LPL I - Parágrafos

LPL I - Parágrafos

Preservar a cultura é preservar a identidade de um país. Ela engloba tudo o que um povo aprende, produz e adota como hábitos de vida, sua língua, sua história, seus costumes de alimentação e suas tradições religiosas. Um país sem cultura acaba por ter uma arte vazia, pois seu povo perde a auto-estima, seus valores e o sentimento de pertencer a algo. O conhecimento das raízes de um povo traz sua especificidade, suas alegrias, tristezas, comemorações e tragédias.

Mas do que qualquer outro fenômeno social, a banalização da violência, principalmente nas grandes cidades enraizou-se em parte da sociedade brasileira. A vida humana ficou desvalorizada as pessoas começam a se acostumar com esta nova realidade, que já não comove e nem choca mais, de tão próxima, presente e cotidiana que, mesmo sem querer, passou a fazer parte da vida de uma cidade. Aceitar que a violência possa ser naturalizada é uma tentativa de diluir o terror que ela provoca, de se submeter aos seus efeitos, e de não se implicar com as possibilidades, mesmo pequenas, de sua transformação.

O patrimônio da humanidade, que apesar de pertencer a todos, acaba por incauto ser desconhecido de muitos está disponível pela massificante Internet, assim quem desejar pode ter um número diverso de informações. A televisão também tenta colaborar com esta transmissão de valores A força de penetração que a divulgação terá poderá auxiliar no cuidado que se deve ter com os marcos históricos e naturais, além de transmitir de valores e

Apesar de conhecidos por alienadores a televisão e a Internet, se forem bem utilizadas podem sim passar valores e fazer pensar. A sua força de penetração é massificante e com incauto pode causar sérios danos a uma sociedade. Mas, ao ter um conteúdo diverso que propague a diversidade cultural e o patrimônio da humanidade, enche de cultura de forma uniforme a vida de todos.

Comentários