Redução dos resíduos sólidos na clínica de fisioterapia cliff e sua correlação com a coleta seletiva

Redução dos resíduos sólidos na clínica de fisioterapia cliff e sua correlação com...

Sistema de Ensino Presencial Conectado

TECNÓLOGO EM GESTÃO AMBIENTAL

JUCÉLIO DUARTE FERREIRA.

REDUÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS NA CLÍNICA DE FISIOTERAPIA CLIFF E SUA CORRELAÇÃO COM A COLETA SELETIVA

Pirapora. MG.

2011

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E SUA CORRELAÇÃO COM A COLETA SELETIV

JUCÉLIO DUARTE FERREIRA.

REDUÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS NA CLÍNICA DE FISIOTERAPIA CLIFF E SUA CORRELAÇÃO COM A COLETA SELETIVA

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Universidade Norte do Paraná - UNOPAR, como requisito parcial para a obtenção do título de Tecnólogo em Gestão Ambiental.

Orientador: Prof. Lucas Pinheiro

Professor Supervisor: Ewerton de Oliveira Pires

Pirapora. MG.

2011

grgergergergergergerg

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E SUA CORRELAÇÃO COM A COLETA SELETIVA

Pirapora MG, __25___de _Janeiro__________de 20_11__.

Dedico este trabalho à minha esposa

Regina Anália Oliveira Duarte e filhos: Regiane Anália Oliveira Duarte Araújo, Alexsandro Oliveira Duarte e Marcelo Oliveira Duarte.

agradecimentos

Ao Tutor Lucas Pinheiro. Meu orientador e amigo de todas as horas.

[...]. Quando as necessidades básicas são supridas, outras começam a aparecer. O ser humano tem necessidades e desejos. Os desejos tornam-se necessidades a partir do momento em que se vislumbra a possibilidade de satisfazê-los. Só se deseja o que se conhece ou sabe-se que existe. À medida que se adquire o conforto, começa-se a buscar o prazer. Este, por sua vez, tem um caráter mais pessoal, como necessidade de segurança, de privacidade, de reconhecimento e de afeto. Sobre todos esses valores deve-se acrescentar a subjetividade, que diz respeito à maneira de cada um ver a vida.

(Vargas 1999).

DUARTE, Jucélio Ferreira. EDUCAÇÃO AMBIENTAL E SUA CORRELAÇÃO COM A COLETA SELETIVA 2010. Descartar corretamente nossos resíduos sólidos faz bem ao meio ambiente. 2011.35 páginas. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em tecnologia em gestão ambiental). Universidade Norte do Paraná, Pirapora MG, 2011.

RESUMO

Esse trabalho tem como objetivo apresentar o projeto de implantação do sistema de coleta seletiva na CLIF (Clínica de Fisioterapia) situada no centro de Pirapora MG. Rua Teófilo Barbosa, no estado de Minas Gerais, buscando reduzir o volume dos resíduos sólidos enviados ao aterro sanitário existente na cidade. O projeto visa principalmente promover o destino final adequado dos resíduos sólidos e descartar adequadamente os materiais que podem ser reciclados, destinando-os a famílias que sobrevivem com a comercialização desses materiais. Pesquisas realizadas com moradores locais revelam que poucas pessoas segregam seus resíduos gerados em suas residências ou seus locais de trabalho, ou pelo menos possuem conhecimentos sobre a coleta seletiva. Serão ministradas palestras sobre educação ambiental aos clientes da clínica com objetivo de conseguir a participação dos mesmos na redução do consumo e separação de seus resíduos sólidos gerados na fonte para agregar valor aos mesmos possibilitando a sua reutilização para a fabricação de matérias primas ou até mesmo fabricar outros produtos promovendo melhoria na qualidade de vida das pessoas que sobrevivem da comercialização dos produtos originados da coleta seletiva em nosso município. Todos os materiais não reaproveitados receberão armazenamento adequado, em seguida sendo destinados para a geração de energia. A implantação da coleta seletiva contribui para a redução do uso dos recursos naturais proporcionando aumento do tempo de vida útil do aterro sanitário, diminuindo a poluição do solo e dos recursos hídricos como: lagos e rios que sofrem com a contaminação provocada pelo descarte inadequado dos resíduos urbanos. É importante lembrar que a iniciativa é de vital importância em virtude da urgente necessidade do desenvolvimento sustentável para o bem das futuras gerações. Espera-se que partindo dessa iniciativa possamos conseguir alcançar a mudança de hábitos da população no sentido de melhorar o comportamento favorecendo atitudes mais sustentáveis em relação ao consumo, geração e descarte dos resíduos sólidos melhorando de maneira geral a qualidade de vida da população, contribuindo para diminuir as desigualdades sociais no intuito de colaborar para atender a necessidade de alcançar a tão sonhada harmonia com o planeta Terra.

Palavras-chave: Educação ambiental 1Descarte adequado dos resíduos sólidos 2. Coleta Seletiva 3.

DUARTE, Jucélio Ferreira. ENVIRONMENTAL EDUCATION AND ITS CORRELATION WITH SELECTIVE COLLECTION 2011. PROPERLY DISPOSE OF OUR SOLID WASTE IS GOOD FOR THE ENVIRONMENT. 2011. 23 PAGES. COMPLETION OF COURSE WORK (GRADUATE IN ENVIRONMENTAL MANAGEMENT IN TECHNOLOGY). UNIVERSITY OF NORTHERN PARANA, PIRAPORA, 2011.

ABSTRACT

This paper aims to present the project for implementation of selective collection system in the Physical Therapy Clinic located in the center of Pirapora MG. Rua Barbosa TEÓFILO. Minas Gerais state, seeking to reduce the volume of solid waste sent to landfill in the city. The project aims primarily to promote the appropriate final destination of solid waste and properly allocate materials that can be recycled allocating them to families who survive with these marketing materials. Research conducted with local residents revealed that few people segregate their waste generated in their homes or their workplaces or at least have knowledge about the collection. Will be given lectures on environmental education to clients of the clinic in order to achieve their participation in reducing and separating its solid waste generated at source in order to add value to them enabling the reuse of the same for the manufacture of raw materials or even manufacture of other products promoting improved quality of life of people who survive the marketing of products originating from selective collection in our county. All materials not reused then receive proper storage is intended for power generation. The implementation of selective pair contributes to reducing the use of natural resources by providing increased service life of the landfill, reducing the pollution of soil and water resources like lakes and rivers suffer from pollution caused by inadequate disposal of urban waste . It is important to remember that the initiative is of vital importance in view of the urgent need for sustainable development for the sake of future generations. It is expected that starting from this initiative can achieve a change of habits of the population in order to improve the behavior attitudes favoring more sustainable with respect to consumption, generation and disposal of solid waste generally improving the quality of life contribute to reduce the social inequalities in order to contribute to meet the need to reach the dreamed harmony with the earth.

Keywords: Environmental education 1. AppropriateDisposeofwaste2. Waste Recycling 3.

LISTA DE GRÁFICOS

LISTA DE TABELAS

Tabela 1 – Comparação do consumo de materiais entre a 1º e 2º semana de estágio.

Tabela 2 – Redução do consumo de materiais em porcentagem em relação a 1º e a 2º semana de estágio.

LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS

ABNT

Associação Brasileira de Normas Técnicas

ANVISA

Agência Nacional de Vigilância Sanitária

CCQ

Círculo de Controle de Qualidade

CLIFF

Clínica de Fisioterapia

CONAMA

Conselho Nacional do Meio Ambiente

OAB

Ordem dos Advogados do Brasil

PGRSS

Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde

RDC

Resolução da diretoria colegiada

RSSS

Resíduos Sólidos dos Serviços de Saúde

IBAMA

Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis

SMA

Secretaria do Meio Ambiente

UNOPAR

Universidade Norte do Paraná

SUMÁRIO

1INTRODUÇÃO

Percebem-se problemas de toda ordem diariamente em várias cidades com relação ao lixo urbano em conseqüência das atividades de consumo irracional do homem retirando da natureza os recursos naturais para atender suas necessidades de consumo infinitas sem levar em consideração que esses recursos são finitos.

Para Lima, Rosimeire Susuki, (2009, p.1): [...] A geração de resíduos aumentou de tal maneira que ultrapassa a capacidade da natureza absorvê-los.

As dimensões dos problemas ambientais estão diretamente relacionadas com a concentração populacional, aumentando em função da quantidade de habitantes em determinadas localidades. Quanto maior a população, maior será a geração per capita desses resíduos urbanos.

Muito se tem discutido, sobre a necessidade urgente de uma mudança de comportamento para buscar a solução para esses problemas.

Para Krawulski, Cristina Célia, (2009, p. 9): [...] Diante de todos os acontecimentos que a sociedade humana tem presenciado, cientistas do mundo inteiro têm afirmado que estamos em meio a uma crise – uma crise ambiental!

Então surge como ferramenta imprescindível para essa mudança de comportamento a educação ambiental para difundir os conhecimentos científicos atuais com objetivo de promover as mudanças necessárias em busca de sustentabilidade.

Para TOZATO, Heloísa de Camargo, (2009, p. 28):

[...] Constata-se, freqüentemente, identificações ou confusões que o homem comum ou estudioso iniciante fazem entre ciência e técnica. Essa ocorrência é devida às expectativas que o público tem em relação às aplicações práticas.

A Educação Ambiental passa por fortes transformações ao longo do tempo, ganhando especial importância na atualidade em virtude da necessidade da sociedade de conscientizar a população e através desse conhecimento adquirido mudar hábitos.

Para atender aos objetivos propostos nesse projeto, abordamos questões importantes como: a educação ambiental e sua correlação com a importância da implantação da coleta seletiva e aplicação do conceito dos 3 Rs (reduzir, reutilizar e reciclar ), além da importância da segregação dos resíduos em sua origem para cuidar bem do lixo e promover maior qualidade de vida e sustentabilidade trazendo benefícios sociais e ambientais.

Segundo a Fundação Estadual do Meio Ambiente, (2008, p. 18):

A geração de resíduos deve ser mantida a níveis mínimos praticáveis de volume, pois além de minimizar os riscos de exposição a agentes perigosos presentes em algumas frações, há redução dos custos para o gerenciamento.

A gestão dos resíduos sólidos torna-se uma das ferramentas mais eficientes para buscar a redução da geração dos mesmos na fonte, para tornar possível a redução dos riscos de contaminação e diminuir os gastos com descarte adequado dos RSSS (Resíduos Sólidos de Serviços de Saúde).

A Clínica de Fisioterapia (CLIFF) presta serviços de atendimento de saúde para pacientes possuidores de necessidades especiais, como reabilitação de pacientes com deficiências físicas, pessoas em tratamentos para recuperação de suas atividades locomotoras sendo: Fisioterapia, Terapia Floral, Terapia Ocupacional, Drenagem Linfática e RPG (Reeducação Postural Global), além de contar também com Acupuntura, para tratamento como dores musculares difusas em pontos dolorosos específicos sob pressão no corpo, tais como: fibromialgia, artrose, artrite e outros.

Observa-se uma crescente preocupação de todos com o excesso de geração de RSSS, pois o volume gerado é um dos grandes problemas enfrentados no sistema de gerenciamento dos resíduos de serviços de saúde.

Segundo (Para Lima, Rosimeire Susuki, 2009, p.114):

[...] A pro atividade na gestão ambiental das empresas é a atitude mais indicada no sentido de atingir um desenvolvimento sustentável, ou seja, a melhor maneira de prevenir é não poluir, conforme Graedel e Allenby (1995, p.318) é: “o uso de materiais, processos, ou práticas que reduzam ou eliminem a quantidade de toxidade de resíduos na fonte de geração através de atividades que promovam modificações nos padrões comportamentais.

A atitude pro ativa dos funcionários da Clínica (CLIFF) torna-se uma ferramenta de extrema importância para reduzir a geração dos RSSS.

Para LUIZ, Leliana Aparecida Casagrande, (2009, p.136):

[...] Todos os esforços recentes de desenvolvimento têm incorporado, de alguma forma, os postulados de sustentabilidade, procurando assegurar a permanência e a continuidade, a médios e longos prazos, dos avanços e melhoria na qualidade de vida, na organização econômica e na conservação do meio ambiente.

A Clínica de Fisioterapia (CLIFF), buscando agir pro ativamente implantou o CCQ – Círculo de Controle de Qualidade, onde os funcionários se reúnem periodicamente para discutir os problemas encontrados no ambiente de trabalho, buscando melhoria contínua no atendimento dos pacientes, sustentabilidade e desenvolvimento profissional.

2 JUSTIFICATIVA

O presente trabalho se faz necessário, em virtude da importância de buscar aplicar os conhecimentos adquiridos no Curso de Tecnólogo em Gestão Ambiental, para redução dos resíduos sólidos gerados na clínica Cliff buscando o equilíbrio entre a sociedade e o meio ambiente, visando alcançar melhoria e recuperação da qualidade ambiental, criando condições que propiciem a diminuição do impacto causado pela atividade humana no meio ambiente, atendendo as necessidades da atual geração sem comprometer o futuro das próximas gerações, oferecendo a condição necessária à vida buscando desenvolvimento sustentável, proteção da dignidade humana, segurança e harmonia entre o ser humano e o meio ambiente.

Observa-se que infelizmente em nossa cidade a maior parte dos resíduos sólidos urbanos gerados descartados inadequadamente diminuindo o tempo de vida útil dos aterros sanitários ou em lixões agravando os problemas ambientais e sociais criando vetores que propiciam a proliferação de insetos e animais peçonhentos pondo em risco a saúde pública. A coleta seletiva torna-se a ferramenta indispensável para mitigar as desigualdades sociais e os desequilíbrios provocados por nossa maneira irracional de consumo dos recursos naturais.

Percebe-se uma crescente urgência da necessidade do uso da coleta seletiva como ferramenta para melhorar as condições ambientais e de habitação de uma população buscando a sustentabilidade para conseguir um meio ambiente ecologicamente equilibrado e essencial à qualidade de vida.

Observam-se através dos meios de comunicação, pessoas trabalhando de maneira precária na catação de garrafas, latas, papel, alumínio, resíduos de construção civil, encontrando até crianças abandonando a infância em busca da sobrevivência. A adoção da coleta seletiva como instrumento para possibilitar o apoio à Associação de Catadores é a ferramenta imprescindível para eliminar a triste realidade de nosso país. Com o uso de uma boa gestão dos resíduos sólidos urbanos, através da melhoria das condições de vida dos catadores, seus filhos terão mais oportunidades de estudar aumentando suas chances de sobrevivência no futuro com mais dignidade e qualidade de vida buscando diminuir o grande abismo existente entre as classes sociais.

OBJETIVO GERAL.

Viabilizar implantação da coleta seletiva na clínica fisioterapia Cliff.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS.

Introduzir um programa de Educação Ambiental para os funcionários e clientes da Clínica (CLIFF) proporcionando a implantação da coleta seletiva.

Oferecer palestras sobre Educação Ambiental.

Introduzir o conceito dos 3 Rs (reduzir, reutilizar e reciclar) como forma de alcançar a sustentabilidade e melhoria na qualidade de vida dos funcionários e clientes da clínica.

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA.

O presente trabalho foi fundamentado a partir de pesquisas em livros da disciplina Gestão de Resíduos Sólidos, do 3º Módulo do Curso de Gestão Ambiental da Universidade do Norte do Paraná (UNOPAR) e o estudo de caso, ou seja, pesquisa de campo na Clínica de Fisioterapia Cliff.

Foram realizadas várias visitas de campo ao local de tratamento e destino final de resíduos sólidos urbanos com o objetivo de conhecer o aterro sanitário para desenvolver o projeto embasando em pesquisas bibliográficas para conseguir coletar e analisar as informações contidas no mesmo.

Fundamentando no crescimento demográfico dos últimos anos, acompanhados e favorecidos por inúmeros avanços tecnológicos propiciando o aumento do consumo dos recursos naturais que são finitos, a sociedade percebe uma crescente necessidade de mudar seus hábitos para possibilitar a gestão e gerenciamento dos resíduos sólidos.

Segundo Para TOZATO, Heloísa de Camargo, (2009, p. 89):

Uma forma de evitar a disseminação de doenças relacionadas aos resíduos sólidos é simplesmente reduzir, reutilizar ou reciclar o lixo.

Ao reduzir o atual consumismo irracional, estaremos contribuindo para o benefício da sociedade, melhorando a qualidade ambiental diminuindo a criação de vetores que propiciam a proliferação de insetos e animais transmissores de doenças. Agindo dessa maneira estaremos colaborando com o bem da saúde pública.

Educação ambiental

Percebe-se que desde os primórdios da humanidade, mesmo nas sociedades mais primitivas ou mesmo entre os animais, a busca pelo alívio da dor e pela cura das doenças que nossa espécie tem retirado da natureza os recursos naturais necessários para sua sobrevivência.

Nota-se com o aumento da população, que a nossa sociedade tornou-se consumista, retirando da natureza os recursos naturais em uma escala e velocidade muito acima da capacidade que a natureza tem de se recuperar.

Percebe-se que somente através da Educação Ambiental, poderemos contribuir para a criação de uma população mais consciente da importância de seu papel envolvendo e participando das questões ambientais, mudando hábitos para a melhoria da qualidade de vida e saúde da população, voltando-se para a valorização do equilíbrio social, econômico e principalmente ambiental buscando os caminhos da sustentabilidade.

(Para os autores, Luiz, Leliana Aparecida Casagrande, Valquíria Gasparotte, Wilson Geidelis Junior, 2009, p.155):

[...] Art.2º A Política Nacional do Meio Ambiente tem por objetivo a preservação, melhoria e a recuperação da qualidade ambiental propícia à vida, visando assegurar no País, condições ao desenvolvimento socioeconômico, aos interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana.

Sabe-se que a maior parte dos problemas de saúde pública está diretamente relacionada com descarte inadequado dos resíduos sólidos urbanos em conseqüência do hábito consumista da população que tem comportamentos individuais e coletivos com elevados índices de desperdício dos recursos naturais.

Observou-se a necessidade de implantar uma política de Educação Ambiental na Clínica (CLIFF) e futuramente expandir essa política envolvendo os moradores do bairro com objetivo de alcançar a colaboração dos mesmos promovendo a melhoria necessária da qualidade de vida limpando as calçadas do bairro melhorando também o aspecto visual das ruas.

DESCARTE ADEQUADO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS

Dispostos de maneira inadequada, esses resíduos inviabilizam o descarte correto dos resíduos urbanos comprometendo o tempo de vida útil do aterro sanitário, além de prejudicar a coletividade refletindo de maneira negativa sobre a saúde dos moradores do bairro e da comunidade ferindo a Lei n.9.605/98 de Crimes Ambientais.

Segundo, BATISTUTE, Jossan (2009, p. 12):

[...] Parágrafo Terceiro: As condutas e atividades consideradas lesivas ao meio ambiente sujeitarão pessoas físicas ou jurídicas, a sanções penais e administrativas, independentemente da obrigação de reparar os danos causados.

Entende-se que causar poluição de qualquer natureza, em níveis que propiciem a criação de vetores atraindo insetos resulta em danos à saúde humana.

RESÍDUOS SÓLIDOS DE SAÚDE

A questão dos resíduos sólidos (RSSS) é mais complexa exigindo maior controle para evitar o descarte inadequado desses resíduos. A clínica (CLIFF) segue as normas do PGRSS (Plano de Gerenciamento de resíduos de Serviços de Saúde) – documento onde estão estabelecidas as diretrizes de manejo dos (RSSS).

O PGRSS deve ser elaborado conforme a ANVISA nº 306/2004, Resolução CONAMA nº 358/2005 e normas do Ministério do Trabalho e emprego.

De acordo com FORATO, Cleverson, (2010, p.5):

[...] A abordagem da implantação de Sistemas de Gestão Ambiental, como opção para conduzir uma organização à melhoria do seu desempenho ambiental, tem sido uma prática cada vez mais adotada por empresas do mundo todo. Essa expansão não se dá apenas com o intuito de mostrar à sociedade o nível de responsabilidade ambiental de cada empresa, mas também como forma de garantir, através de um sistema de gestão baseado em uma norma consolidada e eficaz, um conjunto de diretrizes que possibilitem o contínuo cumprimento dos requisitos legais aplicáveis e dos requisitos de sua política, por meio da gestão dos aspectos ambientais gerados pelas empresas.

A percepção da sociedade a respeito das questões ambientais está favorecendo uma mudança nos sistemas de gestão das empresas exigindo uma boa relação entre as atividades empresariais e o meio ambiente para que a empresa possa garantir sua sobrevivência no mercado.

DISPOSIÇÃO FINAL DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS

Sabe-se que é dever do município buscar alternativas para disposição final correta dos resíduos sólidos urbanos, porém, sem a participação e envolvimento da população, esse procedimento torna-se mais difícil. Através da participação dos funcionários da Clínica (CLIFF) poderemos contribuir para mudança de comportamento dos moradores do bairro promovendo a sustentabilidade e o equilíbrio do meio ambiente.

Para PIRES, Ewerton de Oliveira, (2009. p. 16):

A responsabilidade de coleta e destinação para pequenas quantidades é das prefeituras municipais. No caso de grandes geradores - acima de 50 kg/dia – como shoppings, centros comerciais e condomínios, a responsabilidade pela coleta e envio ao aterro é do gerador.

Cabe ressaltar que o aumento dos resíduos urbanos é uma tendência crescente em proporção direta com o número de habitantes das cidades.

Para DOMINGOS, Thiago Augusto, (2010, p.138):

[...] As relações do homem com o meio ambiente há muito tem chamado a atenção da comunidade científica. Torna-se cada vez mais importante o estudo e manejo adequado das áreas, visando o seu uso racional, minimizando-se os impactos.

Torna-se extremamente importante o estudo de uma área para aplicar os conhecimentos científicos disponíveis em busca do manejo racional para explorar os seus recursos naturais a fim de minimizar ou mitigar os impactos causados pelo homem.

METODOLOGIA

A metodologia utilizada foi à pesquisa bibliográfica e o estudo de caso, ou seja, pesquisa de campo na Clínica de Fisioterapia Cliff na primeira semana de estágio onde foram observados os consumos de materiais descartáveis utilizados, em seguida tomadas ações corretivas para serem implantadas buscando a redução dos mesmos evitando o consumo desnecessário desses produtos com o objetivo de diminuir a quantidade de resíduo sólido gerado. Em seguida foi realizada uma revisão bibliográfica em artigos científicos, livro do curso de Gestão Ambiental para elaborar palestras educativas a respeito das questões ambientais na clínica de fisioterapia Cliff.

Área de estudo

A clínica de fisioterapia Cliff localiza-se no centro de Pirapora MG. Entre as Ruas Teófilo Barbosa número 364, e Presidente Kennedy, possuindo uma área de 110 m2 tendo cinco salas para atendimento diferenciado entre adultos e crianças. A clínica conta com dois banheiros e uma área de serviço utilizada para serviços de limpeza. A clínica conta com várias lixeiras dispostas ordenadamente de maneira que facilite o acondicionamento dos resíduos sólidos gerados.

A clínica presta serviços de atendimento de saúde para pacientes portadores de necessidades especiais como reabilitação de pessoas com deficiências físicas, pessoas em tratamento cirúrgico ortopédico que precisam de recuperação de suas atividades locomotoras.

Atividades desenvolvidas

Foi encaminhado para as Secretarias Municipais do Meio Ambiente e de Educação de Pirapora MG, solicitação de parceria para ministrar palestras sobre Educação Ambiental na referida clínica.

Foi encaminhado a OAB (Ordem dos advogados do Brasil) em Pirapora o convite para que um advogado ministre palestras sobre Direito Ambiental aos funcionários e clientes da CLIFF.

A clínica CLIFF foi atendida nas solicitações acima citadas e nos dias agendados aconteceram palestras para clientes e funcionários tendo a participação da comunidade local no sentido de buscarem mudanças imediatas de comportamento em relação ao meio ambiente.

Foram apresentadas palestras sobre Educação Ambiental destacando a importância da aplicação dos 3 Rs e sobre a segregação dos resíduos sólidos urbanos na origem.

Foram apresentadas palestras sobre Educação Ambiental para aguçar a percepção dos pacientes sobre as questões relativas ao meio ambiente e conhecimento da população local a respeito da infra-estrutura da área sobre os problemas em relação à coleta seletiva e seus benefícios para a população.

Cabe lembrar que no município existe a coleta seletiva implantada, porém observou-se que nem todos os moradores do bairro separam o lixo em suas residências para facilitar a coleta seletiva.

Durante a segunda etapa do estágio, foi implantado o Sistema de Segregação de Resíduos Sólidos no período de 16/08/2010 a 27/08/2010 para os pacientes e funcionários da Clínica (CLIFF) ministrando palestras sobre Educação Ambiental extensivos aos moradores vizinhos buscando difundir os conhecimentos sobre as questões ambientais e sua correlação com a coleta seletiva.

Foram realizados programas de conscientização e divulgação sobre a importância da participação dos moradores na segregação dos resíduos sólidos em sua residência para possibilitar a coleta seletiva no município para os moradores locais.

Foram ministradas palestras sobre Educação Ambiental para a população destacando a importância do planejamento para a ocupação das áreas com infra-estrutura adequada, incentivando a participação da sociedade na fiscalização e destino correto dos resíduos sólidos urbanos do nosso município, buscando melhoria da qualidade de vida da população.

Foram divulgadas em escolas e através dos meios de comunicação, datas dos eventos de Educação Ambiental, como reduzirem o consumismo, como reutilizar e reciclar, além de informar como cada cidadão pode fazer a sua parte para participar da coleta seletiva.

Foram fixados em locais movimentados cartazes e faixas sobre a coleta seletiva: praças, escolas, hotéis, igrejas, estabelecimentos comerciais, nas ruas e nas principais rodovias de acesso ao município divulgando melhor o programa da coleta seletiva.

RESULTADO DE DISCUSSÃO

Percebe-se que o envolvimento da população na coleta seletiva melhorou. Com o aproveitamento dos materiais recicláveis agregando valores aos mesmos além de obter melhoria das condições de saúde pública no município diminuindo a criação de vetores que favorecem a proliferação de insetos que trazem doenças.

Foram estabelecidas medidas para reduzir o consumo de água através da substituição das torneiras convencionais utilizadas por outras mais modernas de pressão. Medida simples que reduziu o consumo do volume de água de 30 m3 na primeira semana para 18 m3 de água em relação a segunda semana, correspondendo mais de 60% do consumo semanal.

Observou-se que muitas vezes os clientes deixavam as torneiras escorrendo água desperdiçando muitos litros por dia.

Quanto ao transporte utilizado para buscar os pacientes da clínica, percebeu-se através de discussões entre os profissionais de saúde nas reuniões do grupo de CCQ (Círculo de Controle de Qualidade) que o veículo transitava sem planejamento de sua rota aumentando o consumo de combustível. Foram tomadas medidas para resguardar os devidos cuidados de segurança e constatou-se que era necessário traçar uma rota agendando o transporte dos pacientes que residiam mais próximos uns dos outros. Através desse procedimento observou-se que houve uma economia de 53,33% de combustível, caindo o consumo de 15 para 8 litros de combustível por semana.

Usava-se 7 sacos plásticos médios descartáveis por semana, através de análise verificou-se que usando sacos maiores , os mesmos atenderiam as necessidades da clínica para descartar os resíduos sólidos. Com a implantação desse procedimento notou-se uma economia significativa de 42,85% do consumo diminuindo de 7 sacos descartáveis para 3 sacos por semana.

Constatou-se também que a clínica oferecia frascos de sabonete líquido para atender a demanda dos funcionários e pacientes. Notou-se que alguns pacientes desperdiçavam o sabonete ao abrir os frascos deixando-o derramar na pia e no chão devido a falta de um dosador. Foram implantados pequenos dosadores de maneira que reduziu o consumo de 5 para 2 frascos por semana com uma economia de 40%.

Com a substituição de uma impressora mais antiga por outra mais moderna usando apenas cartuchos preto e branco para imprimir os documentos usados no decorrer do dia, houve uma queda significativa nos gastos de 3 cartuchos para 1 por semana representando uma economia de 33,33%.

Percebeu-se também um elevado consumo de álcool pelos funcionários que durante o intervalo entre atendimento dos pacientes higienizavam as mãos com álcool etílico que evaporava mais rápido do que o álcool em gel. Optou-se pela substituição do álcool etílico por gel. Com essa simples medida, alcançou-se uma economia satisfatória de 2 litros para 1frasco em gel representando uma queda de consumo na ordem de 50%.

Observaram-se várias mudanças de comportamento entre os pacientes, funcionários da clínica (CLIFF) e moradores locais criando um efeito multiplicador dos conhecimentos, inclusive nos aspectos sociais e obtendo melhoria significativa de atitude em relação ao meio ambiente, sendo constatada a redução do volume dos resíduos sólidos que antes eram dispostos no aterro sanitário tornando mais sustentável a gestão dos mesmos.

O Gerenciamento dos RSSS da Clínica segue as normas da (ANVISA) Agência Nacional de Vigilância Sanitária, através da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) Nº306/044, e o (CONAMA) Conselho Nacional do Meio Ambiente. A Resolução nº358/055 define as diretrizes sobre o gerenciamento dos RSSS com o objetivo da preservação da saúde pública e do meio ambiente.

As agulhas utilizadas nas sessões de Acupuntura são descartadas devidamente acondicionadas em uma caixa de papelão própria para receber e descartar adequadamente os materiais pérfuro-cortante denominada Descarpack seguindo uma decisão de uma ação conjunta entre as entidades de Saúde Privadas e a Prefeitura Municipal de Pirapora-MG que definiram que as instituições de saúde descentralizadas pelo armazenamento e descarte adequado dos RSSS produzidos pela entidade. Esses recipientes são encaminhados para as farmácias credenciadas para recebê-los. As farmácias transportam esses recipientes até o Hospital Municipal – Fundação Dr. Moisés Magalhães Freire que é responsável pelo transporte final para o Aterro Sanitário Municipal.

As tabelas e gráficos anexos possibilitam a comparação dos dados e revelam os resultados obtidos após a implantação das medidas.

MATERIAL UTILIZADO

PRIMEIRA SEMANA

SEGUNDA SEMANA

ÁGUA

30 M3 Água

18 M3 Água

COMBUSTÍVEL

15 LITROS

8 LITROS

SACO PLÁSTICO DESCARTÁVEL

7 SACOS MÉDIOS

3 SACOS MAIORES

SABONETE LÍQUIDO

5 FRASCOS

2 FRASCOS

CARTUCHO DE TINTA COLORIDO

3 CARTUCHOS COLORIDOS

1 CARTUCHO PRETO

ÁLCOOL

2 LITROS ÁLCOOL ETÍLICO HIDRATADO

1 LITRO GEL

Tabela 1. Comparação da utilização de materiais entre a 1ª e a 2ª semana.

Redução da utilização de materiais

Absoluta

%

Água (M3)

30

60

Combustível

15

53,33

Saco plástico

7

42,85

Sabonete líquido

5

40

Cartucho de tinta

3

33,33

Álcool

2

50

Tabela2. Redução da utilização de materiais em números absolutos e em porcentagem.

Gráfico 1. Comparação da utilização de materiais entre a 1ª e a 2ª semana.

Gráfico 2. Redução da utilização de materiais em números absolutos e em porcentagem.

Houve satisfação ao perceber que o resultado alcançado foi além do esperado, entre os que não realizavam a segregação dos resíduos em suas residências antes das palestras sobre educação ambiental e sua correlação com a coleta seletiva. A implantação da coleta seletiva na clínica (CLIFF) melhorou de maneira significativa a qualidade de vida dos catadores do município de Pirapora, além de ajudar na melhoria da saúde pública de maneira geral, em virtude da mudança de comportamento dos pacientes, funcionários e vizinhos que criaram o hábito de separar os resíduos sólidos na fonte geradora eliminando o contato direto dos catadores com materiais recicláveis contaminados, uma vez que os mesmos eram descartados de maneira incorreta. Ao armazenar os mesmos juntos, os catadores se viam obrigados ao contato direto para separar o lixo orgânico do lixo inorgânico.

Observou-se diante dessa realidade que a relação saúde e meio ambiente começa a ser tratada também dentro das discussões nas reuniões entre funcionários e vizinhos da clínica (CLIFF) sobre saúde pública e qualidade de vida.

Para TOZATO, Heloísa de Camargo, (2009, p. 3):

[...] Embora estejam claras as relações entre a saúde e meio ambiente, especialmente no que se referem às questões sociais, assuntos relacionados ao modelo de desenvolvimento econômico permanecem fora dos holofotes dos estudos acadêmicos e ações governamentais.

As discussões sobre a correlação entre a saúde pública e o meio ambiente deveriam ser uma estratégia para buscar o desenvolvimento econômico sustentável e diminuir as desigualdades sociais que criam um abismo entre as classes sociais no município e no país.

Através de reuniões na Clínica Cliff do Grupo de CCQ (Círculo de Controle de Qualidade), em pouco espaço de tempo já se pode constatar a redução do volume de resíduos sólidos descartados evidenciando uma mudança positiva de comportamento dos participantes que demonstraram interesse em divulgar os conhecimentos adquiridos para criar um efeito multiplicador buscando melhoria da qualidade ambiental e de saúde pública do município.

Também foi observado um maior interesse da comunidade sobre a questão ambiental, assim como sobre a importância da preservação do meio ambiente para oferecer melhor qualidade de vida para as próximas gerações.

  1. CONSIDERAÇÕES FINAIS

Mesmo com as dificuldades encontradas em todo processo de mudança de hábitos de uma determinada comunidade, pode-se considerar que o atual projeto está alcançando seus objetivos propostos através da Educação Ambiental que vem envolvendo e estimulando a população a mudar hábitos.

Com a participação da população na coleta seletiva, consegue-se uma cidade mais limpa, constituindo alternativa sustentável e racional para a redução de impacto ambiental negativo, causado pelo descarte inadequado dos resíduos urbanos. Tornando a coleta seletiva eficiente, promove-se melhor aproveitamento dos materiais recicláveis agregando valor aos mesmos melhorando a qualidade de vida dos catadores de materiais recicláveis realizando inclusão social.

Cabe ressaltar que o bairro e a cidade encontram-se mais limpa, e menos resíduos sólidos urbanos estão sendo descartados inadequadamente no meio ambiente, aumentando dessa maneira o tempo de vida útil do aterro sanitário, além de reduzir o consumo e o desperdício dos recursos naturais e, sobretudo, vem ocorrendo mudanças importantes de comportamento da população em benefício ao meio ambiente.

8 REFERÊNCIAS

Brasil. Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) nº 306 de 2004. Dispõe sobre o Regulamento Técnico para o Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde. Diário Oficial da União 2004; 10 dez.

Brasil. Resolução nº 358/055 de 2005. Dispõe sobre o tratamento e a disposição final dos resíduos dos serviços de saúde e dá outras providências. Diário Oficial da União 2005; 29 de abr.

DOMINGOS, Thiago Augusto

Geologia e geomorfologia ambiental: gestão ambiental V /

Thiago Augusto Domingos. – São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2010.

FORATO, Cleverson

Auditoria de certificação ambiental: gestão ambiental V / Cleverson

Forato. – São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2010.

Fundação Estadual do Meio Ambiente

Manual de gerenciamento de resíduos de serviços de saúde / Fundação Estadual do Meio Ambiente. – Belo Horizonte: Feam,2008.

LIMA, Rosimeire Susuki

Gestão de resíduos sólidos: gestão ambiental / Rosimeire Susuki Lima. –

São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2009.

BATISTUTE, Jossan e SPAGOLLA, Vanya Senegalia Morete. Legislação e direito ambiental: gestão ambiental. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2009.

LUIZ, Leliana Aparecida Casagrande

Economia e responsabilidade socioambiental: gestão ambiental

Leliana Aparecida Casagrande Luiz, Valquíria Gasparotte, Wilson Geidelis Junior.

- São Paulo: Pearson Prentice hall, 2009.

PIRES, Ewerton de Oliveira

Poluição do solo, atmosfera e águas continentais: gestão ambiental /

Ewerton de Oliveira Pires. –

São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2009.

TOZATO, Heloísa de Camargo

Metodologia e prática da pesquisa em ciências ambientais: gestão ambiental /

Heloísa de Camargo Tozato. – São Paulo: Pearson Prentice Hall. 2009.

KRAWULSKI, Cristina Célia Introdução ambiental: gestão ambiental /

Cristina Célia Krawulski.:

São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2009.

ANEXOS

Figura 1 Cínica CLIFF.

Fonte: Área fotografada em 06 de janeiro de 2011.

Figura 2 Acupuntura

Fonte: Área fotografada em 06 de janeiro de 2011.

Figura 3 Acondicionamento de resíduos sólidos de saúde.

Fonte: Área fotografada em 06 de janeiro de 2011.

Figura 4 Agulhas usadas para acupuntura.

Fonte: Fotografia 06 de janeiro de 2011.

Figura 5 Sala de atendimento de pacientes.

Fonte: Área fotografada em 06 de janeiro de 2011.

Figura 6 Copos descartáveis.

Fonte: Área fotografada em 06 de janeiro de 2011.

Figura 2 Recipientes para a coleta seletiva.

Fonte: Área fotografada em 6 de Janeiro de 2011.

Comentários