Araucaria angustifolia

Araucaria angustifolia

TAXONOMIA

CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS

HÁBITO

  • O gênero Araucária L. Jussieu compreende dezenove espécies de ocorrências restritas ao hemisfério sul; árvore nativa brasileira, qual está inserida no domínio da Mata Atlântica, classificada como Floresta Ombrófila Mista, também conhecida como floresta de pinheiros, pinhais, mata de araucária, entre outras denominações.

  • Trata-se de uma típica conífera brasileira.

TRONCO

  • Árvore grande e perenifólia, de tronco reto e quase cilíndrico, com altura variando entre 10m e 35m, fuste com até 20m ou mais e, diâmetro à altura do peito acima de 50cm, quando adulta, alcançando melhor desenvolvimento a partir dos 30 anos de idade. Possui casca grossa (até 10 cm de espessura), de cor marrom-arroxeada, persistente, áspera e rugosa.

FLORES

  • É planta dióica, suas flores, masculinas e femininas, nascem separadas, em árvores diferentes.Possui inflorescências (chamadas estróbilos) somente masculinas ou somente femininas. A pinha da araucária, ou estróbilo feminino, na maturidade, se desmancha soltando os pinhões e as escamas murchas.

RAMIFICAÇÃO

  • O tronco ergue-se reto, sem nenhum desvio e se ramifica apenas no topo, formando a peculiar copa: os ramos desenvolvem-se horizontalmente, com as pontas curvadas para cima; superpostos uns aos outros, formam vários andares.

FOLHAS

  • Ramificando em pseudo-verticilos, com acículas simples, alternas, espiraladas, lineares a lanceoladas, coriáceas, podendo chegar a 6 cm de comprimento por 1 cm de largura.

FRUTOS

  • Os pseudofrutos ficam agrupados na pinha que, quando madura, chega a pesar até 5kg. Cada quilograma contém cerca de 150 sementes, que perdem a viabilidade gradualmente em 120 dias.

  • Os pinhões são ricos em reservas energéticas (57% de amido) e em aminoácidos.

SEMENTES

  • O óvulo nasce na axila de um megasporófilo, que é protegido por uma folha modificada a escama de cobertura. Esta acaba envolvendo e protegendo o óvulo fecundado, constituindo o que se conhece como "pinhão".

VETORES DE POLINIZAÇÃO E DISPERSÃO

  • A polinização é predominantemente anemocórica (pelo vento) e dois anos após esse evento, as pinhas amadurecem.

  • Iniciado a produção de sementes, a árvore produz em média 40 pinhas por ano ao longo de toda sua vida (mais de 200 anos).

HABITAT E ECOLOGIA

  • O pinheiro-do-paraná, quanto ao grupo sucessional, é uma espécie pioneira e heliófila, que se estende sobre os campos, formando novos capoeirões, mas sendo beneficiada por leve sombreamento na fase de germinação e crescimento até 2 anos Considerando os aspectos fitossociológicos, a A. angustifolia apresenta regeneração fraca. Mesmo sendo uma espécie exclusiva da Floresta Ombrófila Mista, o pinheiro-do-paraná ocorre em áreas de tensão ecológica com a Floresta Estacional Semidecidual e Floresta Ombrófila Densa, bem como em refúgios na Serra do Mar e Serra da Mantiqueira. No decorrer dos períodos geológicos, a A. angustifolia apresentou dispersão geográfica bastante diversa da atual, pois foram encontrados fósseis no Nordeste brasileiro.

Comentários