Genética de Populações-3 - Cálculo da frequência de genes (1)

Genética de Populações-3 - Cálculo da frequência de genes (1)

(Parte 1 de 2)

Genética de Populações Genética de PopulaçõesGenética de Populações Genética de PopulaçõesGenética de Populações Genética de PopulaçõesGenética de Populações Genética de PopulaçõesGenética de Populações Genética de PopulaçõesGenética de Populações Genética de Populações

Cálculo da frequência de genes Cálculo da frequência de genes Cálculo da frequência de genes Cálculo da frequência de genes Cálculo da frequência de genes Cálculo da frequência de genes Cálculo da frequência de genes Cálculo da frequência de genes

Genética de Populações Genética de PopulaçõesGenética de Populações Genética de Populações

Cálculo da frequência de genes Cálculo da frequência de genes Cálculo da frequência de genes Cálculo da frequência de genes Cálculo da frequência de genes Cálculo da frequência de genes Cálculo da frequência de genes Cálculo da frequência de genes

Expressão matemática Expressão matemática Expressão matemática Expressão matemática Expressão matemática Expressão matemática Expressão matemática Expressão matemática do equilíbrio gênico do equilíbrio gênicodo equilíbrio gênico do equilíbrio gênicodo equilíbrio gênico do equilíbrio gênicodo equilíbrio gênico do equilíbrio gênico

• Segundo a Lei de Hardy e Weinberg, a frequência dos diferentes genótipos e m cada geração de u ma população e m equilíbrio obedece a equação:

• O princípio de Hardy e Weinberg pode ser usado para calcular afrequência gênica sob várias condições.

Dominância completaDominância completa

• E m ter mos mendelianos, u m gene é dito do minante quando, mes mo estando presente e m dose si mples no genótipo, ainda assi m ele deter mina o fenótipo. O gene recessivo é aquele que, estando e m co mpanhia do do minante, no heterozi goto,que, estando e m co mpanhia do do minante, no heterozi goto, co mporta-se co mo inativo, não deter minando o fenótipo; para que o recessivo deter mine o fenótipo é necessário que ele esteja e m dose dupla.

Dominância completaDominância completa

• Considere a sensibilidade ao gosto a margo da substância feniltiocarba mida (PTC) condicionada a dois alelos: T, do minante, deter mina sensibilidade; seu alelo, t, recessivo, insensibilidade.insensibilidade.

• U m estudofoi realizado co m 280 estudantes voluntários. Dos co mponentes da a mostra, 198 apresentara m sensibilidade, enquanto 82fora m classificados co moinsensíveis.

• Pergunta-se:

a) Qual afrequência dos alelos T et para esse grupo? b) Qual a frequência genotípicas esperadas para esse grupo?

Dominância completaDominância completa

Resolução:

Dados: –T dominante sensível (TTou Tt)

–Estudo com 280 estudantes voluntários •198 sensíveis

•82 insensíveis

Dominância completaDominância completa a)Qual a frequência dos alelos Te t para esse grupo?

Determinação da frequência dos alelos T e t para esse grupo

( 1º passo) determinação de q:

82 insensíveis = 29,29% da amostra

Dominância completaDominância completa a)Qual a frequência dos alelos Te t para esse grupo?

Determinação da frequência dos alelos T e t para esse grupo

( 2º passo ) determinação de p:

Dominância completaDominância completa b) Qual afrequência genotípicas esperadas para esse grupo?

Se p representar a frequência de T e q representar a frequência de t, as probabilidades dos três genótipos(T, Tt ett) serão dadas por: p2 + 2pq + q2 .ett) serão dadas por: p2 + 2pq + q2

CoCo--do minânciado minância

• Co-do minância é u m tipo de interação entre alelos de u m gene onde não existe relação de do minância, o indivíduo heterozi goto que apresenta dois genes funcionais, produz os dois fenótipos, isto é, a mbos os alelos do gene e m u mdois fenótipos, isto é, a mbos os alelos do gene e m u m indivíduo diplóide se expressa m.

CoCo--do minânciado minância

• Considere o siste ma M N de grupos sanguíneos da espécie hu mana. Essa classificação do sangue está baseada na interação de co-do minância existente entre os alelosIM eIN .interação de co-do minância existente entre os alelosIM eIN

• O indivíduo ho mozi goto IMIM pertence ao grupo M; o ho mozi gotoININ , ao grupo N; o heterozi goto, ou seja, aquele portador de genótipo IMIN enquadra-se no grupo M N.

Aparente mente, os grupos dessa classificação não apresenta m valor seletivo.

CoCo--do minânciado minância

• U ma pesquisa realizada co m 6129 a mericanos brancos de

Nova Yorkidentificou os seguintes valores quanto ao siste ma

MN de grupos sanguíneos:

Ge nótipo Fe nótipo Nú mero

IMIM Grupo M1787

•Determine:

a)As frequênciasdos alelos IM e I N para esse grupo.

b)As frequênciasgenotípicas esperadas.

I N IN Grupo N1303

CoCo--do minânciado minância

Resolução:

Dados:

–Tipo sanguíneo MN

–Fenótipos: grupos M, MN e N aparentemente sem valor –Fenótipos: grupos M, MN e N aparentemente sem valor seletivo

–Estudo com 6129 americanos brancos de Nova York

(Parte 1 de 2)

Comentários