Cirripedia e rhizocephala

Cirripedia e rhizocephala

(Parte 2 de 3)

CIRRIPEDIA Diversidade dos Thoracica

• Verrucomorpha

"O terceiro táxon de cracas Thoracica contém apenas cerca de 30 espécies, encontrada principalmente em mares

profundos,

"Não tem pedúnculo, assemelha-se aos balanomorphos, são assimétricos.

"O opérculo e formado por apenas um tergo e um escudo, pois as placas complementares de tergos e escudo foram incorporada a parede

CIRRIPEDIA Diversidade dos Thoracica

• Os cirripédios são suspensívoros e movimentam os apêndices torácicos em forma de cirros de maneira semelhante a varredura para coletar alimento.

"O alimento e mastigado pelas mandíbulas e maxilas e passa para trato digestivo anterior

( faringe e esôfago )

"Uma placa cuticular na parede da faringe oferece uma superfície contra qual a mandíbula tritura o alimento.

CIRRIPEDIA Anatomia interna e função

• O estomago esta conectado a 9 cecos digestivos , 2 são glandulares secretam enzimas que atuam no estomago e outros 7 tem função de absorção.

"As fezes são formadas pelo trato digestivo posterior.

"O coração e seio pericárdio estão ausentes , mas o sangue circula por via definida relativamente uniforme.

CIRRIPEDIA Anatomia interna e função

• O sangue é coletado em umgrande sei rostral localizado nacabeça. região fixação ântero-dorsal manto corpo e retornaao seio rostral. "O sangue provavelmente eimpulsionado por movimentosdo corpo e dos cirros, háevidências que o seio rostral econtrátil e pode funcionar comocoração.

CIRRIPEDIA Anatomia interna e função

"O manto e cirros são os principais locais de troca gasosa ( nas cracas também existem dobras na superfície interna que funcionam como brânquias )

. "Quando exposta pelas mares vazantes as cracas preenchem a cavidade do manto com ar. ( um pequeno pneumostômio e mantido aberto entre as placas operaculares para permitir a difusão de gases para dentro e fora da cavidade do manto se persisir o pneumostômio fecha a craca respiração aneróbica ) .

• Os órgãos excretores são glândulas maxilares cujas funções principais estão relacionadas ao balanço iônico e regular o volume de fluidos corpóreo.

"O cérebro localiza-se entre o esôfago e o musculo adutor e é conectado ao gânglio subesofágico . ( encontar-se fundido aos gânglios torácicos distintos no cordão nervosa ventral )

CIRRIPEDIA Anatomia interna e função

CIRRIPEDIA Reprodução e desenvolvimento

• A maioria dos Thoracica é hermafrodita, sendo o único táxon superior com essas características

dentre os crustáceos ( fertilização interna na cavidade do manto )

"A fertilização é cruzada.

" cada craca possui pênis altamente extensível capaz de vasculhar a procura de parceiro

"Os ovários encontra-se na pré-oral.

"O par de ovidutos se abre para região anterior da cavidade do manto

•Glândulaoviducalsecreta ovissaco fino e elástico nomomento da deposição dos óvulos ( a medida que recebe os óvulos, o ovissaco se estende preenchendo a cavidade do manto

"Os testículos estão localizado na região cefálica conectadoao pênis longo na região posterior por dois ductosespermáticos longos.

"O pênis atinge a cavidade do manto do vizinho e depositauma massa de espermatozoide próximo ao gonóporo dafêmia . "Penetra ao ovissaco e fertilizam os óvulos.

"Machocomplementares: aparece ocasionalmente (fatoresambientais

"O náuplio deixa a cavidade do manto passa a integra acomunidade planctônica e começa a se alimentar. ( são seis estágios naupliares planctônicos sucedido por uma larvacipris que não se alimenta)

"Cipris, estágios de assentamento ( usa quimiorreceptores para localizar )

CIRRIPEDIA Reprodução e desenvolvimento

• Como em outros artrópodes, o crescimento e ecdise estão intimamente relacionados, nas cracas apenas há o aumento em tamanho das partes mole do corpo após uma ecdise.

" A cutícula sofre mudas periódicas, o crescimento das placas calcárias e de forma continua independente do corpo e da ecdise. ( são secretada pela epiderme do manto e não são trocadas durante a ecdise.

CIRRIPEDIA Crescimento

A-A ?Região de secreção máxima de carbonato de cálcio. B-B ?Região de secreção mínima, C-C - região de secreção de cutícula. D-D, Região na base ducto de cimento não secreta carbonato de cálcio, E-E parede interna do manto, na qual o exoesqueleto e eliminado a cada muda. G1-G2 ?São feixe de crescimento de carbonato cálcio.

• São parasitas internos de outros crustáceos.

"A maioria das 260 espécies conhecidas são parasitas de decápodes.

"Os rhizocefalos são tão especializados que quase todos os traços da estrutura de artrópode desapareceram no adulto mas no inicio do ciclo da vida e uma larva náuplio e cipris típica dos cirripedios .

"O corpo do adulto e uma massa amorfa e o manto não é calcificado.

"Não há sinal de segmentação ou apêndice , tubo digestivo e placas calcárias.

"São parasitas que interfere na morfologia , fisiologia do hospedeiro.

"O rhizocephala comporta dois táxons ( Kentrogonida ( parasiata de Decápoles e

Akentrogonida ) ( parasita de ostracoides e crustáceo )

Rhizocephala C

(Parte 2 de 3)

Comentários