apresentação inversor de frequencia

apresentação inversor de frequencia

Colégio técnico

INVERSOR DE FREQUÊNCIA

João Messias

Prof. Everson

Jundiaí

Abril 2012

Introdução

Um acionamento de um motor elétrico é um sistema capaz de converter energia elétrica em energia mecânica (movimento), mantendo sob controle tal processo de conversão.

Estes são normalmente utilizados para acionar máquinas ou equipamentos que requerem algum tipo de movimento controlado,como por exemplo, a velocidade de rotação de uma bomba.

Um acionamento elétrico moderno é formado normalmente pela combinação dos seguintes elementos:

  • Motor.......................... Converte energia elétrica em energia mecânica

  • Dispositivo eletrônico ...comanda e//ou controla a potencia elétrica entregue ao motor

  • Transmissão mecânica.....Adapta a velocidade e inércia entre motor e maquina(carga)

 

Os motores mais amplamente utilizados nos acionamentos elétricos são os motores de indução monofásicos e trifásicos.

Na década de 80 que, com o desenvolvimento de semicondutores de potencia com excelentes características de desempenho e confiabilidade,foi possível a implantação de sistemas de variação de velocidades eletrônicos.o dispositivo de conversão de energia elétrica para mecânica continuo sendo o motor de indução, mas agora sem utilização de dispositivos secundários mecânico,hidráulicos,ou elétricos. Estes sistemas de variação continua de velocidade proporcionam, entre outras, as seguintes vantagens:

Economia de energia Melhoramento do desempenho de máquinas equipamentos, devido a adaptação da velocidade aos requisitos do processo. Elimina o pico de corrente na partida do motor. Reduz a frequência de manutenção dos equipamentos Etc.     Estes novos dispositivos eletrônicos para variação de velocidade de motores de indução são conhecidos como.

Inversores de frequência

Desenvolvimento

  Inversor de frequência é utilizado para alterar a RPM do motor, na IHM do inversor coloca se os parâmetros de fabricação do motor, que se encontra na placa de identificação (frequência, tensão, corrente, RPM ) (parâmetros básicos)

Para a escolha do inversor devemos saber modelo tipo e potência do inversor de acordo com a necessidade de utilização do mesmo. Potência do Inversor: Para calcularmos a potência do inversor, temos que saber qual o motor (e qual carga) ele acionará. Normalmente a potência dos motores é dada em CV ou HP. Basta fazer a conversão em watts, por exemplo: Rede elétrica = 380Vca Motor = 1 HP Cálculos: 1HP = 746W.

Portanto, como a rede elétrica é de 380Vca e os inverssores (normalmente) possuem fator de potência igual a 0,8 (cosφ = 0,80), teremos: CI = Corrente do inversor CI = Potência em Watts Tensão na rede × cos φ CI = 746 Watts 380 × 0,8 Ci= 2,45 A Tensão de entrada = 380 Vca (arredondando 2,45 para cima) Corrente nominal =2,5 A

Dois tipos de inversores escalares e vetoriais   Diferenças entre inversores escalares e vetoriais   Vetoriais impõem o torque necessário ao motor, de forma precisa e rápida permitindo uma elevada velocidade de resposta dinâmica a variações bruscas de carga utilizados ( guindastes, pontes rolantes, elevadores, etc)   Escalares apresentam uma resposta dinâmica bem mais lenta, demorando mais para reagir a qualquer alteração de velocidade ocorrida ou solicitada usualmente são empregados em tarefas simples, como o controle da partida e da parada e a manutenção da velocidade em um valor constante (regulação).

O rápido avanço da eletrônica de potência tem permitido que motores de indução, tradicional solução para acionamento de velocidade contínua, sejam utilizados com sucesso também em aplicações que exijam variação de velocidade. Nestes casos, porém, o motor não deve ser alimentado diretamente pela rede (senoidal), mas por meio de um inversor frequência. A utilização de motores de indução com inversores eletrônicos apresenta grandes vantagens tanto energéticas quanto econômicas, quando comparada com outras soluções existentes para aplicações industriais de velocidade variável.

Conclusão

Este trabalho técnico abordou os principais aspectos relacionados com a aplicação de motores de indução de gaiola em conjunto com inversores de frequência, apresentando fundamentos teóricos.Deve ser ressaltado que os critérios aqui apresentados não são permanentes. eles mudam à medida que novos matérias são desenvolvidos e novas experiências são executadas como qualquer tecnologia. dessa forma, podem acontecer alterações nos critérios de aplicação sem prévio aviso

Siglas IHM=Interface homem/máquina.. HP=(House Power) Potencia elétrica equivalente a 736 watts. RPM= Rotações por Minuto. A = Ampere CA= Corrente alternada. CC=Corrente continua. CI = Corrente do inversor CV=(cavalo –vapor):Potencia elétrica equivalente a 736watts. Vca =Voltagem corrente alternada.

Comentários