Biofísica da contração muscular

Biofísica da contração muscular

(Parte 1 de 5)

Biofísica Contração Muscular

Junção Neuromuscular

Túbulos T

Fonte: Purvesetal., Vida A ciência da Biologia. 6a. Ed. Artmededitora, 2002 (pg. 838).

1.O potencial de ação viaja axônio abaixo 2.Os canais de Ca2+dependentes de voltagem abrem-se 3.Exocitosede ACh 4.Difusão de AChna fenda sináptica 5.AChliga-se ao receptor 6.Abertura dos canais de Na+ (entrada) e K+ (saída) 7.Aumento da probabilidade de início de um potencial de ação 8.O potencial de ação viaja ao longo da membrana 9.O potencial de ação entra no retículo sarcoplasmático 10.O potencial de ação abre os canais de Ca2+ dependentes de voltagem 1.Os íons de Ca2+ ligam-se aos filamentos, causando contração

Resumoda Contração Muscular

1.O PA causa a rápida liberação do íon Ca2+no interior da célula 2.O íon Ca2+liga-se àtroponina 3.A troponinapassa por uma mudança conformacional 4.Tal mudança movimenta a tropomiosinapara fora da área de encaixe da miosina 5.Hidrólise do ATP (pela a ATPaseda miosina), o que permite a formação do complexo actina-miosina 6.A ligação da miosina com a actina 7.Os filamentos de actinadeslizam sobre a miosina 8.Uma nova molécula de ATP permite a quebra do complexo actina-miosina. A nova molécula de ATP sofre hidrólise. O processo continua atéque não haja mais Ca2+

Como Funciona a Contração ?

Como Funciona a Contração ?

1.Degradação da acetilcolina 2. Canais iônicos fecham-se 3. Repolarizaçãoda membrana 4. Diminuição da permeabilidade do retículo sarcoplasmático(rs) aos íons de Ca2+

5. Os íons de Ca2+são bombeados de volta ao rs (processo lento com consumo de ATP)

6. Os íons de Ca2+são retirados das moléculas de troponinaC, que volta a conformação original

7. A tropomiosinaretorna a cobrir a região do encaixe da actina 8. Quebram-se os complexos miosina-actina

9. O complexo miosina-ATPse reconstitui nas cabeças de miosina, pronto para um novo potencial de ação

Biofísica Cardiovascular

Biofísica Cardiovascular TIPOS DE MÚSCULOS

Biofísica Cardiovascular Fibras musculares cardíacas

O termo fibra aplica-se a células individuais bem como a cadeia de células. Formam treliças de células estriadas com miofibrilas de actinae miosina, semelhante ao músculo esquelético.

Biofísica Cardiovascular

Biofísica Cardiovascular

Éa unidade básica da estrutura contrátil do músculo, composto por estriaçõesalternadas denominadas bandas A e bandas I. Cada sarcômero écomposto por um arranjo de filamentos finos e grossos. Os filamentos finos são compostos por moléculas de actinae os grossos, por moléculas de miosina.

Banda A: Composta por filamentos grossos de miosina e filamentos finos de actina; Banda I: Composta apenas por filamentos finos de actina; Zona H: Composta apenas por filamentos grossos de miosina.

Biofísica Cardiovascular SARCÔMERO

Biofísica Cardiovascular

Biofísica Cardiovascular

As quatro proteínas contrácteis extraídas das miofibrilas cardíacas são: actina, miosina, tropomiosinae troponina.

Proteínas Contrácteis

Biofísica Cardiovascular

Biofísica Cardiovascular Biofísica Cardiovascular

Biofísica Cardiovascular

Diferença entre musculatura cardíaca e musculatura esquelética

-estímulo não se propaga -depende de estímulos externos (neu. motor) -canais de cálcio rápidos

-estímulo se propaga célulacélula -estimula a si próprio (NSA e NAV) -canais de cálcio lentos

Musculatura esqueléticaMusculatura cardíaca

Biofísica Cardiovascular Potencial de membrana de uma célula cardíaca

Biofísica Cardiovascular

Diminuição espontânea k+ éresponsável pela despolarização espontânea das céluasmarcapasso

Biofísica Cardiovascular

Pausa entre a contração atriale a ventricular é conseqüência da condução lenta dos potenciais de ação através do NAV. As células do NAV são a única passagem entre os átrios e os ventrículos, pois os átrios e os ventrículos são separados por uma camada de tecido conjuntivo que por sua vez não conduzem PAE.

Sistema especializado de condução do coração

Biofísica Cardiovascular

PAE (sentido único) –NSA –NAV (marca-passo auxiliar) –feixe de His(seus ramos) conduzem PAE 3X mais rápido que nas células atriais–ramificam rede de fibras de Purkinje–conduzem PAE ao longo do interior das paredes de ambos ventrículos.

Biofísica Cardiovascular Atividade elétrica da célula

Biofísica Cardiovascular

Propriedades do músculo cardíaco Excitabilidade

Potencial LimiarPotencial Limiar --70 a 70 a --65mV65mV

Lei do Lei do ““Tudo ou NadaTudo ou Nada””

Biofísica Cardiovascular

Propriedades do músculo cardíaco Automaticidade

Biofísica Cardiovascular

(Parte 1 de 5)

Comentários