Apostila métodos e técnicas de pesquisa

Apostila métodos e técnicas de pesquisa

(Parte 1 de 4)

Programa CIEE de Educação a Distância

Aula 1 – Introdução à Pesquisa Científica03
Aula 2 – Projeto de Pesquisa07
Aula 3 – Estrutura do Trabalho Científico13
Aula 4 – Elementos Pré-textuais17
Aula 5 – Elementos Textuais24
Aula 6 – Elementos Pós-textuais34

Programa CIEE de Educação a Distância

Olá! Seja bem-vindo(a) ao curso: “Métodos e Técnicas de Pesquisa”.

Nele você conhecerá os elementos que compõem um trabalho científico, seja um TCC (trabalho de conclusão de curso), monografia, dissertação ou tese.

Durante as aulas compreenderá as partes de um trabalho científico, sua estrutura e apresentação gráfica.

Para que tenha uma melhor compreensão das partes do trabalho científico, note que em algumas páginas são indicados “modelos” disponíveis no material complementar.

Não deixe de vê-los. Isso facilitará o seu aprendizado. Bom curso!

Programa CIEE de Educação a Distância

AULA 1 – INTRODUÇÃO À PESQUISA CIENTÍFICA "Sou, por meu gosto pesquisador. Experimento toda a sede de conhecer e a ávida inquietude de progredir, do mesmo modo que a satisfação que toda aquisição proporciona”. Immanuel Kant (1689- 1755)

A pesquisa é uma ferramenta essencial para o processo de aprendizagem, seja no ambiente acadêmico, profissional e até mesmo pessoal. Saber fazer uma pesquisa é fundamental, tanto para evitar perda de tempo quanto para a qualidade do trabalho.

A ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas é responsável pela formalização dos componentes técnicos que, por sua vez, é estabelecida por consenso e aprovada por um organismo reconhecido que fornece regras, diretrizes ou características para atividades, visando à obtenção de um grau ótimo de ordenação em todas as áreas do conhecimento.

O trabalho científico é toda a produção de conhecimento que obedece a normas da ABNT, como: - Tese de Doutorado que confere o título de DOUTOR;

- Dissertação de Mestrado que confere o título de MESTRE;

- Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) ou Monografia que confere o título de BACHAREL ou LICENCIADO em determinado curso.

Para desenvolver bons trabalhos científicos, um ingrediente é fundamental: PESQUISAR, ou seja, BUSCAR RESPOSTAS PARA ALGUMA COISA.

A pesquisa científica é a investigação feita com o objetivo expresso de obter conhecimento específico e estruturado sobre um determinado assunto.

Programa CIEE de Educação a Distância

Ela consiste na busca da solução de um problema que alguém queira saber a resposta, é o caminho para se chegar à ciência, ao conhecimento.

Como falado a pouco, o trabalho científico segue normas estabelecidas pela ABNT, através das NBRs (Normas Brasileiras Regulamentares), portanto é importante destacar que este curso não substitui a consulta direta a essas normas.

NBR 6023 Referente ao desenvolvimento das referências bibliográficas NBR 6024 Referente à numeração progressiva das seções de um documento NBR 6027 Referente ao desenvolvimento de sumários NBR 6028 Referente a resumos NBR 6034 Referente à apresentação do índice NBR 10520 Referente à apresentação de citações em documentos NBR 10719 Relacionada à apresentação de relatórios técnico-científicos NBR 12225 Referente a títulos de lombada NBR 14724 Referente à apresentação de trabalhos acadêmicos NBR 15287 Referente à apresentação de projetos de pesquisa

Nos trabalhos científicos utilizamos diferentes tipos de pesquisas para se chegar a uma resposta mais precisa em relação a um problema que se deseja investigar.

O planejamento de uma pesquisa depende tanto do problema a ser investigado, da situação espaço-temporal em que se encontra, quanto da natureza e nível de conhecimento do investigador.

Assim, pode haver um número sem fim de tipos de pesquisa, dentre as quais destacamos:

Programa CIEE de Educação a Distância

Pesquisa Bibliográfica: é o passo inicial na construção efetiva de uma investigação. Após a escolha de um assunto é necessário fazer uma revisão bibliográfica do tema para:

• fazer um histórico sobre o tema;

• atualizar-se sobre o tema escolhido;

• encontrar respostas aos problemas formulados;

• levantar contradições sobre o tema;

• evitar repetição de trabalhos já realizados.

É utilizada quando o objetivo da pesquisa é conhecer e analisar as principais contribuições teóricas existentes sobre um determinado assunto ou problema.

A pesquisa bibliográfica é indispensável para qualquer pesquisa e ainda pode ser usada para outros fins como:

• ampliar o grau de conhecimento em uma determinada área;

• dominar o conhecimento disponível e utilizá-lo como instrumento auxiliar para a construção e fundamentação das hipóteses.

Pesquisa Experimental: é toda pesquisa que envolve algum tipo de experimento. Como exemplo, podemos pingar uma gota de ácido em uma placa de metal para observar o resultado.

Pesquisa de Campo: realizada externamente, aplicada para o levantamento de informações com o uso de questionários ou formulários para compor o conteúdo do trabalho científico.

Como qualquer outro tipo de pesquisa, a de campo parte do levantamento bibliográfico, exigindo a determinação das técnicas de coleta de dados mais apropriadas à natureza

Programa CIEE de Educação a Distância do tema e, ainda, a definição das técnicas que serão empregadas para o registro e análise.

Pesquisa Acadêmica: é realizada no âmbito acadêmico (universidade, faculdade ou outra instituição de ensino superior), conduzida por pesquisadores que, na maioria das vezes, são também professores universitários. A pesquisa acadêmica é um dos três pilares da atividade universitária, junto com o ensino e a extensão, visando a produção de conhecimento especificamente para uma disciplina acadêmica pré-existente.

Pesquisa Exploratória: é toda pesquisa que busca constatar algo num organismo ou num fenômeno, como por exemplo, saber como os peixes respiram.

Pesquisa Social: é toda pesquisa que busca respostas de um grupo social. Exemplo: saber quais os hábitos alimentares de uma comunidade específica.

Pesquisa Histórica: é toda pesquisa que estuda o passado. Exemplo: saber de que forma se deu a Proclamação da República do Brasil.

Pesquisa Teórica: é toda pesquisa que analisa uma determinada teoria como, por exemplo, saber o que é a Neutralidade Científica.

Agora que conhecemos os tipos de pesquisa, vamos aprender a elaborar um projeto de pesquisa.

Finalizamos a primeira aula do curso. Agora, relembre o que vimos nela: • compreendemos a importância da pesquisa científica;

• vimos o significado da sigla ABNT e sua importância para as variadas áreas do conhecimento;

• conhecemos algumas NBRs que compõem um trabalho científico;

• analisamos alguns tipos de pesquisas científicas.

Programa CIEE de Educação a Distância

AULA 2 – PROJETO DE PESQUISA

“Ninguém é capaz de escrever bem se não sabe bem o que vai escrever”. Matoso Câmara Junior

A partir de uma ideia ou até mesmo de um tema proposto, inicia-se o projeto de pesquisa.

Toda pesquisa deve passar por uma fase preparatória de elaboração do projeto, a realização deste trabalho prévio é imprescindível, porém não é necessário que se sigam normas rígidas.

A flexibilidade deve ser a característica principal nesse momento de início do trabalho, para que as estratégias previstas não bloqueiem a criatividade e a imaginação crítica do pesquisador.

O projeto de pesquisa tem como objetivo orientá-lo(a) e deve ser iniciado com a escolha do assunto e tema.

Para definir o tema do seu trabalho científico, faça a seguinte pergunta: o que pesquisar? Lembre-se que o tema deve despertar interesse, algo que as pessoas ficariam interessadas em saber suas causas ou respostas.

O pesquisador é levado a definir um tema por razões que podem ser de natureza: • intelectual (desejo de conhecer ou compreender um determinado assunto);

• educacional (TCC, monografias, teses, dissertações, artigos etc.);

• profissional (necessidade ou desejo de conhecer ou melhorar problemas de ordem prática).

Após a definição do tema, parte-se para a problematização.

Programa CIEE de Educação a Distância

Pode parecer estranho, mas uma pesquisa normalmente começa com um problema que se pretende resolver ou esclarecer suas causas.

O problema deve ser apresentado em forma de pergunta, buscando o esclarecimento de algo.

Depois que o problema foi levantado, deve-se especificar ou restringir o tema a um âmbito específico que não dê margem a interpretações muito amplas, mas que possibilite seu aprofundamento.

Exemplo: Assunto: meio ambiente Tema: escassez da água Problema: qual o maior impacto que a carência de água potável provocará na região semiárida do Nordeste? Delimitação do tema: o maior impacto provocado pela carência de água potável na região semiárida do Nordeste.

Notou a diferença do tema inicial e após sua delimitação?

Quanto mais detalhada for a delimitação do seu tema, menores são as chances de surgirem variadas interpretações.

Observe que nesse momento já estudamos: - o assunto;

- o tema;

- o problema;

- a delimitação do tema.

Programa CIEE de Educação a Distância

Agora é o momento de definirmos as hipóteses que podem ser conceituadas como possíveis respostas provisórias ao problema da pesquisa e orientam a busca de informações.

Para que se chegue a um resultado satisfatório, seu projeto de pesquisa deve ser muito bem feito e, para que isso aconteça, algumas perguntas devem ser respondidas com o máximo de comprometimento. Vamos a elas:

- Para que pesquisar? - Por que pesquisar?

- Como pesquisar?

- Onde pesquisar?

- Quando pesquisar?

A partir de agora aprenderemos como utilizar cada uma das perguntas na montagem do seu projeto de pesquisa.

Para que pesquisar? Ao responder a pergunta “para que pesquisar” você terá o OBJETIVO do seu trabalho científico.

Todo trabalho científico parte de objetivos bem estabelecidos que devem mostrar a direção da pesquisa. Eles são fundamentais para que você possa saber aonde quer chegar.

ao conhecimento

O objetivo é o ponto de chegada, a meta final, a contribuição que a pesquisa quer dar Por que pesquisar? Por meio dela encontrará a JUSTIFICATIVA da sua pesquisa.

Programa CIEE de Educação a Distância

Esse texto é chamado comumente de fundamentação teórica, devendo mostrar a importância do tema escolhido. A justificativa é a “desculpa” que você dá para fazer a pesquisa, é a defesa do seu trabalho. Nela, você apresentará argumentos para convencer as pessoas sobre o valor da sua pesquisa.

Qual a importância do tema escolhido? Qual sua relevância para as pessoas envolvidas na pesquisa? Qual sua contribuição para a sociedade?

Como pesquisar? Nela encontrará a METODOLOGIA do seu trabalho.

O pesquisador deve indicar claramente o passo-a-passo da pesquisa, a forma como abordará o tema para chegar às conclusões pretendidas. Descrever sucintamente o tipo de pesquisa a ser abordada (experimental, de campo, exploratória, entre outras) e indicar os instrumentos e fontes escolhidos para a coleta e análise de dados: entrevistas, formulários, questionários.

Dica: No caso de indicar uma pesquisa de campo ou entrevista, é fundamental conter os instrumentos da pesquisa.

Onde pesquisar? Ao respondê-la, fará o LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO do trabalho científico.

Essa etapa do projeto de pesquisa é fundamental para que seu estudo tenha embasamento científico, ou seja, fundamento teórico obtido por meio de pesquisas de variadas fontes, documentais ou bibliográficas, sobre o assunto estudado.

No levantamento bibliográfico, a citação das principais conclusões a que variados autores chegaram, permite salientar a contribuição da pesquisa realizada, demonstrar contradições ou reafirmar comportamentos e atitudes.

Programa CIEE de Educação a Distância

Nunca é demais acentuar a responsabilidade do autor quanto à fidelidade das informações usadas no texto, seja por meio de livros, jornais, revistas, periódicos, boletins, ensaios, filmes, entrevistas, seminários e outras formas de pesquisa.

Para finalizar, a pergunta é: quando pesquisar? Por meio dela você definirá o CRONOGRAMA de estudos.

A pesquisa deve ser dividida em partes, fazendo-se a previsão do tempo necessário para passar de uma fase à outra. Não esquecer que há determinadas partes que podem ser executadas simultaneamente, enquanto que outras dependem das fases anteriores.

O cronograma é uma excelente ferramenta para controlar o tempo de trabalho e o ritmo de produção.

Observe o modelo de um cronograma:

Escolha do tema
Levantamento bibliográfico
Elaboração do projeto de pesquisa
Entrega e ajustes do projeto
Coleta de dados
Análise dos dados
Organização do roteiro/partes
Redação do trabalho
Revisão e redação final
Entrega da monografia

Defesa da monografia

Programa CIEE de Educação a Distância

As etapas indicadas no cronograma podem variar de projeto para projeto. Você as indicará da melhor forma possível, organizando-as de acordo com o prazo disponível.

No cronograma também é possível dividir os períodos por semanas e até dias, flexibilizando ainda mais a montagem do seu trabalho.

O projeto de pesquisa, na maioria das vezes, é entregue ao orientador que analisará sua estrutura e indicará melhorias.

A partir dele você montará seu trabalho científico que começaremos a estudar em nossa próxima aula.

A aula 2 foi finalizada. Reveja o que vimos nela:

• vimos que o projeto de pesquisa tem como objetivo orientar o autor na elaboração do trabalho científico;

• o projeto deve ser iniciado com a escolha do assunto, tema, indicação do problema e delimitação do tema;

• aprendemos a desenvolver o objetivo, a justificativa, a metodologia, o levantamento bibliográfico e o cronograma.

Programa CIEE de Educação a Distância

AULA 3 - ESTRUTURA DO TRABALHO CIENTÍFICO

Seja bem-vindo(a) a mais uma aula.

Nela você acompanhará o passo-a-passo da estrutura de um trabalho científico.

É importante saber que a estrutura do trabalho científico é estabelecida pela norma NBR 10719 da ABNT, compreendendo as seguintes partes: pré-texto, texto e póstexto.

Iniciaremos o estudo pelos elementos pré-textuais que contém informações que ajudam na identificação do trabalho científico.

Dependendo do trabalho, esses elementos podem ser: - obrigatórios;

- aplicados ao trabalho somente se necessários;

- opcionais;

- obrigatórios somente para dissertações e teses.

Conheça na tabela cada elemento pré-textual e sua aplicação no trabalho científico:

Elementos pré-textuais Aplicação no trabalho científico

CAPA obrigatório LOMBADA se necessário FOLHA DE ROSTO obrigatório FICHA CATALOGRÁFICA obrigatório para dissertações/teses ERRATA se necessário FOLHA DE APROVAÇÃO obrigatório para dissertações/teses DEDICATÓRIA opcional AGRADECIMENTOS opcional EPÍGRAFE opcional RESUMO NA LÍNGUA PORTUGUESA obrigatório RESUMO NA LÍNGUA ESTRANGEIRA (ABSTRACT) obrigatório para dissertação/teses LISTA DE FIGURAS se necessário LISTA DE TABELAS se necessário LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS se necessário

Programa CIEE de Educação a Distância

SUMÁRIO obrigatório

Os elementos textuais referem-se ao local em que é exposto o conteúdo do trabalho científico.

Sua organização é determinada pela natureza do trabalho.

Na tabela são apresentados os elementos textuais considerados fundamentais e obrigatórios:

Elementos textuais Aplicação no trabalho científico INTRODUÇÃO obrigatório DESENVOLVIMENTO CONCLUSÃO

Já os elementos pós-textuais são aqueles que têm relação com o texto, mas que, para torná-lo menos denso e não prejudicá-lo, são apresentados após a parte textual.

Veja na tabelas os elementos pós-textuais e sua aplicação no trabalho científico:

Elementos pós-textuais Aplicação no trabalho científico

REFERÊNCIAS obrigatório GLOSSÁRIO se necessário APÊNDICE(S) se necessário ANEXO(S) obrigatório

ATENÇÃO: a obrigatoriedade de alguns elementos pode variar de instituição para instituição, portanto verifique com seu orientador ou instituição, antes de iniciar o trabalho científico.

(Parte 1 de 4)

Comentários