Mecanica dos solos - Sapatas

Mecanica dos solos - Sapatas

Mecânica dos Solos e Fundações PEF 522

5a Aula Fundações Rasas

Desenvolvimento das análises

Empírico Teórico

Semi-empírico Computadores

Segovia Segovia

Cuenca Cuenca

Contenção -Rocha Contenção -Rocha

Contenção -Rocha Contenção -Rocha

Vista artística de uma fundação. (Macaulay,D.,1992)

fundações diretas rasas: sapatas corridas alvenaria concreto sapatas de concreto isoladas associadas alavancadas radiers fundações profundas: tubulões tubulõesde concreto a céu aberto ar comprimido fundações profundas: estacas madeira concreto moldadas in loco pré-moldadas aço

Os diferentes tipos de fundações podem ser subdivididos da seguinte forma:

Interações entre edificações

argila Recalque rocha

http://www.geoforum.com/knowledge/texts/broms/viewpage.asp?ID=1

Fundações de edifícios e estruturas

Efeito de instalações subterrânea nas fundações argila estacas estacas sapata radierSapata estacas Sapata areia

Comportamento tensão-deformação Comportamento tensão-deformação

Bulbo de tensão abaixo da sapata Bulbo de tensão abaixo da sapata

Alcance do bulbo de tensão

B ou D y x x

Linha de gradiente de pressão correspondente a 0.1 da pressão de contato

Tipo de sapataYX Circular 2D 1D Quadrada 2B 1B Contínua 6B 2B

Efeito do tamnaho do bulbo de tensão

Solo denso ou compacto

Solo mole ou fofo

Santos –Prédios da Orla –Construídos entre 1960-1975 Santos –Prédios da Orla –Construídos entre 1960-1975

Edifício Excelcior –Santos Edifício Excelcior –Santos

Edifício com 5 andares, que apresenta 2ode inclinação Núncio Malzoni

Ubatuba -2001 Ubatuba -2001

Engenharia de fundações

Mecânica dos solos

Geologia de engenharia

Teoria Capacidade de carga Recalques Empuxo lateral Estabilidade de talude

Experiência Aplicações e limitações dos diversos métodos

Requisitos para uma Fundação

1. Economia 2.Segurança adequada (capacidade duporte, deslizamento, tombamento, etc.) 3.Pequenos recalques (total e diferêncial) 4.Pequenos efeitos sazonais (ressecamento, expansão)

5.Problemas construtivos (estabilidade das escavações, levantamento do fundo, problemas de nível d’água, vibrações, etc)

6.Efeitos ambientais (Rebaixamento permanente do nível d’água)

Métodos de investigação

sismicos sondagens Ensaios de penetração poços pressiômetro Ensaio de placa geofones

Sapatas escavadas – Núncio Malzoni -Santos

Perspectiva das fundações de um edifício

Sapata de grandes dimensões

Rasa Profunda

Estaca

Nível do terreno

Sapata Isolada

Sapata Corrida

Laje Radier

Tubulão Q

Sapata de alvenaria de tijolo. Sapata de alvenaria de tijolo.

Sapata contínua para parede (fundação corrida) em concreto armado.

Sapata isolada. Sapata isolada.

d d b L B

blBL cmdlL cmdbB

Dimensionamento econômico

É aquele que conduz a momentos aproximadamente iguais nas duas abas.

Área da sapata Projeto de Sapatas Isoladas

Escalonamento de Sapatas

xG a

P xP

Sapata associada.

x G

D i v i s a

Sapata com viga alavanca

Projeto de Sapatas de Divisa L

D i v i s a e l RB RA

Projeto de Sapatas de Divisa

Esquema estático da alavanca

PRlPelR A )(

Sapata da divisa

1.Adota-se um valor para RA=R’> PA 2.Com R’adotam-se as dimensões da sapata:

A = R’/ a=B1L1 3.Para o valor de B1adotado calcula-se a excentricidade e a reação RA1

4.Se RA1for diferente de R’, refazer o cálculo mantendo a mesma largura

5.Para A= RA1/ a, B=B1,adotado e L=A/B1, adotado.

6.Se B e L forem aceitáveis (L/B aproximadamente 2) as dimensões são aceitas.

Sapata interna

1.A viga alavanca tenderá a levantar o pilar

PB, reduzindo a carga aplicada ao solo de um valor DP=RA–PA. 2.Adotar um alívio de RB= PB–DP/2

Comentários