zootecnia aves

zootecnia aves

(Parte 1 de 2)

Manual de Orientação ZOOTECNIA I

Rio de Janeiro 1987

Direitos autorais exclusivos do Ministério da Educação

Impresso no Brasil

Depósito legal na Biblioteca Nacional, conforme Decreto n.° 1.825, de 20 de dezembro de 1907

Esta edição foi publicada pela FAE — Fundação de Assistência ao Estudante, sendo Presidente da República Federativa do Brasil José Sarney Ministro de Estado da Educação Jorge Bornhausen

Secretário-Geral

Aloisio de Guimarães Sotero

Secretária de Ensino de 2.° Grau Zeli Isabel Roesler

Presidente da FAE Carlos Pereira de Carvalho e Silva

Z87 Zootecnia I: Manual de orientação/MEC, SESG. - Rio de Janeiro: FAE, 1987. 7 p.: il.; 28 cm.-(Série Ensino agrotécnico; 5)

Bibliografia. ISBN 85-2-0207-9 Geral ISBN 85-2-0212-5 Zootecnia I

1. Zootecnia. 2. Animais domésticos. I. Brasil. Secretaria de Ensino de 2° Grau. I. Fundação de Assistência ao Estudante, Rio de Janeiro, ed. Ill série.

CDD-636.08 87-021 MEC/FAE/RJ

Coordenação Geral • Elizabeth Borges de Oliveira — SESG/SETC

Elaboração

• Alfredo Franco Cabral — EAF de São Cristóvão — SE • Maria Inês de Campos Liberatori — SESG/SETC

• Sebastião Gagliardi Neto — EAF de Rio Verde — GO

• Valter Barbosa de Oliveira — SESG/SETC

Colaboradores

• Alcy Marcos da Silva — EAF de Machado — MG • Carlos Henrique Costa Carvalho — EAF de Barreiros — PE

• Carlos Renato Victória de Oliveira — EAF de Concórdia — SC • Djalma Bessa Ferreira — EAF de Uberaba — MG

• Edilson Carvalho Moraes — EAF de Castanhal — PA • Edward Sarmento Júnior — EAF de Catu — BA

• Elson Augusto Queiroz — EAF de Muzambinho — MG

• Emílio Moacir Gonçalves — EAF de Iguatu — CE

• Eulálio Macedo — EAF de Manaus — AM

• Francisco Tomaz de Oliveira — EAF de Sousa — PB

• Geraldo Malheiros de Miranda Cabral — EAF de Satuba — AL

• Jaime Humberto Mendes — EAF de Januária — MG

• Jarbas Duarte Ghellen — EAF de Sertão — RS

• João Alceu Alves — EAF de Inconfidentes — MG • João Luiz Stringhetta — EAF de Rio Pomba — MG

• Jorge Luiz Vieira Cotan — EAF de Colatina — ES • José Airton Rolim — EAF de Crato — CE

• José Augusto Tibúrcio de Melo — EAF de Vitória de Santo Antão — PE

• José Carlos Ferreira — EAF de Belo Jardim — PE

• José Donizete Borges — EAF de Urutaí — GO

• José Eustáquio dos Santos — EAF de Bambuí — MG

• José Renato de Oliveira — EAF de Barbacena — MG

• Luiz Xavier — EAF de Salinas — MG

• Marcos Antônio Albuquerque — EAF de São João Evangelista — MG

• Marcus Vinícius Sandoval Paixão — EAF de Santa Teresa — ES

• Paulo César Scopel — EAF de Bento Gonçalves — RS

• Renato Rezende Souza — EAF de Alegre — ES

• Sebastião Rocha Nascimento — EAF de São Luís — MA

• Ulisses Nascimento de Souza — EAF de Cuiabá — MT

• Victor Eugênio Arab Reis — EAF de Uberlândia — MG

• Victor Manuel Aleixo — EAF de Cáceres — MT

Revisão

• Mirna Saad Vieira — SESG/SETC • Therezinha de Oliveira — SESG/SETC

Capa . • Olga Diniz de C. Botelho - SESG/SETC

Procurando contribuir para a melhoria da qualidade do ensino profissionalizante das Escolas Agrotécnicas Federais a partir da sistematização dos conteúdos programáticos e da implementação das aulas teórico-práticas, técnicos do Ministério da Educação, juntamente com professores das EAFs, vêm produzindo material didático das disciplinas que compõem o currículo dos cursos Técnico em Agropecuária e Técnico em Economia Doméstica.

Assim, os manuais que integram a Série Ensino Agrotécnico apresentam não só uma proposta de conteúdo programático das disciplinas dos mencionados cursos, como também sugestões de atividades, contidas em folhas de orientação, que podem ser utilizadas como roteiro para o professor e material de consulta para o aluno.

Para a utilização dos manuais, os professores poderão lançar mão de sua experiência e criatividade, adaptando as práticas ãs peculiaridades locais, à realidade dos alunos e aos recursos disponíveis.

Zeli Isabel Roesler Secretária de Ensino de 2.° Grau

Apresentação 5

Programa de Ensino 9 Objetivos da Zootecnia I 1 Programa de Ensino de Zootecnia I 12 1. Zootecnia Geral 12 2. Zootecnia Especial 13 Folhas de Orientação de 1 a 5 15

Bibliografia 79

1. Introdução

Reconhecer a importância da Zootecnia na exploração racional dos animais domésticos. 2. Noções de Nutrição

Identificar os componentes necessários à formulação e elaboração de ração adequada a animais domésticos. 3. Controle Sanitário

Executar corretamente programa sanitário, visando ao controle geral das enfermidades. 4. Avicultura

Reconhecer a importância da avicultura e sua exploração nacional, sob o aspecto socioeconômico, manejando corretamente granja avícola.

PROGRAMA DE ENSINO DE ZOOTECNIA I 1. ZOOTECNIA GERAL

1. Introdução

• Histórico • Conceito

• Divisão

• Origem e evolução

• Domesticação • Classificação zoológica

• Sistemas de criação

• Noções de reprodução

2. Noções de Nutrição

• Conceito • Importância

• Classificação dos alimentos

• Ração • Balanceamento de ração

3. Controle Sanitário

• Importância • Desinfecção — Conceito

— Método

• Principais desinfetantes

• Vacinação

— Conceito — Vias de aplicação • Política de defesa sanitária

1. Uso da tabela de composição dos alimentos 2. Formulação de rações

3. Preparo da ração

4. Métodos de desinfecção: 4.1 Caiação 4.2 Pulverização 4.3 Fumigação 4.4 Flambagem 5. Identificação dos principais desinfetantes 6. Materiais usados na vacinação

7. Identificação das vias de aplicação

1. Introdução

• Histórico

• Conceito • Origem

• Importância Socioeconômica • Tipos de criação

• Controle sanitário

• Doenças mais comuns

2. Frangos de Corte • Principais linhagens

• Noções sobre instalações

• Equipamentos • Tipos de cama

• Controle e registro • Previsão de despesas e receitas

• Manejo dos pintos

— Recebimento — Arraçoamento

— Cortina

— Luz — Medidas profiláticas

• Manejo dos frangos — Arraçoamento

— Cortina

— Luz

— Medidas profiláticas

— Abate e conservação — Comercialização

— Análise dos resultados

3. Poedeira Comercial • Principais linhagens

2 — ZOOTECNIA ESPECIAL SUGESTÕES DE ATIVIDADES

8. Limpeza e desinfecção das instalações e equipamentos 9. Identificação dos diferentes tipos de vacinas para aves

10. Reconhecimento dos principais órgãos das aves

1. Identificação das principais linhagens

12. Caracterização dos diferentes tipos de instalações

13. Identificação dos principais equipamentos

14. Identificação dos diferentes tipos de cama 15. Utilização das fichas de controle

16. Previsão de despesas e receitas para um lote de frango

17. Distribuição do círculo de proteção, campânula, comedouro e bebedouro

18. Manejo no recebimento dos pintos 19. Arraçoamento dos pintos 20. Manejo de cortinas

21. Medidas profiláticas 21.1 Vacinação 21.2 Medicação

2. Arraçoamento de frangos 23. Manejo de cortinas

24. Medidas profiláticas 24.1 Vacinação 24.2 Medicação 25. Abate e conservação

26. Análise dos resultados

27. Identificação das principais linhagens

(continua) FOLHA DE ORIENTAÇÃO

2 — ZOOTECNIA ESPECIAL (conclusão) CONHECIMENTOS

• Tipos de exploração • Noções sobre instalações

• Equipamentos

• Registro e controle • Tipos de cama

• Previsão de despesas e receitas

• Manejo dos pintos — Recebimento

— Arraçoamento — Debicagem

— Programa de luz — Cortina

— Medidas profiláticas

• Manejo das frangas

— Arraçoamento — Período de transferência

— Debicagem — Cortina

— Medidas profiláticas

• Manejo das poedeiras — Arraçoamento

— Efetuar descarte das aves

— Muda forçada

— Classificação e conservação de ovos

— Comercialização — Análise dos resultados

4. Galinha Caipira

• Criação e exploração • Instalações e equipamentos

• Incubação natural • Alimentação

• Sanidade

28. Caracterização das instalações 29. Identificação dos principais equipamentos 30. Utilização da ficha de controle

31. Distribuição do círculo de proteção, campânula, comedouros e bebedouros 32. Manejo no recebimento dos pintos 3. Arraçoamento dos pintos 34. Debicagem de pintos

35. Manejo de cortinas 36. Medidas profiláticas 36.1 Vacinação 36.2 Medicação

37. Arraçoamento das frangas 38. Transferência de aves na época adequada 39. Debicagem de frangas

40. Manejo de cortinas 41. Medidas profiláticas 41.1 Vacinação

42. Arraçoamento das poedeiras 43. Descarte das aves 4. Muda forçada drástica

45. Coleta dos ovos 46. Classificação dos ovos 47. Métodos de conservação dos ovos

48. Analise dos resultados

49. Caracterização dos diferentes tipos de galinheiros 50. Identificação dos principais equipamentos 51. Incubação natural

52. Arraçoamento de galinhas 53. Limpeza e desinfecção do galinheiro e equipamentos 54. Vacinação

DISCIPLINA: Zootecnia I — Geral

UNIDADE: 2. Noções de Nutrição ATIVIDADE: 1. Uso da tabela de composição dos alimentos OBJETIVO(S): Identificar a composição dos alimentos

PB 9

EN 70

Ca 0,02

25 38 1,0 0,35 0,25 0,05

P 0,30

— 5,0 0,25 0,65 0,30

U = Unidade; PB = Proteína Bruta; G = Graxa; F = Fibra; EN = Extrativo Não-Nitrogenado; M = Minerais; Ca Cálcio; P = Fósforo.

Procedimento 1.°) Observe o teor da composição dos alimentos empregados na alimentação do animal.

Item 1

Denominação

Tabela de composição dos alimentos Quant.

DISCIPLINA: Zootecnia I — Geral

UNIDADE: 2. Noções de Nutrição ATIVIDADE: 2. Formulação de rações OBJETIVO(S): Formular a ração de acordo com as necessidades nutricionais e o tipo de criação a ser explorada

Procedimento

1.°) Identifique as exigências nutricionais das espécies animais em estudo, considerando suas necessidades. 2.°) Formule a ração, utilizando um dos métodos: a) tentativa e erro; b) quadrado de Pearson; c) processo algébrico; d) equação simultânea; e) processo por computação.

Item

Denominação

Lápis Papel

Quant.

DISCIPLINA: Zootecnia I — Geral

UNIDADE: 2. Noções de Nutrição ATIVIDADE: 3. Preparo da ração OBJETIVO(S): Executar o preparo das rações

Procedimento

1.°) Triture os alimentos. 2.°) Pese os componentes utilizados na fabricação da ração. 3.°) Coloque-os no misturador. 4.°) Efetue a mistura.

Item

Denominação

Balança Misturador Triturador

Quant.

DISCIPLINA: Zootecnia 1 — Geral

UNIDADE: 3. Controle Sanitário ATIVIDADE: 4. Métodos de desinfecção

4.1 Caiação OBJETIVO(S): Demonstrar o método de desinfecção por caiação

Procedimento

1.°) Coloque água no balde. 2.°) Coloque o cal no balde contendo água e faça a homogeneização da mistura.

3.°) Molhe a broxa na solução de cal com água e proceda à caiação em todas as paredes e portas do galpão, interna e externamente.

Item

Denominação

Água Balde

Broxa Cal

Quant.

4 kg

DISCIPLINA: Zootecnia I — Geral

UNIDADE: 3. Controle Sanitário ATIVIDADE: 4. Métodos de desinfecção

4.2 Pulverização OBJETIVO(S): Demonstrar a técnica de pulverização das instalações

Folha de Orientação

5 Página 1/1

Item

Denominação

Água Formol Luvas Macacão Máscara Pulverizador costal

Quant.

1 par

Procedimento

1.°) Coloque 10 I de água no pulverizador costal.

2.°) Adicione 200 ml de formol e faça a homogeneização. 3.°) Pulverize todas as instalações de maneira completa e uniforme.

Observação

Pulverizar de maneira que o jato de água saia em forma de leque.

DISCIPLINA: Zootecnia I — Geral

UNIDADE: 3. Controle Sanitário

ATIVIDADE: 4. Métodos de desinfecção

4.3 Fumigação OBJETIVO(S): Demonstrar o método de desinfecção por fumigação

Item

Denominação

Balança Formol Permanganato de potássio Proveta graduada (100 ml)

Recipiente de barro

Quant.

Procedimento

1.°) Coloque o recipiente de barro no local que vai ser fumigado. 2.°) Utilize a balança para pesar o permanganato de potássio. 3.°) Coloque-o no vasilhame de barro. 4.°) Utilize a proveta e faça a medição do formol. 5.°) Pese o formol e coloque-o no vasilhame de barro contendo o permanganato de potássio.

Observações

A fumigação só deve ser feita em ambiente fechado.

A relação básica para fumigação é 6g de permanganato de potássio para 12ml de formol/m2 .

DISCIPLINA: Zootecnia I — Geral

UNIDADE: 3. Controle Sanitário ATIVIDADE: 4. Métodos de desinfecção 4.4 Flambagem

OBJETIVO(S): Eliminar bactérias, vírus e impurezas existentes no galpão

Procedimento

1.°) Acople o lança-chamas ao botijão de gás.

2.°) Acenda o lança-chamas com isqueiro. 3.°) Lance as chamas por toda a superfície, principalmente nas frestas do galpão.

Item

Denominação

Botijão de gás Isqueiro Lança-chamas

Quant.

DISCIPLINA: Zootecnia I — Geral

UNIDADE: 3. Controle Sanitário ATIVIDADE: 5. Identificação dos principais desinfetantes OBJETIVO(S): Demonstrar os principais desinfetantes

Procedimento

1.°) Observe a propriedade de cada desinfetante. 2.°) Utilize o desinfetante de acordo com a sua propriedade.

Item 1

Denominação

Quadro das propriedades de alguns desinfetantes Quant.

DISCIPLINA: Zootecnia I — Geral

UNIDADE: 3. Controle sanitário ATIVIDADE: 6. Materiais usados na vacinação OBJETIVO(S): Demonstrar os materiais usados na vacinação

Item

Denominação

Agulha Balde Caixa de isopor Conta-gotas

Diluente Esterilizante Estilete Gelo Leite em pó desnatado

Nebulizador Seringa Vacina

Quant.

1 1 1 1 variável variável variável variável variável 1 1 variável

Procedimento

1.°) Utilize a caixa de isopor com gelo para manter a vacina a uma temperatura de mais ou menos 2o a 6°C. 2.°) Utilize o conta-gotas para vacinação ocular ou nasal. 3.°) Utilize a seringa com agulha para vacinação intramuscular ou subcutânea.

DISCIPLINA: Zootecnia I — Geral

UNIDADE: 3. Controle Sanitário

ATIVIDADE: 7. Identificação das vias de aplicação OBJETIVO(S): Demonstrar as principais vias de aplicação de vacinas

Procedimento

1.°) As principais vias de aplicação são: a) intramuscular — no músculo do animal; b) intradérmica — na pele do animal; c) subcutânea — entre a pele e a carne; d) nasal — na narina do animal; e) ocular — no olho do animal; f) oral — através da água de beber.

Item 1

Denominação Ave

Quant. 1

DISCIPLINA: Zootecnia I — Especial

UNIDADE: 1. Introdução ATIVIDADE: 8. Limpeza e desinfecção das instalações e equipamentos OBJETIVO(S): Proceder à limpeza e desinfecção das instalações e equipamentos

Item

Denominação

Água Carro de mão Desinfetante

Pulverizador Vassoura

Quant.

400ml 1

Procedimento

1.°) Efetue a limpeza do galpão. 2.°) Retire o esterco do galpão e leve-o para o local adequado. 3.°) Lave, com água e desinfetante, o galpão e os equipamentos. 4.°) Pulverize toda a superfície do galpão.

DISCIPLINA: Zootecnia I — Especial

UNIDADE: 1. Introdução ATIVIDADE: 9. Identificação dos diferentes tipos de vacinas para aves OBJETIVO(S): Identificar os tipos de vacinas para aves

Item

Denominação

Bebedouro Caixa de isopor

Gelo Vacina

Quant.

variável 1 variável 7

Procedimento

1.°) Vacine os pintos no primeiro dia de vida contra a doença de MAREK.

2.°) Vacine os pintos-matrizes contra bronquite infecciosa GUMBORO, aos quatro (4) dias de vida. 3.°) Vacine os pintos contra a doença de NEWCASTLE, com sete (7) dias de vida, via ocular. 4.°) Repita a dosagem vinte e três (23) dias após a primeira, colocando-a nos bebedouros contendo agua. 5.°) Vacine os pintos-matrizes, com doze (12) dias, contra a doença D.CR. 6.°) Vacine os pintos-matrizes, com vinte e um (21) dias, contra a BOUBA AVIÁRIA. 7.°) Vacine as frangas-matrizes, com trinta e cinco (35) dias, contra a coriza infecciosa.

DISCIPLINA: Zootecnia I — Especial

UNIDADE: 1. Introdução ATIVIDADE: 10. Reconhecimento dos principais órgãos das aves OBJETIVO(S): Identificar os principais órgãos das aves

Procedimento

Item

Denominação

Bandeja inox Tesoura

Quant.

1.°) Sacrifique uma ave. 2.°) Faça a abertura da ave pela região abdominal, usando uma tesoura, com cuidado para não danificar nenhum órgão. 3.°) Identifique os órgãos, após a abertura da ave.

(Parte 1 de 2)

Comentários