ENCHENTES NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - Livro 8 Publicações SERLA

ENCHENTES NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - Livro 8 Publicações SERLA

(Parte 1 de 8)

Uma Uma Uma Uma Uma AborAborAborAborAbordadadadadagggggem Gerem Gerem Gerem Gerem Geralalalalal

Projeto PLANÁGUA SEMADS / GTZ de Cooperação Técnica Brasil – Alemanha Agosto de 2001

SEMADS -Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável

Palácio Guanabara – Prédio Anexo – sala 210

Rua Pinheiro Machado s/no – Laranjeiras 2.238-900 – Rio de Janeiro – RJ Tel: 21-29-5290 – Fax: 21-29-5285 e-mail comunicacao@semads.rj.gov.br

SERLA -Fundação Superintendência Estadual de Rios e Lagoas

Campo de São Cristóvão, 138/3º andar – S. Cristóvão

20921-440 – Rio de Janeiro – RJ Tel: 21-2580-7218/0998 e-mail serla@serla.rj.gov.br

Águas pluviais, tão necessárias a sobrevivência humana e fundamental para o equilíbrio dos ecossistemas com os quais interagimos são, muitas vezes, entregues pela natureza com o rigor dos eventos naturais extremos, isto é, pela ocorrência de estiagens prolongadas, onde a escassez é o fator relevante, ou pelas enchentes, onde a abundância das águas concentradas no tempo e no espaço, gera desconfortos, preocupações, prejuízos e, eventualmente, perda de vidas humanas.

Controlar as enchentes e diminuir seu poder muitas vezes devastador sobre os bens públicos e privados, assegurar a integridade física e garantir o bem estar do cidadão, é dever constitucional das autoridades estabelecidas, embora haja necessidade de estreita colaboração e envolvimento da própria sociedade.

O avanço da ocupação territorial sobre áreas historicamente sujeitas a inundação, a descaracterização da mata ciliar, o desmatamento desenfreado, o descarte irresponsável dos resíduos domiciliares sobre as encostas e nos cursos de água, a impermeabilização dos terrenos, as obras locais de caráter imediatista e outras ações que por dezenas de anos foram praticadas pelo homem em nome do desenvolvimento, hoje se tornam fatores agravantes na formação das enchentes.

O presente relatório, fruto de um amplo trabalho de pesquisa no âmbito do projeto PLANÁGUA SEMADS/GTZ, reúne uma série de esclarecimentos sobre esses eventos naturais, inclui uma abordagem especial para a situação no Estado do Rio de Janeiro, ressalta a necessidade da adoção da área da bacia hidrográfica como unidade territorial de gestão, bem como, apresenta novos conceitos para o controle das enchentes e redução dos riscos de inundação e os conseqüentes prejuízos.

O objetivo principal do trabalho é abrir discussões sobre o tema, de forma a permitir a reavaliação e reflexão sobre os procedimentos e critérios usualmente empregados e análise de medidas alternativas e complementares no controle das enchentes.

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável

Depósito legal na Biblioteca Nacional conforme decreto no 1.825 de 20 de dezembro de 1907.

Costa, Helder

160p.: il.
ISBN 85-87206-08-7

Enchentes no Estado do Rio de Janeiro – Uma Abordagem Geral / Helder Costa, Wilfried Teuber. Rio de Janeiro: SEMADS 2001

Inclui Bibliografia.
1. Recursos Hídricos. 2.Cheias. 3. Saneamento Ambiental.

Cooperação Técnica Brasil-Alemanha, Projeto PLANÁGUASEMADS/GTZ I. PLANÁGUA. I Título. II. Rio de Janeiro (Estado). IV. SERLA

CDD 627.4

Capa Publicidade 2001

Foto da Capa: Enchente em Itaperuna / Rio Muriaé - Janeiro 1997 Antônio Cruz

Diagramação Cláudio Alecrim

Editoração Jackeline Motta dos Santos Raul Lardosa Rebelo

Projeto PLANÁGUA SEMADS / GTZ

O Projeto PLANÁGUA SEMADS/GTZ, de Cooperação Técnica Brasil – Alemanha, vem apoiando o Estado do Rio de Janeiro no gerenciamento de recursos hídricos com enfoque na proteção de ecossistemas aquáticos.

Coordenadores:Antônio da Hora,Subsecretário Adjunto de Meio Ambiente SEMADS Wilfried Teuber,Planco Consulting / GTZ

Campo de São Cristóvão, 138/315 20.921-440 Rio de Janeiro - Brasil Tel/Fax [05] (21) 2580-0198 E-mail: serla@montreal.com.br

Coordenação

Helder CostaConsultor do Projeto PLANÁGUA SEMADS/GTZ Wilfried TeuberProjeto PLANÁGUA SEMADS/GTZ

Colaboração

Alan Carlos Vieira Vargas SERLA

Antonio Ferreira da Hora Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - Semads

Capitão Ivan Vieira da Silva Secretaria de Defesa Civil Município do Rio de Janeiro

Cláudio Alecrim Consultor de diagramação

David Pacheco Faculdade de Cinema Universidade Federal Fluminense - UFF

Durval Alves Mello Neto Rio-Águas, Município do Rio de Janeiro Eliane Pinto Barbosa SERLA Eny Gomes de Lannes SERLA Eugenio Enrique Monteiro Rio-Águas, Município do Rio de Janeiro Fernando Riker Branco SERLA Ignez Muchelin Selles SERLA Jackeline Motta dos Santos Projeto PLANÁGUA SEMADS/GTZ

Joana Araújo Faculdade de Cinema Universidade Federal Fluminense - UFF

Jorge Paes Rios SERLA Leila Heizer Santos SERLA

Lígia Maria Nascimento de Araújo Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais CPRM

Lúcio Bandeira Secretaria de Estado de Saneamento e Recursos Hídricos

Major Djalma Antonio Filho Secretaria de Estado de Defesa Civil Marlene Leal de Almeida Souza Instituto Nacional de Meteorologia - INMET Mônica da Hora SERLA Nelson Martins Paez Geo-Rio, Município do Rio de Janeiro Paulo Carneiro Laboratório de Hidrologia - COOPE / URFJ Paulo Roberto Moreira Goulart Secretaria de Estado de Defesa Civil

Rachel Saldanha de Alencar Fundação Centro de informações do Estado do Rio de Janeiro - CIDE

Raul Lardosa Rebelo Projeto PLANÁGUA SEMADS/GTZ

Rodrigo Raposo de Almeida Projeto Managé Universidade Federal Fluminense - UFF

Rogério Luiz Feijor Geo-Rio, Município do Rio de Janeiro

Rosana Fânzeres Caminha Secretaria de Estado de Saneamento e Recursos Hídricos

Sérgio Ayres Bloise SERLA Silvio Torres SERLA Tenente Arruda Diretoria de Hidrografia e Navegação - DHN Thiago Soares Rodrigues Estagiário

Valdo da Silva Marques Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia SIMERJ

Valdemar Guimarães Agência Nacional das Águas - ANA

Walter Binder Departamento Estadual de Recursos Hídricos Baviera/Alemanha

(Parte 1 de 8)

Comentários