segundo a ABNT: “e á capacidade de um item desempenhar uma função requerida sob condições especificadas ,durante um dado intervalo de tempo.”

  • segundo a ABNT: “e á capacidade de um item desempenhar uma função requerida sob condições especificadas ,durante um dado intervalo de tempo.”

  • Normalmente, a confiabilidade é uma função do tempo. O “tempo” pode ser medido de várias maneiras.

  • Por exemplo:

  • Tempo de operação

  • Número de ciclo

  • Numero de dias

Confiabilidade na Manutenção:

  • Confiabilidade na Manutenção:

  • Fundamentalmente, a teoria da Confiabilidade tem como objetivos principais:

  • Estabelecer as leis estatísticas da ocorrência de falhas nos dispositivos e nos sistemas.

  • Estabelecer os métodos que permitem melhorar os dispositivos e sistemas mediante a introdução de estratégias capazes da alteração de índices quantitativos e qualitativos relativos às falhas.

O gerenciamento da manutenção com base na confiabilidade, permite ao gestor fazer um planejamento mais eficiente na manutenção, pois esse método traz indicativos onde o gestor saberá quando utilizar uma manutenção : Preventiva,Preditiva ,Corretiva.

  • O gerenciamento da manutenção com base na confiabilidade, permite ao gestor fazer um planejamento mais eficiente na manutenção, pois esse método traz indicativos onde o gestor saberá quando utilizar uma manutenção : Preventiva,Preditiva ,Corretiva.

O conceito de confiabilidade foi introduzido na manutenção por um trabalho sobre falhas em equipamentos no Eua nos aos 50.

  • O conceito de confiabilidade foi introduzido na manutenção por um trabalho sobre falhas em equipamentos no Eua nos aos 50.

Manutenção Corretiva não planejada

  • Manutenção Corretiva não planejada

  • Manutenção Corretiva planejada

  • Manutenção Preventiva

  • Manutenção Preditiva

  • Manutenção Detectiva

  • Engenharia de Manutenção

A teoria da Confiabilidade usa como ferramentas principais:

  • A teoria da Confiabilidade usa como ferramentas principais:

  • A Estatística Matemática

  • A Teoria das Probabilidades (o teorema central do limite, ou teorema do limite central, em teoria das probabilidades, expressa o fato de a soma de muitas variáveis aleatórias independentes e com mesma distribuição de probabilidade tender à distribuição normal, também conhecida como distribuição Gaussiana)

  • O conhecimento experimental das causas das falhas e dos parâmetros que as caracterizam nos diversos tipos de componentes e sistemas.

  • As regras e estratégias para melhorar o desempenho dos sistemas de várias naturezas e as técnicas para o desenvolvimentos dos sistemas.

Quando o tamanho da amostra aumenta, a distribuição amostral da média X pode

  • Quando o tamanho da amostra aumenta, a distribuição amostral da média X pode

  • ser aproximada por uma distribuição normal com média μ e desvio-padrão n ,

  • onde:

  • μ é a media populacional

  • σ é o desvio-padrão populacional

  • n é o tamanho amostral

Parametros da Confiabilidade.

  • Parametros da Confiabilidade.

  • R(t)- índice de confiabilidade do sistema.

  • O tempo até a falha de um componente ou sistema é uma variável aleatória, e segue uma distribuição

  • de probabilidade.

  • Parâmetros usados em R(t):

  • MTTF (mean time to failure – tempo médio até a falha)

  • MTBF(Mean Time Between Failures - tempo médio entre falhas)

  • MTTR (mean time to repair – tempo médio até o reparo)

Proposta originalmente por W. Weibull (1954) em estudos relacionados ao

  • Proposta originalmente por W. Weibull (1954) em estudos relacionados ao

  • tempo de falha devido a fadiga de metais.

  • É frequentemente empregada para descrever o tempo de vida de produtos

  • industriais.

  • Uma razão da popularidade da distribuição Weibull deve-se ao fato dela

  • apresentar uma grande variedade de formas: Sua função de taxa de falha

  • pode ser crescente, decrescente, ou constante.

  • Ela descreve adequadamente a vida de mancais, componentes eletrônicos,

  • cerâmicas, capacitores e dielétricos.

  • Coleta de amostras de tempos até a falha do objeto;

  • uso de software estatístico e estimativa de seus parâmetros(ProConf98);

  • previsão do tipo de comportamento das falhas;

  • Uso de cálculos econômicos envolvendo custos e riscos para gerar ações corretivas;

foi uma das plantas metal-mecânica de uma fábrica participante da cadeia de suprimentos da indústria automobilística do RS.

  • foi uma das plantas metal-mecânica de uma fábrica participante da cadeia de suprimentos da indústria automobilística do RS.

  • Dados a coletar: os tempos ate a falha e os tempos ate o reparo das maquinas. Estes dados são suficientes para o calculo do fator de forma γ,e o sistema de distribuição utilizado foi o de weibull.

Diagrama de blocos da confiabilidade: consiste na representação dos componentes do sistema na formas de blocos.Os blocos operam independentemente com respeito as falhas e confiabilidade do sistema pode ser calculada a partir da forma da estrutura do valor da confiabilidade de cada bloco.

  • Diagrama de blocos da confiabilidade: consiste na representação dos componentes do sistema na formas de blocos.Os blocos operam independentemente com respeito as falhas e confiabilidade do sistema pode ser calculada a partir da forma da estrutura do valor da confiabilidade de cada bloco.

  • RBD estudado

Dados e modelos weibull para o tempo até falha:

  • Dados e modelos weibull para o tempo até falha:

Função da confiabilidade R(t) do sistema de produção:

  • Função da confiabilidade R(t) do sistema de produção:

Curva da banheira e estratégias de manutenção:

  • Curva da banheira e estratégias de manutenção:

Intervalos ótimos de intervenções nas máquinas que receberão manutençã preventiva:

  • Intervalos ótimos de intervenções nas máquinas que receberão manutençã preventiva:

Calculo de disponibilidades das máquinas:

  • Calculo de disponibilidades das máquinas:

  • Alocação de confiabilidade com mínimo custo:

Estratégia de manutenção utilizada:

  • Estratégia de manutenção utilizada:

  • 03 Formas puras

  • 03 Forma Combinadas

Houve ganho de escala no serviço e uma conseqüente redução de custo de manufatura.

  • Houve ganho de escala no serviço e uma conseqüente redução de custo de manufatura.

  • À maquina RRR-01 apontou problema fragilidade no projeto.

Aprimoramento do desempenho operacional.

  • Aprimoramento do desempenho operacional.

  • Ajuda a adotar o(s) tipo(s) mais eficaz(es) de manutenção

  • para cada máquina, em cada situação.

  • Melhor relação Custo x Benefício

  • Estima-se redução de 40 a 70% nas tarefas redução

  • de 10 a 30% em trabalhos de emergência.

  • Aumento da vida útil dos equipamentos

  • Para equipamentos complexos e dispendiosos, maior

  • aproveitamento da vida útil dos componentes, através da

  • preditiva.

  • Banco de dados de manutenção

  • Possibilita obter um excelente banco de dados no aspecto

  • lista de defeitos, prováveis causas, ações.

Comentários