Relatorio soda caustica

Relatorio soda caustica

Aplicações industriais.

A soda cáustica é utilizada em grande variedade de aplicações industriais e é o principal produto que acompanha a produção de cloro. A soda cáustica é muito valorizada porque ajuda a controlar e remediar a poluição ácida do meio ambiente e também pelo seu poder neutralizador. A soda cáustica é usada para controlar a acidez, para a lavagem de gases e para neutralizar os rejeitos ácidos. A soda cáustica é usada como um produto intermediário na produção de numerosos outros produtos, entre eles a aspirina e o álcool de amila usados em produtos farmacêuticos e o fenolato de sódio usado nos anti-sépticos. Possui diversas e numerosas aplicações, por ser usada na produção de tecidos de algodão para fortalecer as fibras e absorver melhor o tingimento, refino do óleo animal e vegetal, remoção de ácidos graxos e para descascar batatas, frutas e vegetais. Além disso também é utilizada na produção de alumínio, papel e celulose.

Impactos ambientais.

O despejo do produto soda cáustica contamina cursos d’água, solo, fauna e flora. A soda em contato com a água ou o solo, causa elevação do pH, descaracterizando o local, degradando o meio ambiente, com prejuízos à fauna.

O mercúrio é uma substância tóxica associada a indústria de cloro solda. A presença do mercúrio no meio ambiente é prejudicial em qualquer quantidade, já que o metal não desempenha funções nutricionais ou bioquímicas em micro-organismos, plantas ou animais.

Precauções para o meio ambiente: Se possível, estancar o vazamento, evitando-se contato com a pele e roupas. Impedir que o produto ou as águas de atendimento a emergência atinjam cursos d’água, canaletas, bueiros ou galerias de esgoto. Recolher o produto com pás. Conter a perda de material volátil para a atmosfera. Se o produto estiver líquido, conter com diques e bombear para recipientes apropriados.

Acidentes.

Ingestão: Produto corrosivo. Pode causar severas queimaduras e completa perfuração dos tecidos da pele.

Olhos: O contato pode causar severos danos, incluindo queimaduras e cegueira. A gravidade dos efeitos depende da concentração do produto e de quanto tempo, após a exposição, os olhos forem lavados.

Pele: Produto corrosivo. O contato pode causar queimaduras e destruição dos tecidos da pele.

Inalação: Exposição do produto na forma de líquido, vapor ou neblina pode causar queimaduras nas vias respiratórias. Contato prolongado pode causar pneumonia química.

O que fazer quando algum desses casos vir a ocorrer?

Contato com os olhos: Lavar imediatamente os olhos com água em abundância por no mínimo 20 minutos, mantendo as pálpebras abertas para assegurar a lavagem de toda a superfície.

Inalação: Retirar a vítima da área contaminada para local fresco, se a vítima não estiver respirando é necessário reanimá-la.

Em contato com a pele: Não neutralizar com nenhum produto químico e não cobrir a parte afetada.

Acidentes com soda cáusticas nos alimentos vêm ocorrendo com frequência: Recentemente embalagens d o suco Ades de maça receberam só água e soda cáustica. Limpeza de linha de produção foi iniciada por estoque estar reduzido. Um funcionário teria acionado o envase após isso, embalando a substância. Um caso parecido aconteceu com o Toddynho: O conteúdo da embalagem tinha pH parecido com o da soda cáustica. No ano de 2007, durante a operação “Ouro Branco”, agentes e peritos técnicos da Polícia Federal, bem como do Ministério da Agricultura, fizeram levantamentos e perícias na sede da Copervale. Entre os produtos encontrados estavam aproximadamente mil litros da mistura supostamente proibida, pronta para ser misturada ao leite, bem como grande quantidade de soda cáustica, também utilizada na limpeza dos equipamentos. Essa mistura foi feita para fazer com que o leite rendesse mais e estendesse a validade.

O que fazer para se prevenir quando for entrar em contato com soda cáustica?

Usar os equipamentos de proteção coletiva e os de proteção individual. Os equipamentos de proteção coletiva: Fornecer ventilação no ambiente de trabalho, especialmente em locais onde pode existir poeira ou névoa. Deve-se ter instalado no ambiente: chuveiros de emergência e lava-olhos. Equipamentos de proteção individual: Proteção respiratória: máscara contra pó. Proteção das mãos: Luvas de borracha ou plástico, cano longo. Proteção dos olhos: Óculos tipo ampla visão com lente resistente a impacto e ventilação. Proteção da pele e do corpo: Roupas de borracha, neoprene ou vinil com mangotes. Precauções especiais: nunca entre em contato direto com o produto. Medidas de higiene: não se alimente no local de trabalho. Lave bem as mãos antes de se alimentar. Tome banho logo após a jornada de trabalho.

Comentários