O princípio básico da tecnologia de aplicação é a divisão do líquido a ser aplicado em gotas (“processo de pulverização”), multiplicando o número de partículas (gotas) que carregam os princípios ativos em direção aos alvos da aplicação.

  • O princípio básico da tecnologia de aplicação é a divisão do líquido a ser aplicado em gotas (“processo de pulverização”), multiplicando o número de partículas (gotas) que carregam os princípios ativos em direção aos alvos da aplicação.

Com o mesmo volume de líquido, porém com gotas de menor tamanho, cobre-se maior área da superfície a ser tratada, portanto, com muito maior eficiência na distribuição do produto químico aplicado.

  • Com o mesmo volume de líquido, porém com gotas de menor tamanho, cobre-se maior área da superfície a ser tratada, portanto, com muito maior eficiência na distribuição do produto químico aplicado.

Definição;

  • Definição;

  • Homogêneas ou heterogêneas.

Classificação:

  • Classificação:

    • “muito finas”;
    • “finas”;
    • “médias”;
    • “grossas”;
    • “muito grossas”;
  • O tamanho das gotas irá variar de acordo com a pressão. Em geral, quanto menor a vazão do bico e maior a pressão, menor será o tamanho das gotas, e maior será a suscetibilidade à deriva.

Definição;

  • Definição;

  • Com o uso de gotas cada vez menores e com produtos mais concentrados, as gotas tornam-se mais letais e o número de gotas por unidade de área, dão a quantidade de produto ativo depositado sobre o alvo.

O diâmetro da gota será sempre o aspecto que definirá de que maneira ou como o alvo final será atingido.

  • O diâmetro da gota será sempre o aspecto que definirá de que maneira ou como o alvo final será atingido.

As perdas podem ser definidas como tudo aquilo que não atinge o alvo, e ocorrem principalmente por:

  • As perdas podem ser definidas como tudo aquilo que não atinge o alvo, e ocorrem principalmente por:

    • Deriva Aerotransportada;
    • Deriva de Vapor;
    • Evaporação;
    • Escorrimento;
    • Aplicação fora do Alvo;
    • Equipamentos em mau estado.

- Leque Plano

  • - Leque Plano

- Leque defletor

  • - Leque defletor

- Cone Vazio

  • - Cone Vazio

ANTUNIASSI, U.R.Tecnologia de Aplicação: Conceitos Básicos, Inovações e Tendências, FCA/UNESP - Botucatu/SP. 

  • ANTUNIASSI, U.R.Tecnologia de Aplicação: Conceitos Básicos, Inovações e Tendências, FCA/UNESP - Botucatu/SP. 

  • MIRANDA, G.R.B. Formulações de Defensivos e Teoria da Gota, IFMG – Campus Muzambinho.

  • SANTOS, J.M.F. Aspectos Críticos na Aplicação de Defensivos Agrícolas com Turbo Pulverizadores.

  • KNEBEL, J.L. Tecnologia de Aplicação de Defensivos – Regulagem e Calibração de Pulverizadores Agrícolas.

  •  

  • http://www.ceplac.gov.br/radar/Artigos/artigo1.htm

Comentários