trabalho arcadismo e autores

trabalho arcadismo e autores

(Parte 1 de 4)

Retângulo 2Retângulo 3Retângulo 4Retângulo 5

AUTORES CLÁSSICOS E ARCADISMO

TRABALHO DE LITERATURA E LÍNGUA PORTUGUESA

Caio César Aguilar

Gustavo Dorico Pinto

Henrique Aguilar Lopes

Luiz Augusto Rodrigues

Luiz Felipe Cardoso

Michelle Aparecida de Souza

Pedro Henrique Alves

Vagner Gualberto DiaS

Professor:

Amilcar Figueiroa Peres

[Escolha a data]

CEFET-MG

JUNHO,2011

VESPASIANO

CEFET-MG

CENTRO FEERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

Curso mecatrônica

AUTORES CLÁSSICOS E ARCADISMO

Caio César Aguilar

Gustavo Dorico Pinto

Henrique Aguilar Lopes

Luiz Augusto Rodrigues

Luiz Felipe Cardoso

Michelle Aparecida de Souza

Pedro Henrique Alves

Vagner Gualberto DiaS

Professor:

Amilcar Figueiroa Peres

JUNHO,2011

VESPASIANO

Sumário:

Introdução página 3

Aristóteles página 4

Arquíloco página 5

Esopo página 6

Heródoto página 8

Homero página 9

Platão página 11

Virgílio página 14

Contexto histórico árcade página 16

Autores árcades página 19

Características do arcadismo página 24

Conclusão página 28

Fontes consultadas página 32

Autores clássicos e Arcadismo( Neoclassicismo)

  • Introdução

Os autores clássicos são escritores que viveram num determinado período antes de cristo. Entre os principais estão: Aristóteles, Arquíloco, Esopo, Homero, Platão e Virgílio. Eles tiveram grande atuação na literatura, mas como naquela época as áreas de conhecimento não eram fragmentadas como são hoje, eles acabaram sendo importante não só na literatura, mas também em outras áreas, como a filosofia, matemática, artes, entre outras.

Outro tema deste trabalho é o arcadismo também conhecido como neoclassicismo e setecentismo. É o período literário que surge no século XVIII na Europa e é iniciado na colônia brasileira a partir do século XVIII. O arcadismo têm condição de surgir pois o público já estava saturado das extravagâncias cometidas pela linguagem barroca, como no exagero de figuras de linguagem. A literatura árcade será marcada por uma retomada aos valores clássicos. A literatura árcade tem um caráter reformista, pois é alavancada por uma classe social que deseja mudanças culturais, sócio políticas e econômicas.

Figura 1: Pintura do período árcade, mostrando a felicidade através da simplicidade e junto a natureza.

Então, ambos os períodos tem em comum algumas características, pois o arcadismo busca como fontes de inspiração alguns autores clássicos do período greco-latino, buscando neste período a simplicidade, os valores entre outros. Porém, por existir uma grande diferença de tempo entre o período greco-latino e o arcadismo, o mesmo não é igual ao outro, e tem outras influências também como o iluminismo e a revolução burguesa.

  • Aristóteles

Figura 2: Aristóteles

Aristóteles nasceu em Estagira, Macedônia em 384 A.C., era filho de um médico da corte macedônica. Estudou com Platão até 347, data em que o mesmo morre. Aristóteles viajou durante alguns anos, até que Filipe, rei da Macedônia, o chama para ser preceptor de seu filho Alexandre. Após ter terminado sua jornada na Macedônia, Aristóteles vai a Atenas e funda uma escola de filosofia.

Depois de escapar de à perseguição de grupos políticos dominantes em Atenas, ele morre na Ilha de Eubéia em ocasião da morte de Alexandre em 322 a.C.

Em suas obras, Aristóteles demonstra sua busca por aprender a essência das coisas, mas fazendo observações em contato direto com tais coisas, nascendo assim a Ciência. Devido a vastidão e complexidade de suas obras, as mesmas podem ser divididas em: obras lógicas, filosofia natural, psicologia, biologia, metafísica, política e economia, belas artes.

  • Arquíloco

Figura 3 : Escultura com o busto de Arquiloco.

Arquíloco nasceu em Paros, situado no mar Jônico, e depois foi morar em Tasos, situado no mar Egeu. Acredita-se que ele viveu no século Sete a.C. como não se têm muita informação a seu respeito, essa data é devido a um eclipse que aconteceu no dia 6 de abril de 647 a.C., o qual ele registrou. Porém, não se têm certeza sobre essa datação, pois ele poderia ter se referido a um eclipse que acontecerá no passado.

Na escrita, Arquíloco se destacava por exaltar e criticar os erros do ser humano. Escrevia sobre os acontecimentos da sociedade, como por exemplo, as guerras, e sobre seus pensamentos e sentimentos, ressaltando o individualismo. Além de dar lições em suas poesias.

Seu modo de escrever ficou muito popular, e serviu de influência para vários autores. Sendo cantados em competições públicas de recitação de poesia. Como por exemplo, um fragmento do poema Giges de muito ouro (fr. 19 w), podemos perceber que Arquíloco escrevia sobre o que pensava.

Não, a mim, as coisas de Giges de muito ouro

Interessam,

Nem a inveja me toma, nem admiro

As obras das divindades, não amo (desejo) a

Grande tirania;

(Parte 1 de 4)

Comentários