Gestão Ambiental

ANDRÉ LUIZ FIQUENE DE BRITO, Dr. UFCG/UAEQ/CCT w.labger.pro.br andre@deq.ufcg.edu.br .

Aula: ACV_ISO 14.040 Campina Grande -PB

Universidade Federal de Campina Grande –UFCG

Centro de Ciências e Tecnologia –CCT

Unidade Acadêmica de Engenharia Química –UAEQ

Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química - PPGEQ

1 -Avaliação do Ciclo de Vida

Técnica para avaliação dos aspectos ambientais e dos impactos potenciais associados a um produto, atividade ou serviço, compreendendo diversas etapas – desde a retirada de matériasprimas (berço)atéà disposição do produto final (túmulo)”.

Extração e transformação Produção

Embalagem, transporte e

distribuição

Utilização

Fim de vida Reciclagem

Reutilização

BalançoBalanço::

••MatériaMatéria ••EnergiaEnergia

••EmissõesEmissões

Ciclo de vidaCiclo de vidaCiclo de vidaCiclo de vida

Por que o ciclo de vida?

Pensamento “ciclo de vida”

§ Implica que todos os atores envolvidos na cadeia completa do ciclo de vida de um produto têm responsabilidade no que se trata aos efeitos externos produzidos por estes produtos.

§ Os impactos de todas as etapas do ciclo de vida devem ser considerados a fim de tomar decisões claras sobre os modelos de produção e consumo, assim como sobre as políticas e as estratégias de gestão.

Klaus Toepfer, Diretor executivo, Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA)

2 -FASES: ACV

Definição de objetivo e escopo

Avaliação de impacto Análise de inventárioInterpretação

•Entradae Saída •Coleta de Dados

•Aquisição de Matéria Prima e

Energia, Manufatura e Transportes

O1-BJETIVO E ESCOPO

4 - INTERPRETAÇÃO

2-ANÁLISE DO

INVENTÁRIO 3- AVALIAÇÃO DE IMPACTO

•Propósito •Escopo

•Unidade Funcional

•Definição dos

Requisitos de Qualidade

•Identificação dos Principais Problemas

•Avaliação •Análise de sensibilidade •Conclusões

A ISO 14.040 estabelece que a Análise do Ciclo de Vidade Produtos deve incluir a definição do objetivo e do escopo dotrabalho, uma análise do inventário, uma avaliação de impacto e ainterpretação dos resultados.

Figura x. Fases daACV Fonte: Chehebe(1998)

•Classificação: Saúde Ambiental, Saúde Humana,

Exaustão dos Rec. Naturais

•Caracterização •Valoração

2.1 -Definição do Objetivo e Escopo

Razões do estudo Público Alvo

Funções do sistema

Unidade funcional

Fronteiras do sistema Qualidade dos dados

Suposições e limitações Procedimentos de alocação

Definição do objetivo

Definição do escopo

Na ACV, o primeiro passo a ser seguido é a definição do objetivo do estudo, deve-se considerar as seguintes questões:

•Quais razões levam à realização do estudo?

•Qual objetivo do estudo? •Que produto ou função pretende-se estudar?

•A quem se destina os resultados?

2.1 -Definição do Objetivo e Escopo

Na definição do objetivo e do escopo do estudo de ACV devem ser considerados:

•O sistema a ser estudado. O sistema a ser estudado pode ser qualquer produto ou processo industrial desde que se defina qual tipo de informações se deseja conhecer. Ex: indústria têxtil de um modo geral ou apenas o processo de coloração do tecido.

•Adefinição dos limites do sistema. Os limites do sistema serão determinados de acordo com a confiabilidade dos dados e a sua respectiva utilização. Ex: processo total ou parte dele, como acima descrito.

•Adefinição das unidades de processo. Determinação de cada parte do processo de produção. Ex: transporte, moagem de material.

•O estabelecimento da função e da unidade funcional do sistema. A unidade funcional é uma das etapas mais importantes, sendo que serve de comparação para cada parte do processo . Ex: kg de sabão por kg de roupa limpa, ou kg de sabão por litros de água.

•Os procedimentos de alocação. Quando se estuda a reutilização de subprodutos no processo. Ex: água de moagem para resfriamento dos fornos ou para remoção de particulados na chaminé.

•Os requisitos dos dados. Verifica-se a validade dos dados bem como sua origem e ano de estudo .

•As hipóteses e limitações. Os estudos de ACV são amplos, pode-se estender o estudo ao local ou até ao âmbito global o que se torna inviável.

•Se for realizadas Avaliação de Impacto e a metodologia a ser adotada. Aavaliação de impacto deve ser quantificada e qualificada.

•Se for realizadas a fase de Interpretação e a metodologia a ser adotada. Avaliarqual impacto no meio ambiente merece priorização.

•O tipo e o formato do relatório necessário ao estudo. O relatório deve ser de fácil interpretação e utilização conforme onde os resultados serão aplicados.Ex: laboratório de análises, para o governo .

2. 2 -Análise de Inventário do Ciclo de Vida

Validação dos dados Coleta de dados

Relação entre os dados e a unidade funcional

Agregação dos dados

Preparação para a coleta de dados

Refinamento das fronteiras do sistema

Inventário completo

Objetivos e escopo

O Inventário do Ciclo de Vida de um produto refere-se à coleta de dados e aos procedimentos decálculos.

Em tese, o inventário é semelhante a um balanço contábilfínanceiro, só que medido em termos energéticos ou de massa. O totaldo que entra no sistema em estudo deve ser igual ao que sai.

De uma forma geral deve-se organizar a fase de análise do inventáriode acordo com as seguintes atividades:

1. preparação para a coleta de dados, coleta de dados, 2. refinamento dos limites do sistema, 3. determinação dos procedimentos de cálculo e

4. procedimentos de alocação.

2. 3 -Avaliação de Impacto do Ciclo de Vida

Seleção das categorias de impacto, indicadores de categorias, modelos de caracterização

Caracterização

Normalização Agrupamento

Ponderação Análise da qualidade de dados

Elementos obrigatórios

Perfil da AICV(Indicadores de categorias)

Elementos opcionais Classificação

Fonte: ABNT, 2004

Comentários