(Parte 1 de 5)

Prof. José Edson Cavalcante da Silva Prof. José Edson Cavalcante da SilvaProf. José Edson Cavalcante da Silva Prof. José Edson Cavalcante da Silva

Metodologia do Trabalho Cientifico se propõe a despertar nos estudantes a i mp ortância do seu potencial de elaborador e produtor de conheci me ntos, dando-lhes condições para que a mp lie m elaborador e produtor de conheci me ntos, dando-lhes condições para que a mp lie m a capacidade de desenvolver a partir de conteúdos e atividades trabalhadas pelas diversas disciplinas o poder de questionar e repensar o que é e co mo interagir co m o mu ndo e m sua volta.

Através dos conheci me ntos trabalhados, das condições de nos organizar mo s no ato de estudar eler para que esses mo mentos seja m proveitosos e atinja m seus objetivos.atinja m seus objetivos.

portanto, o ato de estudar e ter é o mo me nto de apreensão dos conheci me ntos pertinentes, necessários e relevantes para nosso consciente pessoal e profissional.

O profissional que quere mos ser, co me ça a se desenhar desde o pri me iro dia e m que seinicia m nossas atividades.

Logo, é de vital i mportância que nos preocupe mo s co m nossas posturas

Logo, é de vital i mportância que nos preocupe mo s co m nossas posturas diante do curso, dos textos, das atividades, dos conteúdos que serão trabalhados e m todas as disciplinas e ao longo de todo o processo.

Descobrir o que é conheci me nto e mDescobrir o que é conheci me nto e m todos os conteúdos e disciplinas elevando a cultura e sua for ma de ver o mu ndo.

sair do senso-co mu m para a versão filósofo-científico.

E m nosso dia-a-dia,já nos pergunta mo s:E m nosso dia-a-dia,já nos pergunta mo s:

• Co mo o conheci me nto é produzido? • Quais os tipos de conheci me nto?

• Que m produz os conheci me ntos?

• Co mo são produzidos os conheci me ntos?

1.1 – Qual o papel e i mp ortância do ato de pesquisar e de estudar neste processo deneste processo de aquisição e produção de conheci me nto?

• Pode mo s co mp reender me lhor o mu ndo.

1.2 –O ATO DE CONHECER

Manifesta-se tão natural me nte que nós ne m da mo s conta da sua co mp lexidade, no dia-a-dia.

A necessidade de aprender a conhecer o mu ndo e de autoconheci mento. Assi m, entra mo s na engrenage m do conheci me nto do mundo co m seus vários ca mp os efor ma s.

• Que m conhece? • Co mo conhece?

• Que m conhece?

• Co mo conhece?

E assi m nósindaga mo s:

• Co mo conhece? • Para que conhece?

• O conheci me nto verdadeiro é o conheci me nto objetivo?

• E o conheci me nto objetivo é falso?

• Co mo conhece? • Para que conhece?

• O conheci me nto verdadeiro é o conheci me nto objetivo?

• E o conheci me nto objetivo é

• U m mo delo de conheci me nto i mposto pelaideologia do siste ma tecnocrata; • Conheci me nto, às vezes, deturpado;

• Conheci me nto do mi nante, cheio de interesse.

• Conheci me nto do mi nante, cheio de interesse.

• Há muitasinterpretações de se enfocar o conheci me nto;

• Co m exa me e concepção crítica podere mo s distinguir.

1.3 –ENTÃO, FINALMENTE, O QUE É C O HECI ME NT O?

Eti mo logica me nte:

• Atributo geral a todos os seres vivos• Atributo geral a todos os seres vivos de reagir ativa me nte ao mu ndo circundante e m sua organização biológica para sua sobrevivência.

• É o pensa me nto resultante da relação entre o sujeito que conhece e o objeto a ser conhecido.

1.3.1 -MODOS DE CONHECER

Processo dinâ mi co einacabado, so me nte é possível considerá-lo

Processo dinâ mi co einacabado, so me nte é possível considerá-loso me nte é possível considerá-lo dentro de u ma visão dialética.

No dia-a-dia deve mo s ser críticos.

so me nte é possível considerá-lo dentro de u ma visão dialética.

No dia-a-dia deve mo s ser

Capacidade e

Capacidade e necessidade do homem

(sobrevivência)

Proporciona conheci me nto

Sentido, finalidade e razão das coisas e do mundo

Portanto:Portanto: • O conheci me nto se origina de onde?

• Do sujeito(o ho me m) ?

(Parte 1 de 5)

Comentários