Primeiros Socorros

Primeiros Socorros

(Parte 1 de 4)

UNESC: UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE.

DISCIPLINA: PRIMEIROS SOCORROS-

NOÇÕES BÁSICAS DE PRIMEIROS SOCORROS

NO ARTIGO 135 DO CÓDIGO CIVIL DE ÉTICA DIZ: deixar de prestar assistência, quando possível faze-lo sem risco pessoal, as pessoas abandonada , extraviada, inválida , ferida, desamparada ou em grave e iminente perigo, é crime, sujeito à penalidades.

LEI DO BOM SAMARITANO.

Ë a lei que protege qualquer pessoa, que de boa fé, agir da melhor maneira possível, com objetivo de prestar assistência inicial a vítima em situação difícil e/ou risco de morte.

PRIORIDADES NO ATENDIMENTO.

Quando nos deparamos com um acidente a primeira coisa que nos vem à mente é: E agora? O que fazer? Mas o pior é que não basta saber o que fazer; devemos saber o que fazer primeiro. Em Primeiro Socorros, vamos prestar assistência inicial a vítima e nos preocupar em transportá-la de maneira segura e o mais rápido possível ao hospital. Precisamos agir com cautela, firmeza e segurança para fazer a coisa certa. Como assim? Priorizando o atendimento, através da identificação das lesões graves, separando-as das lesões apenas sérias ou mesmo triviais. Lesões graves são aquelas que matam rapidamente. Isso se observa pela ausência da respiração, e da parada cardíaca, inconsciência ou ainda pela presença de sangramento abundante.

Emergências: É uma situação inesperada, que acontece quando um

Indivíduo corre risco iminente de perda de órgão, de função corporal,

Ou a própria vida.

Urgências: São situações inesperada de acidentes ou mal súbitos,

Onde a vítima não corre risco eminente de perda de órgão, função

Corporal ou a própria vida.

Prevenção de acidentes nos esportes.

As instalações.

  1. As quadras de esportes com pisos lisos ou ásperos.

  2. As paredes, alambrados, colunas ou outros obstáculos.

Próximo as linhas limite de jogo.

  1. Locais de intensa movimentação.

  2. Ambientes fechados.

  3. Exposição ao tempo. (sol,chuva,ventos etc).

Os equipamentos.

  1. Calçados inadequados.

  2. Vestuários incorretos.

  3. Negligências no manuseio e uso dos equipamentos, como:

Capacetes caneleiras, joelheiras, tornozeleira etc.

4.Equipamentos de uso coletivos como:cama elástica,argolas

Maquinas de musculação etc.

5. Avaliação física.

6. Avaliação médica.

7. Prática violenta nas modalidades.

8. duração das atividades.

9. Diferencia de idades.

10. Grande grupo de pessoas.

Materiais para o atendimento Pré - hospitalar.

  1. Aparelho de pressão. 2 - Ataduras. 3-Esparadrapos ou fitas adesivas.

4-Gazes. 5-Gelo. 6-Sabão neutro. 7-Soro fisiológico. 8-Talas de papelão ou outros materiais. 9-Tesoura. 10-Termômetro.

3 OS 10 MANDAMENTOS DO SOCORRISTA:

  1. Manter a calma.

  2. Ter em mente a seguinte ordem de segurança quando você estiver prestando primeiro socorros:

. Primeiro Eu (o socorrista)

. Segundo minha equipe de trabalho, depois parentes e curiosos.

. E por ultimo a vítima.

  1. Junto a abordagem da vítima, é fundamental ligar ao atendimento Pré-

Hospitalar de imediato, corpo de bombeiro 193.

  1. Sempre verifique se há risco no local, para você e sua equipe, antes de agir como socorrista.

  2. Mantenha sempre o bom senso.

  3. Mantenha o espírito de liderança, pedindo ajuda e afastando os curiosos.

  4. Distribua tarefas, assim os curiosos que poderiam atrapalhar lhe ajudarão e se sentirão mais úteis.

  5. Evite manobras desnecessárias ( realizadas de forma imprudente, com pressa).

  6. Em caso de múltiplas vítimas dê preferências àquelas que ocorrem maiores risco de vida, como por exemplo: Parada respiratória, cardíaca, cárdio-respiratória e/ou hemorragia grave.

  7. Seja socorrista e não herói (lembre-se do 2 mandamento).

Avaliação Prática.

Protocolo de Atendimento pré-Hospitalar.

1-Verificar Segurança da Cena.

2- Providenciar Proteção Contra Contaminação. (EPI, s).

3- Chamar Atendimento especializado. 192 ou 193.

4- Diagnóstico: Lesão na Coluna.

5- avaliação Primária. (A, B, C e D).

6- Aguardar at. Especializado.

2-Verificar Segurança da Cena.

3- Providenciar Proteção contra Contaminação. (EPI, s).

4-Chamar Atendimento especializado. 192 ou 193.

5-Diagnóstico: Parada Respiratória.

6-Reanimar a Respiração.

7-Aguardar Atendimento Especializado.

3-Verificar Segurança da Cena.

4- Providenciar Proteção Contra Contaminação (EPI, s).

5- Chamar Atendimento Especializado.

6- Diagnóstico: Traumatismo Craniano.

7- Verificar (A, B, C e D).

8- Aguardar Atendimento Especializado.

4-Verificar Segurança da Cena.

5- Providenciar Proteção contra Contaminação (EPI. s).

6- Chamar Atendimento especializado.

7- Diagnóstico: Hemorragia Abdominal.

8 - Entrevistar a Vítima.

9- Aguardar atendimento especializado.

5-Verificar Segurança da Cena.

6-Providenciar Proteção Contra Contaminação (EPI, s).

7-Chamar Atendimento Especializado.

8 - Diagnóstico: Parada Cárdio-Respiratória.

9-Realizar Reanimação Cárdio-Respiratória.

10-Aguardar Atendimento especializado.

6-Verificar Segurança da Cena.

7- Providenciar Proteção Contra Contaminação (EPI, s)

8- Diagnóstico: Desmaio.

9- Permiabilizar VA.

10- Estabilizar Circulação.

11-Verificar Sinais Vitais.

12-Qual é o CIPE? (C=crítico, I= instável, P= potencialmente instável, E=estável).

1-CONCEITO: PRIMEIROS SOCORROS.

São medidas iniciais e imediatas prestados à vítima acidentada ou em mal

súbito, fora do ambiente hospitalar, antes da presencia de equipe ou pessoas

especializadas por pessoa treinadas ou habilitada..

2- CARACTERISTICA DE UM SOCORRISTA

O socorrista faz parte de um sistema de emergência médica (SEM) e como Tal deve possuir uma série de características pessoais. Responsabilidade, sociabilidade, honestidade, disciplina, estabilidade emocional, boa conduta e boa apresentação pessoal.

3- PRINCIPAIS DEVERES DO SOCORRISTA:

  • Garantir sua segurança pessoal, além da segurança do paciente e de terceiros(curiosos ,testemunhas ,familiares, etc.),que estejam na cena do acidente.

  • O socorrista deverá sempre usar equipamento de proteção individual (EPI), sinalizar e isolar a área do acidente.

  • Buscar acesso seguro até a vítima e adotar todas medidas de segurança, para evitar novos acidentes e dar o atendimento adequado a vítima.

  • Assegurar-se de que, se necessário, solicitar ajuda especializada sem demora (policia bombeiro, equipe de manutenção elétrica, etc.).

  • Movimentar a vítima sem causar danos adicionais, e

Transportá-la de forma segura e rápida para que possa receber atenção

médica definitiva.

4 - FINALIDADES DOS PRIMEIROS SOCORROS

Evitar que a vítima venha a óbito (morra) e que não agrave mais sua condição ou fique com seqüelas.

5-SINAIS VITAIS

É o processo usado para avaliar o estado físico e mental de uma pessoa.

São eles:

a) PULSAÇÃO:

É a expansão e o relaxamento das paredes das artérias devido a propagação de uma onda de sangue ejetada pela contração do coração.

Alguns pontos de verificação são:

Artéria carótida ( fica no pescoço),artéria radial(fica no punho), artéria

poplítea (atrás do joelho).

Pulso normal: Freqüências:

Recém-nato-130 a 160 b.p.m. - Taquísfigmia-acima de 90 b.p.m.

Lactentes- 110 a 130 b.p.m. - Bradísfigmia- abaixo de 60 b.p.m.

Crianças- 80 a 120 b.p.m. ou Normo-esfigmia.

Adultos- 60 a 90 b.p.m.

b)RESPIRAÇÃO:

E o ato de inspirar oxigênio da atmosfera para oo pulmões e expirar o gás carbônico dos pulmões para a atmosfera. Observa esse mecanismo através do (VOS) que é ver o tórax movimentando, ouvir o ruído do ar passando pelas narina e sentir o ar passando batendo no roto do socorrista .

Obs.Nas mulheres são observados os movimentos respiratórios no tórax e ritmo o normal é de 18 a 20 m.m. E nos homens observa-se os movimentos através do abdômen e o normal é de 16 a 18 m.m.

Ao Ritmo.

- Normopnéia - normal.

- Taquipnéia - aumento.

- Badipnéia-diminuição.

- Apnéia-parada.

- Dispnéia-dificuldade para respirar

Importante: A vítima não deve perceber que estar sendo verificado sua respiração, pois intencionalmente modifica-a.

-Quanto ao odor:

  • Acetônico(diabético).

  • Odor de urina (insuficiência renal).

  • Álcool(ingestão de bebida alcoólica).

6- PRESSÃO ARTERIAL

É a pressão exercida pelo sangue circulante contra as paredes internas das artérias.

São duas as técnicas utilizadas para aferir a (PA) A SABER:

a)Aferição com auscultação,

usando um esfigmomanômetro e estetoscópio para auscultar as característica do som.

b)Aferição com palpação,

usando o esfigmomanômetro e apalpando o pulso radial do paciente.

Obs. o valor normal da PA de uma pessoa adulta: Sistólica = 100 a 130. e Diastólica = 60 a 90.

7 - TEMPERATURA:

É a representação do equilíbrio entre o calor produzido pelos tecidos e o calor perdido para o meio ambiente. A temperatura normal de uma pessoa geralmente fica entre 36,5 e 37,0 graus celsius. A pele é responsável , em grande parte , pela regulação da temperatura corporal.

Como verificar

Em atendimento pré-hospitalar básico, o socorrista não utiliza termômetro e verifica a temperatura relativa da pele colocando o dorso da sua mão sobre a pele do vítima (na testa, tórax ou

Diagnóstico:

  • Hipertermia (temperatura alta)

  • Hipotermia (temperatura baixa).

8- PUPILAS

São pontos importantes de observação na vítima..

  • As pupilas com diâmetros iguais são chamadas. Isocóricas. Tbém se apresenta em Miose (pupilas contraídas),Midríase(pupilas relaxadas) e Anisocoria(pupilas desiguais.

  • Pupilas anisocóricas sugere lesão cerebral por traumatismo cranianos ou derrames cerebral..

9- COLORAÇÃO DA PELE

  • Sua apresentação, dar alguns sinais do estado da vítima.

10- ESTADO DE INCONSCIÊNCIA:

É quando a vítima não responde a alguns estímulos.

11- INCAPACIDADE MOTORA.

(Parte 1 de 4)

Comentários