Distúrbios de Neurotransmissores

Distúrbios de Neurotransmissores

(Parte 1 de 2)

Unidade São Gabriel Graduação em Psicologia

Distúrbios de Neurotransmissores

Integrantes:

Daniela Marcelina Dantielle Feitosa Fabíola Alves Fernanda Dornelas Natália de Oliveira Susan Rafaelle

Organizadora: Kátia Passaglio Neurobiologia- 2° Período

Junho 2008

O sistema nervosoéresponsável por perceber e identificar as condições externas e internas do corpo e elaborar respostas que adaptem a essas condições. Este sistema está diretamente ligado aos nossos processos psicológicos, ocorrendo uma reciprocidade entre eles.

E assim, surgem várias doençasque são provocadas por disfunçõesem nosso cérebro e agravadas por nossos processos psicológicos, ou vice e versa.

Fonte: w.sistemanervoso.com.br

A unidade básica do sistema nervoso éo neurônio, que se comunicam uns com os outros por meio das sinapses, onde liberam neurotransmissoresque possuem a capacidade de se combinar com receptores do outros neurônios transmitindo o potencial de ação, fazendo assim a neurotransmissão.

Fonte: w.sistemanervoso.com.br

Jáforam identificados mais de 40 neurotransmissores diferentes, entre eles os mais importantes são:

Acetilcolina Norepinefrina Epinefrina Dopamina Serotonina Histamina Ácido gama-aminobutírico(GABA) Glicina Glutamato Aspartato Substancia P

Na sinapse esses neurotransmissores são liberados na fenda sináptica, podendo se ligar aos receptores do outro neurônio, serem recaptados, ou se perder na fenda sináptica. E énesse circuito de neurotransmissores que atuam os psicofármacos, que são substâncias que agem nas funções psíquicas.

Fonte: Rev. Viver mente e cérebro; Nov. 2005

Quando estes circuitos de neurotransmissores sofrem alterações, manifestam-se alguns distúrbios funcionais, tais como:

Fonte: w.google/imagens/neurotransmissores

Éum distúrbio onde a vida de uma pessoa é tomada por atos ou idéias repetitivas. As obsessõessão impulsos indesejáveis que geram ansiedade. As compulsõessão impulsos irresistíveis para executar determinados atos ou rituais que reduzem a ansiedade. Impulsos de sexo, violência e asseio muitas vezes são foco de obsessão, ocorrem também pensamentos perturbadores, ansiedade e insônia.

As pessoas com transtorno obsessivocompulsivo têm deficiência no neurotransmissor serotoninanas áreas cerebrais que regulam os impulsos primitivos, núcleo caudado e tálamo.

Fonte: Rev. Viver, mente e cérebro. Nov. 2005

Dist Distúú rbios rbios funcionais funcionais

O transtorno bipolar caracteriza-se pela combinação de episódios maníacos, onde o indivíduo se apresenta empolgado e cheio de autoconfiança, e depressivos com delírios e alucinações, e o período de normalidade que se alteram com bastante rapidez. Estudos sugerem que as pessoas com transtorno bipolar podem ter anormalidades no número e na sensibilidade dos sítios receptores de serotonina e noradrenalina, principalmente em áreas cerebrais envolvidas na regulação da emoção, tais como o hipotálamo.

Fonte: w.transtorno bipolar.com.br

Dist Distúú rbios rbios funcionais funcionais

A esquizofrenia são grupos de transtornos caracterizados por profunda desorganização da personalidade, distorção da realidade, alucinações e incapacidade de se adaptar àvida cotidiana. O transtorno é resultado de um desequilíbrio complexo nos níveis de dopaminaem diferentes áreas cerebrais. Cada tipo de sintoma estáligado a um tipo de desnível de dopamina. Fatores psicossociais podem desempenhar um papel importante na determinação da gravidade que o transtorno pode assumir, bem como desencadear novos episódios de psicose.

Russell Crowe, em Uma mente brilhante, interpreta John Forbes Naoh Jr., um talentoso matemático mas que sofre de esquizofrenia.

Fonte: w.google/imagens/esquizofrenia

Dist Distúú rbios rbios funcionais funcionais

A doença de Parkinson écaracterizada por uma desordem progressiva do movimento, devido àdisfunção dos neurônios secretores de dopaminanos gânglios da base, que controlam e ajustam a transmissão dos comandos conscientes vindos do córtex cerebral para os músculos. O doente apresenta uma expressão fechada sem demonstrar emoção, e uma voz monofônica, devido ao deficiente controle sobre os músculos da face, laringe além de todo o corpo. A doença e seus sintomas podem gerar um efeito traumático composto por confusão, ansiedade e depressão.

Fonte: Copyright©2002 webMD, Inc. All rights reserved

Dist Distúú rbios rbios funcionais funcionais

A enxaqueca éuma dor intra ou extracranianamuito freqüente. Tem sua base psicológica, onde o emocional se encontra abalado aumentando a sensibilidade a dor; ou neurológica, onde a serotonina, que tem como uma de suas funções a regulação da sensação de dor, não estásendo aproveitada adequadamente pelo cérebro, havendo alterações nos seus receptores. Assim ocorrem crises de dor acompanhadas por alterações vasculares, náuseas, vômitos e também estresse, ansiedade, frustração e depressão.

Fonte: Rev. Viver, mente e cérebro. Nov. 2005

Dist Distúú rbios rbios funcionais funcionais

Esta síndrome écausada pelo baixo nível de serotoninae o aumento de substância P, que provocam maior sensibilidade a dor e podem estar implicados na diminuição do fluxo de sangue que ocorre nos músculos e tecidos superficiais. Ou seja éum estado de dor musculoesquelética crônicaque vem acompanhada de fadiga, distúrbios de sono, dor visceral, intolerância a exercícios físicos, pontadas, fisgadas e câimbras. A partir destes sintomas físicos aparecem outros de caráter psicológico como depressão, ansiedade e irritabilidade emocional.

Fonte: Colégio Americano de reumatologia

Dist Distúú rbios rbios funcionais funcionais

A Síndrome de Gilles de La Tourette éum distúrbio de tiquesque surge geralmente na infância, ocasionada por alterações em projeções dopaminérgicas, serotoninérgicase noradrenérgicasque modulam atividades dos circuitos tálamo-cortical-corticoestriado. Esses tiques se caracterizam por dois tipos:

Motores: piscar, cheirar, pular, fazer caretas, repuxar a cabeça, entortar o pescoço, entre outros.

Sonoros (tiques vocais): fungar, estalar a língua, limpar a garganta, tossir, pigarrear, etc.

Pode haver transtorno obsessivo compulsivo, depressão, fobia social, déficit de atenção, baixa autoestima, ansiedade e insônia.

Primeiro pesquisador da síndrome, Dr. Georges Gilles de La Tourette.

Fonte: w.google/imagens/síndrome de tourette

Dist Distúú rbios rbios funcionais funcionais

Depressão éuma doença caracterizada pela queda de energia. Por isso éconfundida com tristeza, porém o estado depressivo se diferencia do comportamento "triste" ou melancólico por se tratar de uma condição duradoura e acompanhada de vários sintomas específicos como desânimo, apatia, falta de alegria e de apetite, idéias negativistas que podem levar ao desejo de suicídio.

Fonte: Ver. Viver, mente e cérebro. Nov. 2005

Apresenta causas multifatoriais tais como: neurobiológicos, por algum motivo os neurotransmissores não estão circulandocomo deveriam; fatores genéticos, psicológicos e psicossociais.

Dist Distúú rbios rbios funcionais funcionais

A síndromede Burnout éum tipo de estresse ocupacional, esgotamento físico e mental crônico causado pelo trabalho. O diferencial desta doença éque ela acomete principalmente profissionais que lidam diretamente com pessoas, principalmente psicólogos, professores, médicos, etc.Écaracterizada pela fadiga constante e progressiva, dores corporais, distúrbios do sono, gastrointestinais, cardiovasculares e disfunções sexuais, falta de atenção, de concentração, de memória, irritabilidade, comportamento paranóico (tentativa de suicídio), perda de interesse pelo trabalho, lazer e sentimento de impotência.

Fonte: w.espacoself.com.br

(Parte 1 de 2)

Comentários