(Parte 1 de 4)

Análise ano-a-ano da década de 80

“Resumão” Geral

A globalização da economia provocada pelo período de grande prosperidade mundial denominado Milagre Econômico (década de 60) começou a sofrer sérias crises.

Em 1973, os maiores países produtores de petróleo (Arábia Saudita, Iraque,

OPEP por se aliar aos israelenses

Kwweit e Venezuela) que formavam a OPEP (Organização dos países exportadores de Petróleo), resolveram aumentar o preço do petróleo devido à invasão israelense que tinha como objetivo a fixação de territórios. Os Estados Unidos, que durante o governo Carter promoveu a aproximação entre Egito e Israel era considerado oposição pela

Todos os países que dependiam do petróleo sofreram com o aumento dos preços, o que acarretou uma crise mundial, considerando a grande dependência mundial em relação a esse produto.

No Brasil, a crise teve graves consequências, já que o mesmo tinha 78% de dependência do petróleo externo:

Aumento da dívida externa; Disparada na inflação;

Recuo do crescimento econômico (fim do milagre econômico que era muito dependente da indústria automobilística);

Elevação do preço da gasolina;

Fechamento dos postos aos domingos;

Limitação da velocidade permitida nas rodovias.

A Inglaterra, no final da década de 70, apoia Margareth Thatcher como

Primeira Ministra (líder do partido conservador), e igual aos outros países, também sofria com o choque do petróleo.

Thatcher começa a tomar medidas recessivas com o objetivo de reduzir o déficit público e fazer com que empresas privadas ocupassem todos os espaços da economia. Medidas tomadas por Thatcher:

Privatizações de empresas estatais e serviços públicos;

Diminuição de Investimentos sociais (Diminuição do Estado de bem-estar social);

Tais medidas alcançaram os objetivos da primeira ministra, porém desencadearam também profundos problemas sociais na Inglaterra:

Aumento de 20% na inflação = onda de greves; 3 milhões de trabalhadores desempregados;

Enfraquecimento dos sindicatos;

Diminuição da popularidade do governo conservador.

Thatcher rompe com o Estado de bem-estar-social da Inglaterra. Mas o que seria o estado de bem-estar-social?

“Expressão que designa o conjunto de medidas e leis de proteção aos trabalhadores adotadas pelos Estados europeus a partir de 1945. Assim, em países como Inglaterra, França, Suécia, Alemanha e outros, o Estado passou a ser responsável pela previdência social e pela assistência médica à população, criando redes hospitalares acessíveis a todas as pessoas. Além disso, foram estabelecidos seguros sociais que garantiam o amparo à velhice, à invalidez, à maternidade e aos desempregados.

Na guerra da Argentina para a posse das Ilhas Malvinas, 1982, (Ainda não sei por que), os ingleses vencem, o que aumenta a popularidade de Thatcher no cenário interno da Inglaterra.

Não muito diferente dos ingleses, os Estados Unidos também vinham sofrendo com a crise, e inspirados no modelo adotado por Thatcher o recém-empossado presidente Ronald Reagan começa a tomar medidas recessivas para o controle dos gastos governamentais que alcançavam 19% do PIB:

Corte de orçamentos para gastos públicos (serviços previdenciários); Diminuição de impostos sobre a renda e propriedade;

Redução de programas sociais;

Liberação das importações.

Tais medidas tomadas por Reagan, além de fazerem parte do

NEOLIBERALISMO, que iremos tratar logo mais, ficaram também conhecidas como Reaganomics.

“Se os pobres tinham necessidades, eles que trabalhassem”. (Frase extraída do Livro História em documentos que faz referência a uma frase dita por Reagan – não exatamente com essas palavras).

Em princípio, tais medidas contribuíram para o aumento das diferenças econômicas entre a população estadunidense, ao mesmo tempo em que começaram a provocar uma “utópica recuperação” com o aumento do PIB e a redução do desemprego, já que a concentração de renda fazia com que os capitalistas endinheirados ficassem cada vez mais ricos e contribuíssem para o crescimento financeiro do país. Entretanto, em longo prazo, essas medidas começaram a dar sinais de esgotamento.

Com o corte dos impostos, o estado começou a gastar mais do que arrecadava, além disso, a liberação das importações provocou uma balança comercial desfavorável para a economia estatal e seus investidores, que preferiam investir em ações, do que na produção.

Prejudicados pela crise, bancos aumentaram ainda mais os juros que provocam uma redução no lucro de diversas empresas. Investidores decidem então vender suas ações temendo a falência. No dia 19 de outubro de 1987 ocorreu uma intensa venda de ações que causaram perdas de aproximadamente 1 trilhão de dólares.

Ronald resgatou o sentimento nacionalista da população, desgastada na perda da Guerra do Vietnã (tal sentimento foi muito retratado em filmes que valorizavam herois que combatiam forças socialistas nos Estados Unidos, exemplos que evidenciam esse processo são os filmes Rambo, Sylvester Stallone e Comando para Matar estreado por Arnold Schwarzenegger).

A política externa de Reagan foi muito imperialista, já que o presidente interferia na política e na economia de países americanos, asiáticos e europeus de forma muito intensa.

Em 1981, os EUA invadem as Ilhas de Granada na Nicarágua que estavam sob o regime sandinista. O governo da Nicarágua teve de enfrentar até 1984 o movimento americano de direita denominado CONTRAS que apoiado pela CIA tinha como objetivo depor a matriz socialista vigente no país.

Cuba, aliada do governo sandinista, que no governo de Jimmy Carter nos EUA tinha conseguido apoio e menor interferência política e econômica em seu Estado, agora passou a sofrer com o embargo econômico proposto pelos estadunidenses. Essa situação só melhorou com a redemocratização de governos latino-americanos (final de 70 e início de 80) e em 85 quando Gorbachev toma o poder na URSS. Em 86, por exemplo, o Brasil reatou relações diplomáticas com Havana.

novas tecnologias

Em 86, em uma visita à Cuba, Gorbachev propõe a Fidel Castro uma liberalização no regime comunista em que viviam. Fidel Castro porem não aceita e a URSS acaba diminuindo seu apoia a Cuba porque tais investimentos no país não estavam gerando lucro de acordo com a política da perestroika. Cuba então começa a procurar países para firmar relações comerciais e começa a investir maciçamente em

Reagan, além de contribuir para o crescimento econômico americano, promove a corrida armamentista, que acaba reacendendo a Guerra Fria entre USA E URSS. O grande investimento em pesquisas viabilizou a criação da bomba de nêutrons, arma com maior emissão de calor e energia radioativa e menor emissão de força de choque; construção de ônibus espaciais, e até um possível escudo espacial antimísseis nucleares (Iniciativa de Defesa Estratégica), mas que devido ao alto custo o projeto e à opinião pública internacional acabou sendo abandonado.

Em novembro 1976, Reagan é acusado de envolvimento no escândalo chamado

Irã/Contras. Segundo informações, Reagan teria vendido armas para o governo iraniano e o dinheiro desviado ilegalmente para ajudar os CONTRAS, grupo de direita que lutava para derrubar o governo sandinista na Nicarágua. Essa informação se espalhou no meio do povo estadunidense e fez com que a popularidade de Reagan despencasse muito.

Para Reagan, a URSS era um império do mal e que portando deveria ser combatido.

Em 1985 Mikhail Gorbachev toma posse como Secretário Geral do Partido

Comunista e começa a planejar reformas que retirasse a União Soviética da estagnação na qual se encontrava. Inspirado na mentalidade de Glasnost (transparência maior liberdade nas diversas áreas da vida soviética, bem como oposição a corrupção e a ineficácia administrativa) e Perestroika (reconstrução descentralizar a economia e torná-la mais eficiente), Gorbachev, em 1987, firma um acordo com Reagan chamado Tratado para Eliminação de Armas de Médio e Curto Alcance que suspendia a construção de mísseis e previa a destruição dos que haviam sido feitos. Esse tratado quebra o gelo da Guerra, evita o perigo de uma 3ª Guerra Mundial e permite à URSS se dedicar a solução dos problemas internos que enfrentavam.

Além disso, Gorbachev pretendia ampliar a democracia no país, através de medidas como: descentralização da economia, menos rigidez na planificação econômica e uma maior liberdade de expressão.

Apartheid perde força na África do Sul

O Apartheid, movimento que teve início na década de 50 e que perdurou durante quase 40 anos teve sua força diminuída na década de 80.

No âmbito internacional, a África do Sul começou a ficar isolada. Muitas reuniões para discussão de sua política de separação entre negros e brancos foram feitas pela ONU e em todas elas a África do Sul foi condenada. Um intenso movimento de cerceamento econômico foi feito, pressionando investidores a não investirem com seu capital no país. Os times de futebol foram barrados de competirem em campeonatos internacionais e a cultura e o turismo foram boicotados.

identificados

Em 1981 foi identificada pela primeira vez no mundo a existência de uma doença, que dois anos mais tarde ficaria conhecida como AIDS. Em 1983, foi descoberto que ela é causada por um vírus chamado HIV transmitido pelo contato entre o sangue de pessoas contaminadas. Três anos depois havia 60 milhões de casos

(Parte 1 de 4)

Comentários