Sistema de Ensino Presencial Conectado

nome do cursO

Isabela martins da silva rodrigues souza

Projeto de intervenção:

Papel dos pais.

Cornélio Procópio-pr

2013

Isabela martins da silva rodrigues souza

Projeto de intervenção:

Papel dos pais.

Trabalho apresentado à Universidade Norte do Paraná - UNOPAR, como requisito parcial para a obtenção de média bimestral na disciplina de Oficina de Formação; projeto de intervenção, A realidade e o Serviço Social, Planejamento Social e Estagio Curricular Obrigatório II.

Orientador: Prof. Amanda Boza Gonçalves, Clarice da Luz Kernkamp, Rosane Ap. B. Malvezzi e Valquiria A. Dias Caprioli.

Cornélio Procópio-pr

2013

SUMÁRIO

APRESENTAÇÃO...........................................................................................3

JUSTIFICATIVA.....................................................................................5

OBJTICO GERAL..................................................................................6

OBJETIVOS EESPECIFICOS................................................................6

METAS................................................................................................6

PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS.................................................7

RECURSOS.........................................................................................7

INSTITUIÇÕES APOIADORAS..............................................................8

MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO........................................................8

CONCLUSÃO.......................................................................................8

CRONOGRAMA...................................................................................8

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS........................................................9

Art. 226 - A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado. § 8º - O Estado assegurará a assistência à família na pessoa de cada um dos que a integram, criando mecanismos para coibir a violência no âmbito de suas relações. (Constituição federal 1988)

    1. APRESENTAÇÃO

Projeto apresentado para realização no Centro de Referencia de Assistência Social no Município: Cornélio Procópio, Paraná. Segue abaixo os dados demográficos que caracterizam o perfil social do município presente:

Tabela 1: ÁREA SOCIAL

 ÁREA SOCIAL

INFORMAÇÃO

FONTE

DATA

ESTATÍSTICA

População Censitária - Total

IBGE

2010

46.928

habitantes

População - Contagem (1)

IBGE

2007

46.931

habitantes

População - Estimada

IBGE

2013

48.420

habitantes

Número de Domicílios - Total

IBGE

2010

16.819

 

Matrículas na Creche

SEED

2012

635

alunos

Matrículas na Pré-escola

SEED

2012

634

alunos

Matrículas no Ensino Fundamental

SEED

2012

6.009

alunos

Matrículas no Ensino Médio

SEED

2012

2.248

alunos

Matrículas na Educação Profissional

SEED

2012

406

alunos

Matrículas no Ensino Superior

MEC/INEP

2011

4.920

alunos

Tabela 2:Economia

    ECONOMIA

INFORMAÇÃO 

FONTE 

DATA 

 ESTATÍSTICA 

População Economicamente Ativa (PEA)

IBGE

2010

24.880

pessoas

População Ocupada (PO)

IBGE

2010

23.154

pessoas

Número de Estabelecimentos - RAIS

MTE

2012

1.607

 

Número de Empregos - RAIS

MTE

2012

14.545

 

Produção de Soja

IBGE

2012

68.163

toneladas

Produção de Milho

IBGE

2012

105.614

toneladas

Produção de Cana-de-açúcar

IBGE

2012

223.890

toneladas

Bovinos

IBGE

2012

29.100

cabeças

Equinos

IBGE

2012

800

cabeças

Galináceos

IBGE

2012

111.000

cabeças

Ovinos

IBGE

2012

300

cabeças

Suínos

IBGE

2012

570

cabeças

Valor Adicionado Bruto(VAB) a Preços Básicos - Total

IBGE/Ipardes

2010

713.972

R$ 1.000,00

VAB a Preços Básicos - Agropecuária

IBGE/Ipardes

2010

52.686

R$ 1.000,00

VAB a Preços Básicos - Indústria

IBGE/Ipardes

2010

146.571

R$ 1.000,00

VAB a Preços Básicos - Serviços

IBGE/Ipardes

2010

514.716

R$ 1.000,00

Valor Adicionado Fiscal (VAF) - Total

SEFA

2011

452.808.312

R$ 1,00 (P)

VAF - Produção Primária

SEFA

2011

108.735.680

R$ 1,00 (P)

VAF - Indústria - Total

SEFA

2011

146.891.783

R$ 1,00 (P)

VAF - Comércio/Serviços - Total

SEFA

2011

197.126.411

R$ 1,00 (P)

VAF - Recursos/Autos

SEFA

2011

54.438

R$ 1,00 (P)

Receitas Municipais

Prefeitura

2012

84.440.566,41

R$ 1,00

Despesas Municipais

Prefeitura

2012

95.903.258,39

R$ 1,00

ICMS por Muncípio de Origem do Contribuinte

SEFA

2012

6.355.735,36

R$ 1,00

Fundo de Participação dos Municípios (FPM)

MF/STN

2012

17.052.097,97

R$ 1,00

Fonte: ttp://www.ipardes.gov.br/perfil_municipal/MontaPerfil.php?Municipio=86300&btOk=ok

Instituição: Prefeitura Municipal de Cornelio Procópio, CRAS.

O CRAS tem por missão atender famílias em situação de vulnerabilidade social, aplicando a proteção social básica descrito no site do ministério de desenvolvimento social:

A Proteção Social Básica tem como objetivo a prevenção de situações de risco por meio do desenvolvimento de potencialidades e aquisições e o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários. Destina-se à população que vive em situação de fragilidade decorrente da pobreza, ausência de renda, acesso precário ou nulo aos serviços públicos ou fragilização de vínculos afetivos (discriminações etárias, étnicas, de gênero ou por deficiências, dentre outras). 

A Proteção Social Básica atua por intermédio de diferentes unidades. Dentre elas, destacam-se osCentros de Referência de Assistência Social (Cras) e a rede de serviços socioeducativos direcionados para grupos específicos, dentre eles, os Centros de Convivência para crianças, jovens e idosos. (Proteção social básica, MDS)

O projeto abordara o tema família e o papel dos pais na construção de um lar unido, que atingira os usuários (famílias com um filho ou mais) que estão inseridas no cadastro único, ou de alguma forma utilizam da proteção social básica.

Abordara em forma de palestras com assistentes sociais, e psicólogos, além de um vídeo educativo que abordara os temas previstos neste projeto.

Estará presente a mãe e o pai que constituem uma família, proporcionando esclarecimento do papel de cada um, bem como direitos básicos da família.

  1. JUSTIFICATIVA

Este projeto de intervenção visa mostrar a importância do apoio e da participação efetiva dos futuros profissionais do Serviço Social , abordando a importância da família seus direitos e suas demandas, bem como impactos soiais a situação familiar década individuo, seu contexto social e econômico, podendo investigar formas metodológicas para levantamento de dados necessários para futuros projetos e ações desenvolvidas no campo da família:

Art. 226 - A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado. §  - O Estado assegurará a assistência à família na pessoa de cada um dos que a integram, criando mecanismos para coibir a violência no âmbito de suas relações. (Constituição federal 1988)

É fundamental que os usuários entendam a estrutura de uma família, bem como suas responsabilidades, direitos e deveres, os pais devem serem trabalhados e apoiados em seu meio familiar, a fim de proporcionarem um lar longe de riscos sociais, ou qualquer outra forma que possa manter uma criança ou outro ente em situação de vulnerabilidade.

Ve-sê então necessária uma estrutura saudável num seio familiar para educação e construção da personalidade de uma criança transformando-o em um adulto sadio e sociável:

A personalidade da criança e do adolescente se estrutura e molda essencialmente no meio familiar. Os pais, responsáveis pela educação e orientação de seus filhos, devem assumir o seu papel e, além de oferecer amor, impor limites a seus descendentes. Tal tarefa, ainda que exigente, não pode deixar de ser exercida com autoridade, à medida em que os filhos necessitam compreender a verdadeira figura dos seus responsáveis. 

Assim, a educação dos filhos, embora seja tarefa complexa, deve ser baseada num ambiente familiar de paz, carinho e diálogo, sem, contudo, transferências de responsabilidades ao Estado, representado pela figura da escola, do Promotor de Justiça, Juiz de Direito ou do Conselho Tutelar. O direito/dever dos pais de educar seus filhos implica, necessariamente, imposição de limites, guardadas as proporções quanto aos motivos, meios e modos de correção, bem como quanto à sua finalidade, que é essencialmente educativa, à medida em que imputam valores imprescindíveis para o desenvolvimento dessas crianças e adolescentes, o que se constitui, sem dúvida, em um verdadeiro ato de amor. (Velazques, Mprs,)

O projeto ocorrerá de forma participativa, pelos usuários e seus respectivos palestrantes, desenvolvendo as atividades necessárias que visam o fortalecimento da família em meio ao contexto social.

  1. OBJETIVO GERAL

Conscientizar do papel dos pais na educação dos filhos.

  1. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • - Fortalecer a autoestima

  • - Propiciar momentos de descontração

  • - Orientação sobre os direitos da criança

  • - Proporcionar o conceito/visão de família

  • - Fortalecer vínculos.

  1. METAS

Atingir os pais usuários do CRAS, para que eles fortaleçam vínculos com sua família, esclareçam duvidas quanto ao seu papel fundamental na sociedade e com a educação de seus filhos.

  1. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

Usuários do Cadastro único poderão gratuitamente utilizar deste processo de aprendizagem a fim terem maior conhecimento dos conceitos básicos de família, e a o papel de pais.

O presente projeto tem como metodologia o uso de palestras educativas dirigidas por profissionais, realizadas na própria instituição, além de um vídeo educativo sobre a família disponível em:

http://www.youtube.com/watch?v=OlyLNjXOPYA

Visando estimular o papel de cada função parental, restaurando valores morais garantindo uma vida com qualidade.

Na primeira etapa haverá uma reunião com os pais, com uma palestra separada os sexos, dois palestrantes divididos em salas separadas desenvolvera um discurso a respeito do papel do pai (com homens) e da mãe (com mulheres), após esta palestra, reunirão ambos grupos, em uma sala para assistir ao vídeo “ Bons pais, filhos melhores”.

A atividade será desenvolvida em dois dias com duração de uma hora e meia.

Haverá um questionário a fim de conhecermos melhor o contexto social dos pais.

No último dia haverá um “coffe break” para os pais participantes.

  1. RECURSOS

  • Humanos: Usuários cadastrados no cadastro único, um Assistente social, 2 psicólogos.

  • Materiais: Cadeiras, folha de papel sulfite, canetas, brindes, alimentação, material para maquiagem e roupas.

  • Financeiros: 100 Folhas de papel Sulfite R$55,00 – 100 canetas R$ 150,00- Salgados R$40,00- 5 refrigerantes – 15,00.

  1. INSTITUIÇÕES APOIADORAS

  • Prefeitura Municipal de Cornélio Procópio

  • CRAS.

  1. MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO

A avaliação poderá acontecer com um relatório sobre as atividade desenvolvidas, e o depoimento escrito ou oral dos participantes.

  1. CONCLUSÃO

Neste projeto apresentamos um meio de trabalhar com pais e mães de família, a fim de incentiva-los em uma relação com seus filhos de forma sadia. As palestras ajudarão os usuários a entenderem o conceito de família, pai, mãe, e educação de filhos, onde será abordado separadamente por sexo, e um vídeo que aperfeiçoara os conhecimentos adquiridos no meio do curso para os pais, intitulado de “ Bons pais filhos melhores”.

Assim sendo o curso aperfeiçoara os casais a se dedicarem na educação de seus filhos e a desenvolverem-se mais no campo d família.

O profissional conhecera as demandas do campo da família, bem como aspectos fundamentais para trabalhar com cada situação socioeconômica.

  1. CRONOGRAMA

ATIVIDADES

Outubro

Reunião com a equipe do projeto

X

Aplicação de um questionário

X

Palestra com Assistente social

X

Palastra com Psicóloga

X

Confraternização com as participantes

X

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  • Tabelas, 1: Área Social, Perfil do município de Cornélio Procópio-PR, disponível em: Fonte: ttp://www.ipardes.gov.br/perfil_municipal/MontaPerfil.php?Municipio=86300&btOk=ok

  • Tabela 2:  ECONOMIA, Perfil do município de Cornélio Procópio-PR, disponível em: Fonte: ttp://www.ipardes.gov.br/perfil_municipal/MontaPerfil.php?Municipio=86300&btOk=ok

Comentários