aves do brasil

aves do brasil

(Parte 1 de 2)

Todos os direitos desta edição foram cedidos a

Escrituras Editora e Distribuidora de Livros Ltda.

Rua Maestro Callia, 123 04012-100 – Vila Mariana – São Paulo – SP

Tel.: (1) 5082-4190 – escrituras@escrituras.com.br http://www.escrituras.com.br

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil)

1. Aves: Brasil: Fotografias779.3280981
2. Brasil: Aves: Fotografias779.3280981

Índice para catálogo sistemático:

Impresso no Brasil Printed in Brazil

Colombini, Fabio

Maravilhas do Brasil: aves = Wonders of Brazil: birds /

Fabio Colombini; textos de / texts by Martha Argel; [tradução / translator Douglas V. Smith]. – São Paulo: Escrituras Editora, 2005.

ISBN: 85-7531-165-4 Edição bilíngüe: português/inglês.

1. Aves – Fotografias 2. Aves – Brasil I. Argel, Martha. I. Título. II. Título: Wonders of Brazil: Birds

05-2168CDD-779.3280981

EDITOR Raimundo Gadelha

COORDENAÇÃO EDITORIAL Helena M. Uehara

PROJETO GRÁFICO Vaner Alaimo

TRATAMENTO DE IMAGEM Reverson R. Diniz

TRADUÇÃO Douglas V.Smith

REVISÃO Sumaya Lima

IMPRESSÃO Lis Gráfica

Fabio Colombini

Texto//text:: Martha Argel São Paulo, Brasil – 2006

ue provoca grande admiração, deslumbramento, fascínio, prazer; de grande beleza; que tem muitos atrativos; que encerra maravilha ou prodígio, ou que é inexplicável racionalmente". Estas são as definições disponíveis, na maioria dos dicionários, para a palavra "maravilhoso".

Não poderia haver forma melhor de conceituar essa nova coleção da

Escrituras Editora: Maravilhas do Brasilexiste para mostrar toda a beleza da nossa terra, que parece mesmo impossível, sem explicação. Quantas cores cabem num pássaro menor do que a mão de uma criança? Qual o número de desenhos possíveis que se pode encontrar nas folhas das árvores de uma floresta tropical? Quantos formatos diferentes de sorriso existem na população ribeirinha do norte do país? Quantos tons de azul exibem nossos rios? Como explicar a luz que só existe nas nossas praias, como saber de onde vem a força das pessoas que juntam barro e palha e fazem uma obra de arte?

Sim, o Brasil provoca deslumbramento e é completamente inexplicável racionalmente. O número de maravilhas é quase infinito. Portanto, esta será uma coleção muito, muito longa. E, claro, maravilhosa. Literalmente.

Os editores rousing wonder, admiration, or astonishment; surprising, extraordinary; superb; excellent; great; amazing; wonderful; something rationally unexplainable." These are dictionary definitions of the word "marvelous".

There is no better way to describe this new collection by Escrituras Editora:

Maravilhas do Brasil(Wonders of Brazil) shows all of the beauty of our country, which really seems an impossible, inexplicable task. How many colors fit on a bird that is smaller than a child’s hand? How many different designs are on the leaves of trees in a tropical forest? How many different smiles can be found on the faces of those who live along the rivers in northern Brazil? How many shades of blue can be seen in our rivers? How can you explain the light that only exists on our beaches, how do you know the origin of the strength of the people who put clay and straw together to make works of art?

Yes, Brazil stirs a sense of wonder and is totally indescribable, from a rational standpoint. The number of marvels is almost infinite. Therefore, this will be a very, very long collection. And wonderful, of course. Literally.

The editors

Introdução

Com quase 1.800 espécies, o Brasil é o terceiro país do mundo em riqueza de aves, perdendo apenas para a

Colômbia e o Peru.

A avifauna brasileira não é apenas rica, mas inclui diversas exclusividades, espécies que não ocorrem em outros países e que são chamadas de endêmicas. Quase 200 espécies de aves têm distribuição geográfica restrita ao Brasil. Esse fato implica numa grande responsabilidade, pois significa que sua sobrevivência depende unicamente do esforço conjunto da sociedade e do governo brasileiros para a conservação de nosso patrimônio natural.

Boa parte da riqueza ornitológica brasileira é devida à presença de duas grandes formações vegetais: a floresta amazônica e a mata atlântica.

A floresta amazônica, a maior região florestada do planeta, existe há milhões de anos, e o longo histórico de evolução conjunta resultou num ambiente de grande complexidade ecológica. Devido ao clima tropical, à grande extensão e à diversidade de ambientes de que se compõe, apresenta uma riqueza incrível de recursos e de nichos a serem explorados, e é capaz de abrigar uma variedade imensa de aves. Em nenhum lugar do mundo vivem tantas espécies, muitas delas com coloridos, formas e comportamentos únicos e fascinantes.

Também a mata atlântica tem uma avifauna riquíssima, constituindo uma das regiões de maior biodiversidade e maior grau de endemismo no mundo. No passado, estendia-se do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul, mas a urbanização e a ocupação agropecuária não pouparam sua exuberância, e da grande floresta costeira pouco restou. Apenas entre o Rio de Janeiro e Santa Catarina existem trechos de mata atlântica que ainda lembram a antiga grandeza desse ecossistema.

Os outros domínios naturais brasileiros podem não abrigar tantas aves quanto essas duas florestas, mas ainda assim sua fauna é rica se comparada com a maior parte dos ambientes no resto do mundo.

Os cerrados, típicos do Brasil central, compõem-se de uma grande variedade de paisagens, indo do campo-cerrado, uma pradaria natural, ao cerradão, uma floresta baixa e densa. Nas margens dos rios ocorrem formações muito típicas, as matas galerias e as veredas de buritis. Com semelhante abundância de ambientes, é natural que a região dos cerrados seja habitada por um grande número de aves, que inclui algumas espécies não encontradas em outros ecossistemas.

A caatinga talvez seja o mais brasileiro de todos os ecossistemas, pois cresce unicamente no nordeste do País. Apesar da aridez, essa floresta baixa, que durante boa parte do

Introdução ano tem aparência seca e desolada, abriga uma fauna de aves rica e adaptada ao rigor climático, com vários endemismos interessantes.

Já o Pantanal quase não tem espécies exclusivas, uma vez que não se trata de um ecossistema à parte, mas de um complexo formado pela mistura da fauna e da flora dos outros ecossistemas brasileiros. Esse complexo pantaneiro, porém, é especial e único, pois em nenhuma outra região do País é tão fácil ver tantas espécies de aves tão espetaculares. Não é por acaso que o Pantanal atrai tanta gente apaixonada pela natureza, do Brasil e do exterior.

Além dessas formações vegetais, muitas outras ainda ajudam a compor o diversificado cenário para nossas aves, como os campos sulinos, a floresta de araucária, os manguezais e restingas, as ilhas oceânicas, os campos de altitude e os banhados. Assim, o Brasil deve sua grande diversidade em aves à sua não menos extraordinária riqueza paisagística.

várias justificativas – esporte, alimento, proteção da criação, superstição

Tanto nossa avifauna quanto nossas paisagens, porém, enfrentam grandes ameaças. A destruição ambiental afeta não só as florestas, mas também outros ecossistemas. Caatinga, cerrados e campos dão lugar à agropecuária. A urbanização avança sobre os ambientes costeiros. Rios e banhados recebem a poluição doméstica e industrial. Até os ambientes criados pelo ser humano são afetados por queimadas, poluição e implantação de rodovias, que criam barreiras à circulação dos animais. As agressões aos ambientes resultam na redução no número de espécies e de indivíduos. Para agravar a situação, muitas aves são perseguidas por passarinheiros e traficantes de animais, estimulados por um mercado ávido por bichos de estimação "exóticos", que existe tanto no Brasil como no exterior. Sem falar na caça, praticada sob

Há muito a ser feito para garantir a preservação de nossas aves, por cada um de nós. Não se deve comprar animais silvestres, a menos que sua origem seja legal e autorizada pelo IBAMA. Em caso de construções residenciais, por maior que seja o desejo de viver em contato com a natureza, deve-se evitar a compra de lotes em regiões florestadas ou recém-desmatadas. Ao invés disso, o melhor é criar uma nova floresta: reflorestar com plantas nativas as áreas de preservação permanente da propriedade. Artesanato com plumas de aves silvestres ou de madeiras ameaçadas de extinção deve ser desestimulado. E é sempre bom visitar e valorizar nossos parques nacionais e outras unidades de conservação, museus e instituições de pesquisa.

Acima de tudo, é preciso estimular nas crianças a curiosidade, o interesse e o carinho por nossa natureza. O caminho mais eficiente para a preservação ambiental passa pelo respeito e pelo amor, e a melhor forma de proteger nossas aves, em toda sua beleza e diversidade, é cuidar dos lugares onde elas vivem.

With nearly 1,800 species, Brazil is third in the world in varieties of birds, after Colombia and Peru.

Brazilian birdlife is not only abundant, but includes a number of endemics, that is, species which are not found in other countries. The geographic distribution of almost 200 species of birds is restricted to Brazil. This fact implies great responsibility, because it means that survival depends on a joint effort by Brazilian society and government to preserve our natural heritage.

A good share of Brazil’s ornithological wealth is due to the presence of two large vegetation formations: the Amazon forest and the Atlantic rain forest.

The Amazon forest, which is the biggest forested region on the planet, has existed for millions of years, and its long evolutionary history resulted in a highly complex ecological environment. Due to its tropical climate, its tremendous size and the diversity of environments that form it, the forest has an incredible wealth of resources and niches to be explored, and it is able to offer shelter to an immense variety of birds. No other place in the world has as many species, many of which have unique and fascinating colors, shapes and behaviors.

(Parte 1 de 2)

Comentários