Endividamento

Endividamento

ENDIVIDAMENTO

DA POPULAÇÃO

BRASILEIRA

Acúmulo de débitos

  • A maioria das famílias brasileiras endividadas possui renda inferior a 10 salários mínimos e justifica o acúmulo de débitos pelas compras excessivas no cartão de crédito, pagamentos de carnês e crédito pessoal. Estas são algumas das conclusões da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), apurada mensalmente, em todos os estados, pela Confederação Nacional do Comércio (CNC) e divulgada em abril de 2011.

Compras,compras,compras...

Principais causas

  • São as facilidades

  • Aumento da renda da população brasileira

  • Juros baixos

  • IPI reduzido

  • Parcelamentos

  • Cartão de crédito

Cartão de crédito

foi uma das melhores opções criadas pelas empresas de cartões, a sua ideia inicial e a forma de utilizar é boa, o ruim é descontrole do comprador, o que em contra partida é ótimo para as empresas.

O crédito é um dinheiro que você não possui no momento por algum motivo como atraso de pagamento, três dias antes do recebimento para efetuar alguma compra, mas que você terá e poderá quitar sem ficar com saldo negativo.

Na verdade as pessoas não utiliza o cartão dessa forma perdendo o controle de suas finanças, para compras acima do rendimento total do mês.

Pequenos gastos são a principal causa de endividamentos.

O fácil acesso...

Com o aumento dos apelos ao consumo e a facilidade de acesso ao crédito, cada vez mais as pessoas estão se deixando levar para uma situação de endividamento superior ao nível considerado saudável. Cartões de crédito e os carnês estão entre os meios mais utilizados na hora das compras, consequentemente, são os que provocam o maior número de endividados. Contudo, de acordo com especialistas em finanças, a maior causa de tais endividamentos está em pequenas despesas, que podem acabar consumindo mais da metade do salário do trabalhador.

E como os brasileiros podem melhorar sua educação financeira?

  • Os brasileiros deveriam tomar como exemplo os americanos. O americano poupa até para levar o filho para a universidade. Ele investe em previdência privada e é ensinado a enxergar o futuro. É doutrinado para acreditar nele e no poder que ele tem sobre a sua vida financeira. O brasileiro tem uma postura mais paterna, busca um estado paternalista. Ele acredita que vai se aposentar pelo INSS e depois reclama que ganha pouco quando se aposenta. Não se preocupa em fazer uma aposentadoria complementar, porque quer financiar um carro. Ele acredita que o filho vai passar em uma universidade pública. O brasileiro não puxa a responsabilidade pra ele, fica esperando que o estado venha e resolva. Espera aumento de salário, faz greves por percentuais de aumento e não para ter melhorias. O brasileiro sempre acha que alguém tomará conta dele, como os políticos, por exemplo. Mas, aos poucos, isso está começando a mudar. Hoje já começamos a ver muitas empresas de previdência privada avançando na chamada nova classe média.

 

Você precisa esta atento para as formas de financiamentos.

  • A melhor forma é o CDC (crédito direto ao consumidor) Em que você pode antecipar as prestações e diminuir os juros.precisamos ficar atento as taxas de juros do contrato”vou pagar em 30 vezes,mas se fosse pagar em 10 vezes pagaria menos juros”.é preciso saber o que é empréstimo? É comprar dinheiro,a financeira te vende dinheiro.quanto você tá disposto a pagar por um real? Vai pagar 100% de juros? Por um real,cada real? Vale apena?não seria melhor 0,30centavos por cada real? Quando se faz esse tipo de cálculo facilita a visão.

  • O consócio é ótimo para quem não tem cultura de poupar ou força de vontade para guarda dinheiro.no consórcio você está pagando a alguém para administrar a sua poupança

  • Os cartões “ouro” e “platinum” são convidativos e perigosos.as pessoas devem ter sua conta dentro de suas realidades.para quê você quer um cartão internacional se você não vai viajar ao exterior? Pega um cartão mas barato se preferir viajar é só pedir.

Dividas....

Pessoas endividadas têm mais problemas de saúde, diz pesquisa

  • As pessoas que sofrem por estresse causado por dívidas estão mais propensas a desenvolver problemas de dor de cabeça e enxaquecas (44%), Depressão (23%), ataques cardíacos (6%), tensão muscular e dor lombar (51%), úlceras e problemas digestivos (27%). revelou uma pesquisa realizada pela AOL Associated Press, publicada no LearnVest.

  • A primeira dica: é identificar a raiz dos seus problemas financeiros. Ou seja, você está preocupado com a quantidade de dívidas? Com a sua renda que não cobre seus custos? Ou medo de que possa haver uma emergência do qual você não tenha uma reserva para pagar? Só depois de identificar o real problema você poderá começara a tomar as medidas adequadas para resolvê-lo.

DICAS PARA VOCÊ SE LIVRAR DAS DIVIDAS!

  • ASSISTA AOS VIDEOS ABAIXO

Comentários