Age na contra mão do crescimento econômico e da prosperidade do país

  • Age na contra mão do crescimento econômico e da prosperidade do país

  • Contribui para o crime organizado

  • Impede o crescimento de mercados, geração de empregos e o aumento de arrecadação de tributos

A legislação brasileira considera crime todas as atividades envolvendo participantes de qualquer nível da cadeia do sistema de pirataria

  • A legislação brasileira considera crime todas as atividades envolvendo participantes de qualquer nível da cadeia do sistema de pirataria

  • Reproduzir; Armazenar; Transportar; Auxiliar; Comercializar e Utilizar o software pirata são crimes previstos em lei.

Começaram em 1989 através da parceria entre a ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software )e BSA (Business Software Alliance)

  • Começaram em 1989 através da parceria entre a ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software )e BSA (Business Software Alliance)

  • Unem esforços para educar e conscientizar consumidores sobre o uso correto de software e seu gerenciamento, conforme a legislação em vigor.

Evolução tecnológica da mídia ótica

  • Evolução tecnológica da mídia ótica

    • Gravadores de CD Rom foram os meios ferramentais que a pirataria mais utilizou para escalonar a cópia ilícita de software.
  • Integradores de hardware

    • Montam PCs com componentes de origem duvidosa e oferecem soft irregular como argumentos de venda, como brinde ou vantagem financeira.

Expansão da Internet

  • Expansão da Internet

    • Aumentou a demanda por software
    • Canal de vendas (sites específicos ou em lelilões)
    • Downloads ilegais
    • Vendedores ambulantes
      • Aproxima a oferta do soft pirata e dificulta as ações das autoridades
    • Discrepância social e econômica

Falsificação

  • Falsificação

  • CD-Rom

  • Integrador de hardware

  • Pirataria Corporativa

  • Pirataria Cliente/ Servidor

  • Pirataria Online

Cópia e comercialização ilegal de software com a intenção de imitar o material original;

  • Cópia e comercialização ilegal de software com a intenção de imitar o material original;

  • Ilude o consumidor, que pensa que estar levando um software original.

Duplicação ilegal e comercialização das cópias com objetivo de lucro.

  • Duplicação ilegal e comercialização das cópias com objetivo de lucro.

  • O usuário sabe que está comprando uma cópia ilegal

Sobretudo aqueles que atuam no mercador informal

  • Sobretudo aqueles que atuam no mercador informal

  • Gravam cópias não autorizadas de software nos discos rígidos dos PCs vendidos, sem fornecer ao usuário a licença original.

Instalação de cópias ilegais no servidor

  • Instalação de cópias ilegais no servidor

  • Cópia original, mas que não é destinada ao uso em rede

  • Permitir mais usuários do que a quantidade definida na licença.

Software piratas podem ser transferidos e instalados através de downloads aos usuários

  • Software piratas podem ser transferidos e instalados através de downloads aos usuários

  • Obs: No Brasil , as modalidades mais comuns são os integradores de hardware, a pirataria corporativa e CD ROM.

Embalagem:

  • Embalagem:

    • Falta de embalagem oficial do fornecedor (apresentação em caixa ou saco plástico sem impressão gráfica de qualidade)
    • Ausência de manuais e termo de licença de uso.
    • Identificação do conteúdo através de fotocópia simples da embalagem original
    • Número de série, senha ou código de instalação impresso na capa
    • Ausência dos dados do produtor

Mídia

  • Mídia

    • CD tipo regravável não industrial (nas cores amarela, verde ou azul)
    • Ausência dos dados do produtor, selos de segurança e identificação do CD
    • Ausência do registro IFPI (Interanatinnal Federation ou the Phonographip Industry) no verso do CD
    • Identificação do conteúdo feita através de etiquetas adesivas ou anotações manuais sobre a mídia
    • Mais um produto gravado na mesma mídia (conhecidos como coletâneas)

Comercialização

  • Comercialização

    • Preço muito inferior à média de mercado, normalmente o mesmo para qualquer produto
    • Operação é realizada sem emissão do documento fiscal apropriado
    • Pontos de vendas em ruas, normalmente vendedores ambulantes
    • Anúncios em classificados de jornais ou sites, especialmente de leilão
    • Entrega pelo correio

Legislação

  • Legislação

  • Educação

  • Repressão

Projetos de melhorias na leis aplicáveis ao setor

  • Projetos de melhorias na leis aplicáveis ao setor

  • Projetos de melhorias no que diz respeito ao Direito Autoral

Campanhas publicitárias de esclarecimento na mídia, cursos, palestras, seminários, workshops e distribuição de material educativo

  • Campanhas publicitárias de esclarecimento na mídia, cursos, palestras, seminários, workshops e distribuição de material educativo

  • Visa conscientizar e educar sobre o uso correto de software e mostrar os malefícios da pirataria

  • Locais: TV, Rádio, Jornais, Revistas

Atuação direta sobre os contraventores

  • Atuação direta sobre os contraventores

  • Disponibilizando um 0800 para denuncias anônimas

  • Tem o objetivo de regularizar o mercado e não de punir

Consumidores, desenvolvedores de software e revendedores são prejudicados.

  • Consumidores, desenvolvedores de software e revendedores são prejudicados.

  • A pirataria aumenta o risco de que o computador do consumidor seja corrompido por soft defeituoso, malicioso e infectado com vírus ou outras ameaças à segurança e a privacidade

Quem oferece software defeituoso e ilegal não pode fornecer suporte técnico

  • Quem oferece software defeituoso e ilegal não pode fornecer suporte técnico

  • O software pirateado normalmente tem documentação inadequada, que não permite aos consumidores usufruir todos os benefícios do pacote de software

  • Os consumidores não tem a possibilidade de receber versões aperfeiçoadas do programa e suporte técnico, que estão tipicamente disponíveis aos usuários legitimamente registrados.

Os desenvolvedores perdem renda de seus programas pirateados, tanto de produtos atuais quanto de programas futuros.

  • Os desenvolvedores perdem renda de seus programas pirateados, tanto de produtos atuais quanto de programas futuros.

  • Quando o soft é vendido, a maioria investe uma parte da renda em pesquisa e desenvolvimento futuro em melhorias do pacote.

Comentários