Eng297 Aula15Planejamento

Eng297 Aula15Planejamento

Planejamento e Controle da Produção

  • Técnicas de Planejamento

  • Aula 15

  • Dayana Bastos Costa

Técnicas de Planejamento

  • Gantt e Gráfico de Barras

  • Técnicas de Redes

  • Linha de Balanço

Gráfico de Gantt

  • Técnica simples:

    • fácil de fazer
    • fácil de entender
    • tem escala de tempo
  • Não estabelece relações de precedência entre as atividades:

    • reprogramação é dificultada
  • A lógica, duração e intensidade do trabalho são definidas simultaneamente

  • Pode ser cronograma físico ou financeiro

  • Muito utilizado como output (produto) de rede

Gráfico de Gantt

Exemplo de gráfico de Gantt

Semelhante ao gráfico de Gantt

  • Semelhante ao gráfico de Gantt

  • Relações de precedência entre atividades são explicitadas

  • Torna-se muito confuso, se houver muitas ligações de precedência

Técnicas de rede

  • Surgiram no final dos anos 50

  • Consideradas por muitos como a única técnica que pode modelar a complexidade dos empreendimentos em construção

    • Grande número de atividades
    • Grande número e variedade de relações de precedência

Técnicas de rede

  • Diferentes tipos:

    • CPM (Critical Path Method)
    • PERT (Programation Evaluation and Review Technique)
  • Diferentes formas de representação:

    • Eventos nos nós
    • Diagrama de precedências (atividade no nó)

Rede CPM

Rede CPM - eventos

Rede CPM: durações

Datas de um evento

  • Cedo de um evento: corresponde à data mais cedo que o evento será iniciado;

  • Tarde de um evento: corresponde à data mais tarde em que este evento pode ser concluído, sem que ocorra atraso no final do plano.

Rede CPM: data de início mais cedo

Rede COM: data de início mais tarde

Datas de um evento

  • Primeira data de início (PDI): é a data mais cedo para o início de uma atividade, considerando-se o término de suas predecessoras;

    • a primeira data de início de uma atividade coincide com o cedo de seu evento;
  • Primeira data de término (PDT): é a data mais cedo para o término de uma atividade, considerando que seu início ocorreu na data na data mais cedo;

Datas de um evento

  • Última data de término (UDT): é a última data que uma atividade pode terminar, sem atrasar a última data de início das atividades que a seguem diretamente:

    • coincide com a data de seu evento fim;
  • Última data de início (UDI): é a última data em que uma atividade pode iniciar, sem atrasar o início de suas sucessoras;

    • é obtida a partir da última data de término (UDT), descontada a duração da atividade.

Tipos de folgas

  • Folga total

    • tempo que o início de uma atividade pode ser retardado, sem causar alongamento da duração do projeto (FT=UDT-PDI-d).
  • Folga livre

    • tempo que o início de uma atividade pode ser retardado, sem interferir com o início de qualquer atividade sucessora (FL=PDT-(PDI+d))
  • Folga dependente

    • diferença entre a folga total e a folga livre. Seu consumo poderá acarretar atraso de atividades sucessoras sem provocar atraso do projeto

Tipos de folgas

Determinação do caminho crítico

  • Caminho Crítico é o caminho de maior duração do projeto (pode existir mais de um).

  • As atividades de um caminho crítico não podem sofrer nenhum atraso, caso se deseje concluir o projeto no prazo estabelecido.

    • Fracionar o projeto em atividades singulares adequadas
    • Estabelecer a ordem de execução das atividades
    • Especificar limitações
    • Enumerar os eventos
    • Determinar as durações
    • Calcular as datas de início mais cedo e mais tarde

Rede CPM: caminho crítico

Diagrama de Precedência

Vantagens das técnicas de rede

  • Explicita a cadeia de montagem de um produto

  • Pensa-se na lógica dos acontecimentos e no método construtivo:

    • Separa a lógica do cálculo de durações
  • Permite avaliar o impacto do atraso de uma atividade específica

  • Existem diversos softwares que facilitam a sua elaboração e revisão

Limitações das técnicas de rede

  • É incompatível com a essência dos empreendimentos de construção:

    • Foram criados para obras de importância nacional nas quais controle de custos e uso eficiente dos recursos tinham prioridade secundária em relação ao cumprimento do prazo
    • Pressupõe forte controle central
  • A continuidade do trabalho das equipes não é garantida:

    • Interdependências no CPM são preponderantemente tecnológicas

Limitações das técnicas de rede

  • CPM é mais adequada a atividades seqüencial, típicas de montagem:

    • Seqüenciamento de atividades na construção é variável
  • CPM pressupõe a rígida separação do trabalho entre as equipes

  • Criar ou atualizar uma rede consome muito tempo e exige pessoas qualificadas

Limitações das técnicas de rede

  • Os planos são elaborados a partir do detalhamento da obra em atividades (no início do empreendimento)

  • Há dificuldades para entender uma rede complexa

    • Muitas atividades
    • Não há escala de tempo
    • Tendência de centralização da tomada de decisão

Cálculo das durações

  • Estimar o consumo de recursos:

    • 200 hh = 4 trab. X 5 dias
    • 300 hh = 4 trab. X 7,5 dias
  • Métodos subjetivos

  • Duração negociada com as equipes

Trabalho Prático de Planejamento

  • 1) Fazer o planejamento da obra em anexo, levando em conta as seguintes informações:

    • elaborar a seqüência construtiva do projeto em anexo, utilizando uma rede de precedência;
    • calcular a duração das atividades de uma unidade (um sobrado);
    • estabelecer o plano de ataque da obra com 5 (cinco) unidades;
    • elaborar uma linha de balanço para 5 (cinco) unidades;
    • elaborar um histograma de mão-de-obra.

Trabalho Prático de Planejamento

  • 2) Deverão ser entregues as seguintes informações:

    • planilha de dimensionamento dos recursos, incluindo as considerações adotadas no trabalho;
    • seqüência construtiva, plano de ataque, linha de balanço e histograma de mão-de-obra, com as explicações das considerações adotadas para execução de um planejamento eficiente.

Divisão das Equipes

  • T01 (manhã) – 30 alunos

    • 5 equipes de 4 alunos
    • 2 equipes de 5 alunos
  • T02 (tarde) – 20 alunos

    • 5 grupos de 4 alunos

Observações

  • Nota máxima de 5,0 pontos

  • Avaliações individual e por equipe

  • Grande parte do exercício será realizado em sala

  • Deverá permanecer a mesma equipe até o final do trabalho.

    • Início do trabalho de planejamento: 05/05
    • Entrega do trabalho de planejamento: 19/05

Comentários