apostila solidworks 2008

apostila solidworks 2008

(Parte 3 de 6)

A ferramenta POWER TRIM tem como princípio o traçado de curvas livremente. Esse traçado tem a cor cinza claro e onde o mesmo interceptar (tocar) o segmento tocado será excluído. Veja na figura abaixo o caminho percorrido pela ferramenta para eliminar as arestas realçadas:

Desenho do retângulo e dos círculos. As curvas representam o caminho da ferramenta POWER TRIM

Resultado

Note que a ferramenta POWER TRIM elimina o intervalo entre duas intercessões. Caso não existam duas intercessões a ferramenta respeita o primeiro limite e elimina a aresta até o limite da entidade.

Perfil sem uso do TRIM Caminho percorrido pela ferramenta POWER TRIM Resultado

Ao contrário do funcionamento da ferramenta POWER TRIM, o comando EXTEND prolonga entidades até o próximo limite, isso quer dizer que só poderemos prolongar uma entidade se houver uma próxima entidade que determine o limite do prolongamento. Não se faz um prolongamento de uma entidade tendendo ao infinito.

Neste exemplo temos um círculo com três linhas tangentes internamente ao mesmo. É possível portanto extender essas linhas até o próximo ponto de tangência.

Esse é o resultado do uso do comando EXTEND.

O uso do comando é simples. Para extender uma linha, por exemplo, basta clicar em uma das extremidades da mesma. O prolongamento será criado na mesma direção da extremidade. Veja o exemplo:

Clicando com o mouse na posição onde está o cursor A, o segmento será extendido até o lado C.

Clicando com o mouse na posição onde está o cursor B, o segmento será extendido até o lado D.

Permite a reprodução de um ou vários elementos dentro de uma sketch. Funciona de forma parecida aos comandos copiar e colar do Windows.

Para executar o comando acesse menu TOOLS / SKETCH TOOLS. Aparecerá a janela abaixo, no lugar da árvore de modelamento:

Na caixa indica pela seta “a” deve-se indicar quais itens serão copiados. Essa indicação é feita através de clique no próprio objeto que se quer copiar.

Na caixa indicada pela seta “b” devese indicar qual será o ponto de origem para a cópia. Esse recurso é útil quando necessitamos posicionar a cópia em um ponto exato.

Depois de indicado o ponto de origem deve indicar o ponto onde a cópia será colada.

Permite mudar a localização de uma ou mais entidades na SKETCH. A diferença no uso do comando em relação ao COPY é que o resultado produzido pelo comando COPY é diferente, pois o mesmo não mantém o objeto de origem. Para usar o comando MOVE use os mesmos procedimentos do comando COPY.

Rotaciona uma entidade a partir de um valor angular (15º, 20° 90°). A partir da seleção das entidades a serem rotacionadas e de um ponto base, basta informar o ângulo de rotação. Exemplo de rotação de entidades:

Esse comando é importante quando se necessita criar cópias pararelas de entidades em uma SKETCH. Ao criar essas cópias paralelas é necessário informar a distância entre esses elementos, que poderá ser alterada a qualquer momento. Durante a execução do comando existem algumas opções que facilitam a criação de entidades paralelas:

ADD DIMENSIONS: Após criar as entidades pararelas, cria uma cota que poderá ser alterada. Se esta opção não for escolhida, todo o processo transcorrerá da mesma maneira, não existindo, apenas, a cota, que mais tarde poderá ser inserida pelo comando SMART DIMENSION.

REVERSE: Inverte a direção das entidades paralelas (esquerda para direta, superior para inferior), mantendo a distância determinada.

SELECT CHAIN: Por padrão o comando seleciona outras arestas que fazem parte do perfil. Desmarcando essa opção, será utilizada no OFFSET somente a entidade selecionada.

BI-DIRECIONAL: Cria cópias paralelas nos em ambas direções, mantendo o mesmo valor de distância.

LINEAR PATTERN (Repetição Linear)

Esta ferramenta é muito útil para criar cópias de um mesmo objeto em forma de uma matriz, ou seja, pode-se definir a distância entre as entidades e o número de colunas e linhas que estas cópias estarão distribuídas. Veja o exemplo abaixo:

Neste exemplo é necessário preencher a área com círculos de mesma medida igualmente espaçados, a 10 m de distância entre cada entidade. Selecionando a entidade e repetir, informe a quantidade de linhas e colunas e a distância entre cada linha e cada coluna. O resultado será o abaixo:

É interessante ressaltar que se for modificado o diâmetro na peça de origem, todas as cópias também serão modificadas.

Durante a utilização do programa, pode-se alterar a direção de cópias para colunas e linhas. Ainda também se pode fazer cópias determinando o espaçamento entre linhas e o ângulo de inclinação da cópia.

A – Possibilita a inversão da direção da repetição horizontal

B – Define a distância entre as entidades nessa direção.

C – Define a quantidade de repetições da entidade base.

D – Permite informar uma inclinação para a repetição.

Os mesmos valores e propriedades podem ser aplicados à direção 2, que representa a direção vertical.

CIRCULAR PATTERN (Repetição Circular)

O processo de repetição circular é usado quando precisamos criar cópias igualmente espaçadas circularmente. Um exemplo desse tipo de operação é o posicionamento dos 59 traços indicadores da contagem dos segundos em um relógio de pulso. Para isso é necessário apenas a criação de uma entidade base e utilizar a ferramenta CIRCULAR PATTERN para fazer as repetições.

Como dito anteriormente antes de chamar o camando deve-se criar a entidade de que será repetida.

1. Aqui deve-se clicar no ponto de origem de uma circunferência imaginária onde ficarão dispostas as cópias. 2. Aqui deve-se informar a quantidade de cópias que serão feitas. 3. Pode-se aqui escolher se as cópias serão espalhadas ao longo dos 360º da circunferência imaginária ou a um intervalo menor (90º ou 120º entre outros). 4. Essa opção deve estar sempre selecionada quando se quer espaçar igualmente as entidades copiadas. 5. Clicando nessa caixa pode-se informar quais são as entidades que serão repetidas circularmente.

MIRROR (Criação de Espelhamento)

A criação de um espelhamento é parecida com a função de repetição linear, mas os resultados são diferentes. Veja o exemplo:

Resultado obtido com Repetição Linear Resultado obtido com Espelhamento

A execução do comando MIRROR depende da informação das entidades que serão espelhadas e do eixo de simetria.

5CRIAÇÃO DE SÓLIDOS ((FEATURES))

Até aqui trabalhamos com a criação de perfis (em duas dimensões) que agora darão origem aos sólidos (em três dimensões). O papel da Sketch é justamente esse, determinar qual será o perfil do sólido.

Para a criação dos sólidos temos vários processos, que são escolhidos em função das características do sólido modelado:

Extrusão com Adição de Material Extrusão com Remoção de Material

Revolução com Adição de Material

Revolução com Remoção de Material

Extrusão por Caminho

Assim como as Sketches são editáveis, as features também são:

Arredondamentos Chanfros

Esvaziamentos

(Parte 3 de 6)

Comentários