Desafio profissional grupo

Desafio profissional grupo

DESAFIO PROFISSIONAL

Disciplinas: Empreendedorismo e Comportamento Organizacional

Profs. EaD: Helenrose A. da S. Pedroso Coelho e MA. Renata M. G. de Dalplaz.

Prof. Tutor Presencial: Marcio Freitas

1º sem / ADM-2014-1

Itatiba/SP

2014

SUMÁRIO

Introdução _______________________________________________ 3

Desenvolvimento___________________________________________ 4

Conclusão________________________________________________6

Referências Bibliográficas ___________________________________ 7

INTRODUÇÃO

Podemos analisar, que neste Desafio o restaurante de Irena Partala, conhecido como Restaurante Smak tem uma ótima localização turística na cidade do Vale da Felicidade, possui sua estrutura rustica preservada, mais necessita de inovação.

Neste caso, a análise SWOT, será nossa ferramenta fundamental para que o restaurante seja um sucesso.

A análise SWOT é usada como ferramenta de informação e geralmente incorporada em planos de negócios corporativos. Devem ser destacados na análise SWOT os pontos fortes (S - strong), fracos (W - weak), oportunidades (O - opportunities) e riscos (T - threats) do plano. Ela está presente durante a utilização do planejamento estatístico para auxiliar o futuro das empresas, funciona como um guia para definir um plano de ações para reduzir os riscos e aumentar as chances de sucesso da empresa.

DESENVOLVIMENTO

Nessa área, destacamos os pontos positivos internos do restaurante. “Quando os pontos fortes de uma organização estão alinhados com os fatores críticos de sucesso para satisfazer as oportunidades de mercado, a empresa será por certo, competitiva no longo prazo (RODRIGUES, et al., 2005).” Esses pontos são características do restaurante dentro do ramo. São eles: um chef de cozinha dedicado e com experiência, localização privilegiada, a tradição em comidas Polonesas...

Lembrando que quanto maior a vantagem competitiva que uma força lhe traz, mais importante ela é dentro da análise.

Podemos destacar os pontos negativos internos do restaurante que podem ser controlados. Neste caso é o restaurante menos frequentado, modelo de cardápio, escrito à mão em língua polonesa, muitas atividades e sobrecargas sobre a Senhora Irena, garçom sem experiência, cardápio com falta de variedades, e o cozinheiro sem poder opinar sobre os mesmos.

As fraquezas são as competências que estão sobre sua influência, mas que, de alguma forma, atrapalham e/ou não geram vantagem competitiva.

As oportunidades são as forças externas à empresa que influenciam positivamente sua organização, mas que não temos controle sobre elas, mas podem ser usados a favor do restaurante.

Segundo Kotler e Keller (2006) explicitam seus pressupostos em que “somente depois de realizar a análise SWOT, a empresa pode estabelecer metas especificas para o período de planejamento”.

Em síntese Cobra,Kotler e Keller, explicam que o ambiente externo envolve uma análise das forças macro ambiental (demográficas, econômicas, tecnológicas, políticas, legais, sociais e culturais) e dos fatores micro ambientais (consumidores, concorrentes, canais de distribuição, fornecedores).

Procuram identificar duas coisas: oportunidades e ameaças. As oportunidades muitas vezes podem vir através de algum aspecto econômico novo, como o advento da classe média, o aumento do número de filhos dos consumidores, a melhoria da renda e do crédito, entre outros. Outro fator que pode influenciar o fomento de oportunidades são as ações políticas do governo, como a escolha de investir em infraestrutura, no caso do restaurante Smak: os passeios com atividade turística aos finais de semana, os passageiros depois do passeio desembarcam no centro da cidade para almoçar.

As ameaças são as forças externas que não sofrem sua influência e que pesam negativamente para sua empresa. Elas podem ser consideradas como um desafio imposto à empresa e pode deteriorar sua capacidade de gerar riqueza. Devem ser constantemente monitorada pelos gestores, pois, muitas vezes, podem apresentar um risco muito maior que a capacidade de retorno.

Os pontos negativos externos do restaurante estão fora do controle da indústria, mas podem ser utilizados para entender e prevenir danos ao crescimento do restaurante. Por exemplo: concorrência ao lado com variedades, inovações, cardápios atualizados para o agrado de todos os clientes, negócios com pouco ganho financeiros.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Com este diagnóstico geral, podemos visualizar que a Dona Irena, é uma empresaria, e tem uma pequena empresa o Restaurante Smak muito bem localizado, sendo inclusive de fácil aceso aos turistas que por ali fazem o passeio de trem pela cidade. Existem outros restaurantes também bem localizados e com maiores variedades e boas estruturas, mas isto pode ser tirado de letra se Dona Irena conseguir fazer com que o campo de área que esta afetando o empreendimento delacrescer, como por exemplo, rever todos esses conceitos ditados logo à cima, pois para ser feita a mudança que tem ter a iniciativa correta a ser tomada.

Falhas na análise SWOT podem custar caro à organização, pois se ela não consegue reconhecer seu cenário presente, muito menos conseguirá visualizar em longo prazo e então o planejamento não será efetivo. Uma análise superficial pode até parecer boa no momento: ilustra um cenário otimista, porém irreal, uma vez que esconde os reais problemas, cegando a visão estratégica e prevenção de crises.

É importante saber destacar todos os pontos presentes, pois se algum deles for ignorado, pode atrapalhar no alcance de objetivos futuros. Somente traçando os pontos fracos, sabe-se onde se deve melhorar e é possível, então, criar ações que possam reduzi-los ou até mesmo exterminá-los.

É preciso também identificar todas as ameaças que envolvem a organização, pois são a partir delas que surgem as crises. Por mais inofensivas que pareçam ser, é preciso apontar cada mínima ameaça, só assim é possível prever os problemas e começar a planejar ações que os impeçam de acontecer. A maioria das crises só acontece se não há a prevenção de ameaças, mas podem acontecer mesmo que já prevenidas, por isso é necessário também, além de saber evitá-las, saber como remediá-las. Em situações de crise, não existe tempo para planejamentos de última hora.

Saber verificar as oportunidades que permeiam o ambiente também é indispensável para o planejamento. São elas que promovem novos momentos para a organização, mostram os caminhos de mais sucesso e as novas formas de alcançar antigos objetivos.

BIBLIOGRAFIA

COBRA, Marcos. Marketing Competitivo. São Paulo: 1993

FREIRE, Adriano.Estratégia: Sucesso em Portugal. Verbo: 1997

KOTLER, Philip. KELLER, Kevin L. Administração de Marketing: A bíblia do marketing. 12° ed. São Paulo: 2006.

VÁRIOS, Strategor.Política Global da Empresa: Publicações Dom Quixote. 2ª ed: 1993

http://www.ehow.com.br

Harvard Business School: www.hbs.edu

Revista Strategy & Business: www.strategy-business.com

Comentários