular).

Membrana Plasmática –Fagocitose

Membrana Plasmática –Fagocitose Membrana Plasmática –Fagocitose

Comentários