A Trajetória dos Cursos de Graduação na Saúde

A Trajetória dos Cursos de Graduação na Saúde

(Parte 1 de 8)

NA SAÚDE 1991-2004

PRESIDENTE DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Luiz Inácio Lula da Silva

MINISTRO DA EDUCAÇÃO Fernando Haddad

MINISTRO DA SAÚDE José Saraiva Felipe

SECRETÁRIO EXECUTIVO DO MEC Jairo Jorge

SECRETÁRIO EXECUTIVO DO MS José Agenor Álvares da Silva

SECRETÁRIO DE GESTÃO DO TRABALHO E DA EDUCAÇÃO NA SAÚDE (SGTES) Francisco Eduardo de Campos

PRESIDENTE DO INSITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANISIO TEIXEIRA Reynaldo Fernandes

DIRETOR DE GESTÃO E PLANEJAMENTO Paulo Mauger

DIRETORA DE TRATAMENTO E DISSEMINAÇÃO DE INFORMAÇÕES EDUCACIONAIS Oroslinda Taranto Goulart

DIRETORA DE ESTATÍSTICA DA EDUCAÇÃO BÁSICA Maria Inês Pestana

DIRETORA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA EM EXERCÍCIO Luiza Massae Uema

DIRETOR DE AVALIAÇÃO PARA CERTIFICAÇÃO DAS COMPETÊNCIAS Ataide Alves

DIRETOR DE ESTATÍSTICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR Dilvo Ristoff

Brasília DF Abril 2006

Amir Limana (Deaes/Inep/MEC) Ana Estela Haddad (DEGES/SGTES/MS) Ana Maria Iório Dias (ForGRAD) Célia Regina Pierantoni (DEGES/SGTES/MS) Dilvo Ristoff (Deaes/Inep/MEC) Iara de Xavier (Deaes/Inep/MEC) Jaime Giolo (Deaes/Inep/MEC) Tânia França (IMS/UERJ)

Denise Maria Sousa de Mello (ForGRAD/Saúde) Éfrem de Aguiar Maranhão (UFPE) Eleuda Coelho de Oliveira (Deaes/Inep/MEC) Fernando Antonio Menezes da Silva (UFRR) Fátima Scarparo Cunha (CTA/Inep/MEC) Karla Tadeu Duarte de Oliveira (Deaes/Inep/MEC) Laura Bernardes da Silva (Deaes/Inep/MEC) Lena Cavalcanti Falcão (Deaes/Inep/MEC) Maria Celeste Morita (UEL) Marcos Ribeiro Ferreira (UFSC) Odete Messa Torres (DEGES/SGTES/MS) Palmira Sevegnani de Freitas (Deaes/Inep/MEC) Rosimeira Maria Peres Andrade (DEGES/SGTES/MS) Teresa Maria Passarella (DEGES/SGTES/MS)

Ana Estela Haddad (DEGES/SGTES/MS) Célia Regina Pierantoni (DEGES/SGTES/MS) Dilvo Ristoff (Deaes/Inep/MEC) Iara de Moraes Xavier (Deaes/Inep/MEC) Jaime Giolo (Deaes/Inep/MEC) Laura Bernardes da Silva (Deaes/Inep/MEC)

TIRAGEM 2.0 exemplares

EDITORIA Inep/MEC – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Esplanada dos Ministérios, Bloco L, Anexo 1, 4º Andar, Sala 418 CEP: 70047-900 – Brasília - DF – Brasil Fones: (61) 2104-8438, (61) 2104-8042 Fax: (61) 2104-9441 editora@Inep.gov.br

DISTRIBUIÇÃO Inep/MEC – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Esplanada dos Ministérios, Bloco L, Anexo 2, 4º Andar, Sala 414 CEP: 70047-900 – Brasília - DF – Brasil Fones: (61) 2104-9509 Fax: (61) 2104-9441 publicacoes@Inep.gov.br http://www.Inep.gov.br/pesquisa/publicacoes

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

A trajetória dos cursos de graduação na área da saúde: 1991-2004 / Organizadores: Ana Estela Haddad[et

al.]. – Brasília : Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2006. 15 v. : il. tab.

ISBN 85-86260-12-6 (Obra Completa)

Também em CD-ROM. Conteúdo: Biomedicina ; Ciências biológicas ; Educação física ; Enfermagem ; Farmácia ; Fisioterapia

; Fonoaudiologia ; Medicina ; Medicina veterinária ; Nutrição ; Odontologia ; Psicologia ; Serviço social ; Terapia ocupacional.

1. Educação superior. 2. Saúde. 3. Recursos humanos. 4. Formação profissional. I. Haddad, Ana Estela.

I. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. I. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. CDU 378:61

ISBN 85-86260-13-4

Em consonância com os preceitos legais, compete ao

Ministério da Educação, dentre outras ações, defi nir as políticas de formação da educação superior, regular as condições de sua oferta e avaliar a qualidade dessa formação; e, ao Ministério da Saúde, dentre outras ações, ordenar a formação de recursos humanos na área da saúde. Entretanto, por muito tempo, houve dissociação entre formação de profi ssionais de saúde de nível superior e necessidades de recursos humanos para o Sistema Único de Saúde – SUS. Em alguma medida, esse fenômeno vinha ocorrendo devido a uma tímida articulação entre os dois ministérios. Essa situação está sendo substancialmente alterada no atual governo, que vem estabelecendo uma política articulada de educação na saúde, desde a educação básica, passando pelo ensino técnico profi ssional, graduação e pós-graduação lato e stricto sensu, institucionalizada pela Portaria Interministerial nº 2.118 de 3 de novembro de 2005. Essa portaria institui a cooperação técnica entre os Ministérios da Educação e da Saúde, para a formação e desenvolvimento de profi ssionais nessa área.

Atualmente, um amplo movimento nacional e internacional agrega ao investimento em infra-estrutura e tecnologia – considerado sinônimo de desenvolvimento da atenção à saúde, em décadas anteriores – a importância fundamental da formação dos profi ssionais da saúde na qualidade do atendimento e na consolidação do sistema de saúde.

Neste ano de 2006, em que a Organização Mundial da

Saúde elegeu para o Dia Mundial da Saúde o tema Recursos Humanos, temos a satisfação de apresentar esta publicação, iniciativa conjunta dos Ministérios da Educação e da Saúde, que traz um panorama atualizado sobre a trajetória das 14 áreas da saúde, bem como o perfi l e a distribuição dos ingressantes e concluintes dos cursos dessas áreas.

FERNANDO HADDAD Ministro da Educação SARAIVA FELIPE Ministro da Saúde

APRESENTAÇÃO07
INTRODUÇÃO15
BIOMEDICINA21
Histórico2
Resolução no 2, de 18 de fevereiro de 200325
Situação atual dos cursos de Biomedicina32
Regulamentação da Biomedicina no Brasil46
Tendências e perspectivas49
Referência bibliográfica50
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS51
Histórico do curso52
do Brasil 1991 – 200457

Evolução do número de cursos de graduação presenciais de Ciências Biológicas, segundo a categoria administrativa e regiões geográficas

administrativa e por regiões geo grá ficas no Brasil, 1991 – 200464

Evolução de vagas oferecidas por processos seletivos dos cursos de graduação presenciais de Ciências Biológicas, segundo a categoria

administrativa e regiões geográficas do Brasil, 1991 – 20046

Evolução de candidatos inscritos por processos seletivos nos cursos de graduação presenciais de Ciências Biológicas, segundo a categoria

administrativa e regiões geográficas do Brasil, 1991 – 200468

Evolução de ingressos por processos seletivos nos cursos de graduação presenciais de Ciências Biológicas, segundo categoria

geográficas do Brasil, 1991 – 200469

Evolução de ingressos nos cursos de graduação presenciais de Ciências Biológicas, segundo categoria administrativa e regiões

geográficas do Brasil, 1991 – 200471

Evolução de concluintes dos cursos de graduação presenciais de Ciências Biológicas, segundo categoria administrativa e regiões Síntese dos aspectos analisados no período de 1991 a 2004 ..................76

Referência bibliográfica86
EDUCAÇÃO FÍSICA87
Introdução8
origens e atualidade89
Tendências da oferta de cursos e as vagas disponíveis96
A demanda por cursos de Educação Física112
Perfil dos estudantes de Educação Física131
Tendências, perspectivas e desafios137
Referência bibliográfica138
ENFERMAGEM141
Introdução142
Trajetória da educação em Enfermagem no Brasil142
Tendências dos cursos de graduação em Enfermagem no Brasil145
Perfil do estudante de Enfermagem – ENADE-2004153
Perspectivas e desafios162
Referência bibliográfica167
FARMÁCIA169
Introdução170
Breve histórico da farmácia brasileira170

Retrospectiva histórica da formação profissional em Educação Física:

análise e inferência dos dados176

Censo da educação para o curso de Farmácia – apresentação,

estudantes – ENADE, 2004183
Tendências e perspectivas197
Referência bibliográfica199
FISIOTERAPIA201
Trajetória histórica e evolução da Fisioterapia no Brasil202
Fisioterapia209

Evolução das Diretrizes Curriculares Nacionais para a graduação em

no Brasil214
Perfil socioeconômico do estudante de Fisioterapia no Brasil229
Perspectivas238
Referência bibliográfica240
FONOAUDIOLOGIA243
Aspectos históricos da Fonoaudiologia no Brasil244

Trajetória e evolução dos cursos de graduação em Fisioterapia

Fonoaudiologia no Brasil247
Demanda para os cursos de Fonoaudiologia no Brasil253

Tendências da oferta de cursos e vagas disponíveis para a

o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes – ENADE257
Desempenho dos estudantes de Fonoau dio lo gia no ENADE269
Desafios, tendências e perspectivas para a Fonoaudiologia no Brasil272
Referência bibliográfica274
MEDICINA277
Introdução278
Evolução do ensino médico no Brasil e expansão dos cursos281
A evolução da relação candidato/vaga por categoria administrativa284
O perfil do estudante do curso médico287
O perfil dos estudantes segundo o Censo da Educação Superior287
O perfil dos estudantes segundo o ENADE-2004290

Perfil dos estudantes dos cursos de Fonoaudiologia que realizaram

considerados para o processo de aprendizagem299
Tendências, perspectivas e desafios304

Hábitos e características dos estudantes que devem ser Referência bibliográfica .............................................................................306

Síntese histórica da Medicina Veterinária312
Expansão do ensino de Medicina Veterinária315
Perfil socioeconômico dos estudantes331
Tendências contemporâneas da Medicina Veterinária347
Referência bibliográfica350
NUTRIÇÃO351
Introdução352
Breve histórico da profissão de nutricionista no Brasil352
Evolução dos cursos de Nutrição no brasil de 1991 a 2004357
A transição nutricional no Brasil367
ENADE 2004. Perfil do aluno de graduação em Nutrição370
Perspectivas375
Referências377
ODONTOLOGIA381
Introdução382
Políticas para o ensino de Odontologia382
A formação em Odontologia de 1991 a 2004386
matriculados, candidatos e concluintes387
Distribuição dos cursos de Odontologia nas regiões brasileiras395
Distribuição de dentistas no Brasil, por região e UF399
Perfil do aluno ingressante e concluinte de odontologia400
Formando para uma nova realidade403
Formação para o Sistema Único de Saúde – SUS406
A busca do equilíbrio407
Referência bibliográfica408

Cursos de graduação em Odontologia: vagas ofertadas, ingressantes, Referência bibliográfica complementar .....................................................408

Introdução412
A trajetória da Psicologia como ciência e profissão414
Análise das tendências dos cursos, 1991 – 2004427
Os dados gerais do censo do Ensino Superior de 2004427
Os cursos de Psicologia no Brasil de 1991 a 2004427
Tendências, desafios e compromissos446
Referências bibliográficas450
SERVIÇO SOCIAL E ORIENTAÇÃO455
no Brasil456
Social no Brasil461
A demanda para os cursos de Serviço Social no Brasil471
Características do estudante dos cursos de Serviço Social no Brasil480
Desafios, tendências e perspectivas483
Referência bibliográfica485
TERAPIA OCUPACIONAL489
Origem e história do ensino de Terapia Ocupacional no Brasil490

Tendências da oferta de cursos e vagas disponíveis para o Serviço

(Parte 1 de 8)

Comentários