Terreno Representação Planimetria - Altimetria

Terreno Representação Planimetria - Altimetria

(Parte 2 de 2)

Determinados todos os pontos de passagem das curvas de nível, no perímetro, procede-se à determinação dos pontos de passagem no interior da área levantada. Por exemplo, no exemplo apresentado, foram considerados os alinhamentos 0-a, a-b, a-c, b-c, 2-b e b-1.

Quanto maior for o número de alinhamentos utilizados, melhor a representação do relevo, considerando, é claro, a hipótese de declividade regular para o terreno estudado. Na situação de um terreno muito irregular, recomenda-se levantar o maior número de minúcias (detalhes) durante as operações topográficas de campo.

Figura 15: Relevo através das curvas de nível

Marcados todos os pontos de passagem das curvas inteiras, na planta, o próximo passo será ligar aqueles de mesma cota/altitude. Ter-se-á o desenho com as suas curvas de nível, mostrando todos os acidentes do terreno (elevações e depressões). A figura 15 ilustra o exemplo apresentado, já com as curvas de nível traçadas.

Outro exemplo de obtenção e traçado das curvas de nível é ilustrado na figura 16.

Figura 16: Curvas de nível obtidas a partir da interpolação Figura 16: Curvas de nível obtidas a partir da interpolação

(Parte 2 de 2)

Comentários