Conciliação e analise contabil

Conciliação e analise contabil

Conciliação e Análise Contábil

  • A importância dessas ferramentas para a contabilidade

INTRODUÇÃO

  • Em contabilidade é comum a ocorrência de um certo número de lançamentos indevidos que irão gerar irregularidades nos saldos de contas. Em geral, estas irregularidades ocorrem pela má interpretação dos documentos, pela falta de conhecimento das atividades da empresa e do seu plano de contas. 

  • Nestes casos acontecem os seguintes tipos de classificação indevidos:

INTRODUÇÃO

  • lançamentos em contas invertidas,

  • lançamentos a menor,

  • lançamentos a maior,

  • lançamentos em duplicidade,

  • falta de lançamentos pela ausência de informações,

  • inversão de números e até

  • erros de digitação.

INTRODUÇÃO

  • Conciliar

  • Significa comparar, cotejar, harmonizar, pôr de acordo.

  • Consiste na confrontação de duas ou mais contas,com a finalidade de se obter um ajuste entre si.

INTRODUÇÃO

  • Analisar

  • É a verificação mais profunda e específica de um determinado valor ou pendência e se,o mesmo,deve permanecer como pendência ou deve ser transferido, complementado,estornado,etc..

INTRODUÇÃO

  • Conciliação x Análise

  • Na conciliação identificamo se/ou compomos as divergências entre os saldos.

  • Já na análise,partimos de cada divergência identificada e analisamos desde a sua origem até a devida correção,se for o caso.

OBJETIVOS

  • Impedir que as pendências permaneçam por muito tempo nas contas.

  • Segurança no fornecimento de informações;

  • Eliminação de saldos irreais;

  • Localização de falhas na contabilização antes da Auditoria;

  • Auxiliar o serviço rotineiro de classificação.

FINALIDADES

  • O trabalho de conciliação e análise é desenvolvido com o objetivo de identificar e regularizar pendências nas contas do balancete.A regularização de uma pendência deve ser devidamente identificada no registro contábil: mencionar o número e a data do lançamento de origem objeto do acerto e anexar um comprovante referente ao lançamento de regularização (cópia do comprovante anterior, por exemplo).

  • A conciliação é efetuada através do confronto de controles com o objetivo de apontar as diferenças existentes entre a contabilização e esses controles.Após a identificação das divergências é necessário proceder a devida regularização mediante ajuste em um dos dois controles.

CORREÇÃO DE ERROS

  • Imagine uma empresa que tenha em seu quadro funcional o número de 10.000 (dez mil) empregados. Em determinado mês, houve um erro de 1% no processamento da folha de pagamentos, ocasionando o não pagamento a 100 (cem) funcionários.

  • Se considerarmos que a família padrão brasileira é composta por 4 membros, verificaremos que aproximadamente 400 pessoas sofrerão as conseqüências diretas desse “pequeno erro” ,que poderá ser resolvido pela empresa em um ou dois dias, mas que com certeza trará inseguranças quanto ao futuro.

TIPOS DE CONTROLES

  • Entre os principais tipos de controles se destacam:

  • boletim de caixa

  • relatório do corrente

  • extratos bancários

  • relatórios financeiros internos

  • contratos, etc.

TIPOS DE CONTROLES

CONCILIAÇÃO BANCÁRIA

  • É uma das conciliações mais importantes para fins de regularização do balancete da empresa, pois a movimentação bancária reflete em grande parte as contas do balancete.

  • É importante que a gerência da empresa se assegure de que todas as operações bancárias estão sendo registradas pela contabilidade para fins de controle.

  • A conciliação bancária é efetuada através do confronto entre o extrato bancário e a conta do banco registrada no razão da contabilidade

CONCILIAÇÃO BANCÁRIA

  • Tipos de irregularidades encontradas em uma conciliação bancária:

  • valores constantes na contabilidade (razão) da empresa e não constantes do extrato bancário;

  • valores constantes do extrato bancário e não registrados na contabilidade (razão).

CONCILIAÇÃO BANCÁRIA

  • De posse do razão e do extrato bancário o trabalho de conciliação consiste na conferência dos lançamentos. Deve-se estabelecer a relação entre os lançamentos que se apresentam em colunas opostas em relação a cada um dos controles:

  • um débito no razão só deve se corresponder com um crédito no extrato bancário;

  • um crédito no razão só deve se corresponder com um débito no extrato bancário.

  • A única exceção é para o caso de estorno de lançamento. Neste caso, a conciliação de valores será efetuada apenas no próprio controle em que se efetuou o estorno, eliminando-se um débito com um crédito, sempre que forem rigorosamente iguais e que se apresentem claramente como estorno de valor anteriormente registrado.

Comentários