Concursos - Auditor Fiscal Receita Federal - prova a2 gab2

Concursos - Auditor Fiscal Receita Federal - prova a2 gab2

(Parte 1 de 3)

CONTABILIDADE GERAL

01- A empresa Jasmim S/A, cujo exercício social coincide com o ano-calendário, pagou, em 30/04/97, o prêmio correspondente a uma apólice de seguro contra incêndio de suas instalações para viger no período de 01/05/97 a 30/04/98. O valor pago de R$ 30.000,00 foi contabilizado como despesa operacional do exercício de 1997. Observando o princípio contábil da competência, o lançamento de ajuste, feito em 31.12.1997, provocou, no resultado do exercício de 1998, uma

a)

redução de R$ 10.000,00

b)

redução de R$ 30.000,00

c)

redução de R$ 20.000,00

d)

majoração de R$ 20.000,00

e)

majoração de R$ 10.000,00

02- A empresa Cravos e Rosas S/A, ao encerrar o exercício social em 31.12.19x7, tinha estoques de bens de vendas de 100 mil unidades, ao custo unitário de R$ 1,00 (um real) e duplicatas emitidas em vendas a prazo, no valor total de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais).

- a empresa tem experiência válida e comprovada, nos últimos três exercícios, de que 2% de seus créditos costumam se tornar iliquidáveis;

- o preço de mercado de suas mercadorias foram cotados a R$ 1,10 (um real e dez centavos) a unidade, no dia do balanço;

- as duplicatas a receber ainda não estão vencidas.

Ao aplicar integralmente o princípio contábil da prudência, referida empresa apresentará, em balanço, esse Ativo Circulante (estoques e créditos) pelo valor contábil de

a)

R$ 294.900,00

b)

R$ 298.900,00

c)

R$ 297.100,00

d)

R$ 296.000,00

e)

R$ 300.000,00

03- A Cia. Eira & Eira foi constituída com capital de R$ 750.000,00, por três sócios, que integralizaram suas ações como segue:

Adão Macieira R$ 300.000,00

Bené Pereira R$ 150.000,00

Carlos Parreira R$ 300.000,00

Após determinado período, a empresa verificou que nas suas operações normais lograra obter lucros de R$ 600.000,00, dos quais R$ 150.000,00 foram distribuídos e pagos aos sócios. Os restantes R$ 450.000,00 foram reinvestidos na empresa na conta Reserva para Aumento de Capital, nada mais havendo em seu Patrimônio Líquido.

Sabendo-se que esta empresa não tem resultados de exercícios futuros e que suas dívidas representam 20% dos recursos aplicados atualmente no patrimônio, podemos afirmar que o valor total de seus ativos é de

a)

R$ 1.200.000,00

b)

R$ 750.000,00

c)

R$ 600.000,00

d)

R$ 1.350.000,00

e)

R$ 1.500.000,00

04- No mês de julho, a firma Papoulas Ltda. foi registrada e captou recursos totais de R$ 7.540,00, sendo R$ 7.000,00 dos sócios, como capital registrado e R$ 540,00 de terceiros, sendo 2/3 como empréstimos obtidos e 1/3 como receitas ganhas. Os referidos recursos foram todos aplicados no mesmo mês, sendo R$ 540,00 em mercadorias; R$ 216,00 em poupança bancária; R$ 288,00 na concessão de empréstimos; e o restante em despesas normais.

Após realizados esses atos de gestão, pode-se afirmar que a empresa ainda tem um patrimônio bruto e um patrimônio líquido, respectivamente, de

a)

R$ 1.044,00 e R$ 864,00

b)

R$ 1.044,00 e R$ 684,00

c)

R$ 1.044,00 e R$ 504,00

d)

R$ 1.584,00 e R$ 1.044,00

e)

R$ 7.540,00 e R$ 7.000,00

05- No dia primeiro do mês quatro a firma Violetas S/A demonstrou a seguinte situação patrimonial:

Ativo Circulante R$ 2.300,00

Ativo Permanente R$ 2.300,00

Passivo Circulante R$ 2.300,00

Patrimônio Líquido R$ 2.300,00

Durante o referido mês, a empresa executou e contabilizou diversas partidas contábeis, chegando ao último dia com a seguinte situação patrimonial:

Ativo Circulante R$ 1.100,00 Ativo Permanente R$ 4.800,00 Passivo Circulante R$ 3.400,00

Patrimônio Líquido R$ 2.500,00

No período não houve aumento de capital por subscrição e integralização de ações novas.

Diante destas informações, podemos dizer que a Violetas S/A, no mês de abril acima referido, apurou

a)

perdas de R$ 1.200,00, como mostra a redução do Ativo Circulante

b)

perdas de R$ 1.100,00, como mostra o aumento do Passivo Circulante

c)

ganhos de R$ 200,00, como mostra o aumento do Patrimônio Líquido

d)

ganhos de R$ 1.300,00, como mostra o aumento do ativo total

e)

nem ganhos nem perdas já que o patrimônio permanece balanceado

06- Contabilizado em seu Ativo Imobilizado, a empresa Reboq Ltda. possuía um guindaste, sobre o qual não foi contratado nenhum seguro e que, talvez por isso mesmo, sofreu um incêndio com perda total. Nada foi recuperado. No referido dia o Contador verificou que:

- o guindaste fora comprado por R$ 50.000,00;

- dessa aquisição só foram pagos R$ 45.000,00, restando ainda uma dívida de R$ 5.000,00;

- já foi contabilizada uma correção monetária de R$ 8.000,00;

- também já foi contabilizada uma depreciação de R$ 3.000,00.

Feitos estes cálculos e os ajustes contábeis necessários, verifica-se que o incêndio do guindaste provocou a contabilização de uma despesa líquida não operacional, decorrente da perda total, no valor de

a)

R$ 47.000,00

b)

R$ 55.000,00

c)

R$ 53.000,00

d)

R$ 50.000,00

e)

R$ 58.000,00

07- A empresa Dona S/A possui capital social formado por 2 milhões de ações.

Nós, a empresa Sócia S/A, possuímos 30% desse capital e avaliamos o nosso investimento pelo método da Equivalência Patrimonial.

No fim do exercício social a empresa Dona S/A, tendo apurado lucro líquido de R$ 300.000,00, resolveu contabilizar a distribuição de dividendos calculados em 40% deste lucro. O nosso Contador, ao ser comunicado deste fato, promoveu o seguinte lançamento no Diário da empresa Sócia S/A, para registrar o dividendo a ela distribuído:

a)

Dividendos a Receber

a Investimentos Permanentes

a Ações da Empresa Dona S/A

Pelo valor que nos cabe como acionista R$ 36.000,00

b)

Dividendos a Receber

a Receitas de Dividendos

Pelo valor que nos cabe como

acionista R$ 36.000,00

c)

Investimentos Permanentes

Ações da Empresa Dona S/A

a Receita da Equivalência Patrimonial

Pelo valor que nos cabe como

acionista R$ 90.000,00

d)

Dividendos a Receber

a Receitas de Dividendos

Pelo valor que nos cabe como

acionista R$ 90.000,00

e)

Equivalência Patrimonial

a Investimentos Permanentes

a Ações da Empresa Dona S/A

Pelo valor que nos cabe como

acionista R$ 90.000,00

08- A nossa empresa identificou seu estoque de mercadorias em 2.000 unidades avaliadas ao custo médio unitário de R$ 60,00. Logo após, promoveu uma venda de 1.500 unidades à vista, por R$ 150.000,00, numa operação isenta de tributação.

O comprador, todavia, mostrando-se insatisfeito com a transação, devolveu 20% da compra e ainda conseguiu obter um abatimento de 10% no preço.

Feita a renegociação e refeitos os registros cabíveis, a nossa empresa mantém um estoque de mercadorias assim formado:

a)

500 unidades a R$ 54,00 = R$ 27.000,00

b)

800 unidades a R$ 54,00 = R$ 43.200,00

c)

500 unidades a R$ 60,00 = R$ 30.000,00

d)

800 unidades a R$ 60,00 = R$ 48.000,00

e)

800 unidades a R$ 90,00 = R$ 72.000,00

09- Feitos os lançamentos de encerramento para levantamento do Balanço Patrimonial, o Contador constatou que o saldo da conta de Resultado do Exercício apresentava saldo credor de R$ 800.000,00.

Para encerrar esta conta, ele creditou Provisão p/ Imposto de Renda, em R$ 180.000,00; Participação de Empregados em R$ 12.000,00; Participação de Diretores em R$ 10.000,00; e Lucros Acumulados pelo valor restante de R$ 598.000,00.

Em Lucros Acumulados, após contabilizar Reserva Legal de R$ 25.000,00; Reserva Estatutária de R$ 50.000,00; Reversão de Reserva Estatutária de R$ 10.000,00 e Reversão de Reserva de Contingências de R$ 30.000,00, o Contador calculou o dividendo mínimo obrigatório fixado na Lei 6.404/76 (art. 202) à base de 30% como previsto nos Estatutos Sociais, encontrando o valor de

a)

R$ 180.900,00

b)

R$ 162.900,00

c)

R$ 168.900,00

d)

R$ 171.900,00

e)

R$ 156.900,00

10- A Cia. Bira & Bira foi constituída com capital de R$ 750.000,00, por três sócias, que integralizaram suas ações como segue:

Amélia Macambira R$ 300.000,00

Beatriz Itabira R$ 150.000,00

Creuza Mambira R$ 300.000,00

Após determinado período, a empresa verificou que nas suas operações normais lograra obter lucros de R$ 600.000,00, dos quais R$ 150.000,00 foram distribuídos e pagos às sócias. Os restantes R$ 450.000,00 foram reinvestidos na empresa na conta Reserva para Aumento de Capital, nada mais havendo em seu Patrimônio Líquido.

Nessa oportunidade, Beatriz Itabira decide retirar-se da sociedade, vendendo sua participação às duas outras sócias, com ágio de 20% sobre o valor patrimonial.

Considerando as informações acima fornecidas, podemos afirmar que a Sra. Beatriz Itabira deve receber pela venda de sua participação acionária o valor de

a)

R$ 144.000,00

b)

R$ 36.000,00

c)

R$ 180.000,00

d)

R$ 288.000,00

e)

R$ 324.000,00

11- As sociedades por ações têm ampla regulamentação em Lei. Em relação à constituição da companhia e ao exercício social previstos na Lei, podemos afirmar corretamente que

a)

a constituição da companhia depende do cumprimento, entre outros, dos seguintes requisitos: subscrição, por mais de uma pessoa, de pelo menos 90% (noventa por cento) das ações em que se divide o capital fixado no estatuto e realização, em dinheiro, de no mínimo 10% (dez por cento) das ações subscritas, para que possam ser depositadas em Banco Oficial, até a institucionalização da empresa

b)

as demonstrações de cada exercício serão publicadas com a indicação dos valores correspondentes das demonstrações do exercício anterior

c)

em 31 de dezembro de cada ano, a Diretoria fará elaborar, com base na escrituração mercantil da companhia, as demonstrações financeiras, que deverão exprimir com clareza a situação do patrimônio da companhia e as mutações ocorridas no exercício

d)

o exercício social terá a duração de 1 (um) ano, com início em 10 de janeiro e término em 31 de dezembro, podendo ter duração diversa, no ano em que a companhia for constituída

e)

as demonstrações financeiras registrarão a destinação dos lucros segundo a proposta dos órgãos da administração, desde que esta proposta tenha sido aprovada pela assembléia geral

12- O Balancete levantado em 31/12 apresenta a seguinte posição: Caixa R$ 50,00; Fornecedores R$ 150,00; Contas a Pagar R$ 100,00; Duplicatas a Receber R$ 100,00; Móveis e Utensílios R$ 250,00; Estoques R$ 50,00; Bancos conta Movimento R$ 25,00; Vendas R$ 1.200,00; Despesas Antecipadas R$ 25,00; Salários R$ 100,00; Custo das Mercadorias Vendidas R$ 500,00; Capital Social R$ 200,00; Lucros Acumulados R$ 50,00; Impostos R$ 100,00; Despesas de Impressos e Materiais para Escritório R$ 100,00; Energia R$ 50,00; Despesas Diversas R$ 150,00; Receitas de Juros R$ 50,00; Descontos Concedidos R$ 50,00; Instalações R$ 200,00.

O encerramento das contas de resultado relacionadas acima demonstra que houve um lucro líquido de

a)

R$ 50,00

b)

R$ 250,00

c)

R$ 200,00

d)

R$ 150,00

e)

R$ 450,00

13- Determinada empresa industrial vendeu 2.000 unidades de um produto, ao preço unitário de R$ 120,00, com frete de R$ 3.000,00 por conta do vendedor. O vendedor concedeu, na nota fiscal, um desconto de R$ 2.500,00 e, ainda, um desconto de R$ 2.000,00 no pagamento da duplicata, vencível a 30 dias.

Sabendo-se que:

- o custo dos Produtos Vendidos é de R$ 120.000,00;

- foram pagas:

outras despesas com vendas de R$ 2.600,00;

salários de vendedores de R$ 3.500,00;

- a transação estava sujeita a:

Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços de R$ 2.400,00;

(Parte 1 de 3)

Comentários