Trabalho de economia Internacional

Trabalho de economia Internacional

CURSO: COMÉRCIO EXTERIOR

DISCIPLINA: ECONOMIA INTERNACIONAL

ALUNA: LUCÉLIA SERRÃO BAIMA

PROFESSOR: MARCÍLIO

Globalização, uma Grande Ferramenta para obter o desenvolvimento do Estado de Roraima

O processo de Globalização diz respeito à forma como os países interagem e aproximam pessoas, ou seja, interliga o mundo, levando em consideração aspectos econômicos, sociais, culturais e políticos. que teria sido impulsionado pelo barateamento dos meios de transporte e comunicação dos países do mundo no final do século XX e início do século XXI.

É um fenômeno gerado pela necessidade da dinâmica do capitalismo de formar uma aldeia global que permita maiores mercados para os países centrais (ditos desenvolvidos) cujos mercados internos já estão saturados.

Atualmente os grandes beneficiários da globalização são os grandes países emergentes, especialmente o BRIC, com grandes economias de exportação, grande mercado interno e cada vez maior presença mundial. Antes do BRIC, outros países fizeram uso da globalização e economias voltadas a exportação para obter rápido crescimento e chegar ao primeiro mundo, como os tigres asiáticos na década de 1980 e Japão na década de 1970.

Os efeitos no mercado de trabalho da globalização são evidentes, com a criação da modalidade de outsourcing de empregos para países com mão-de-obra mais baratas para execução de serviços que não é necessário alta qualificação, com a produção distribuída entre vários países, seja para criação de um único produto, onde cada empresa cria uma parte, seja para criação do mesmo produto em vários países para redução de custos e ganhar vantagem competitivas no acesso de mercados regionais.

Analisando o mercado de Roraima, e colocando – o na trilha da globalização, ele se encaixa perfeitamente nas necessidades dos nosso vizinhos, Venezuela e Guiana onde pode haver uma abertura no mercado internacional. Com a globalização o estado pode ser influenciada por esse processo, trazendo um crescimento econômico para um estado que sempre viveu na lista de contra – chegue publico, que tem na sua cultura diversas raízes, vemos que o estado tem grande potência inovador.

Por fazer parte de um estado fronteiriço podendo tirar grande proveito disso. Tanto a Venezuela quanto a Guiana, tem um economia muita escassa e é nisso que devemos focar; Ver nessa fraqueza uma oportunidade de exportar certas mercadorias e serviços como: frango, profissionais da área de comércio e serviços diversos.

O que nos falta é políticas publicas que interajam com os nossos vizinhos, mas quem sabe com a entrada da Venezuela no MERCOSUL, nos tragam mas oportunidade no mercado mundial, alavancando o mercado roraimense.

Comentários