Instalação de um laboratorio

Instalação de um laboratorio

(Parte 1 de 6)

ESCOLA “SANTO PASCHOAL CREPALDI”

EDSON SATO DAS NEVES

PAULO SÉRGIO DA CUNHA

INSTALÇÃO E LAY OUT DE LABORATÓRIO ALIMENTÍCIO

PRESIDENTE PRUDENTE - SP

2009

EDSON SATO DAS NEVES

PAULO SÉRGIO DA CUNHA

INSTALÇÃO E LAY OUT DE LABORATÓRIO ALIMENTÍCIO

TRABALHO SOBRE A INSTALAÇÃO E LAY OUT DE UM LABORATÓRIO ALIMENTÍCIO, DIRIGIDO PELA ESCOLA SENAI “SANTO PASCHOAL CREPALDI”.

ORIENTADOR: PROF. PEDRO

PRESIDENTE PRUDENTE - SP

2009

EDSON SATO DAS NEVES

PAULO SÉRGIO DA CUNHA

INSTALÇÃO E LAY OUT DE LABORATÓRIO ALIMENTÍCIO

TRABALHO SOBRE A INSTALAÇÃO E LAY OUT DE UM LABORATÓRIO ALIMENTÍCIO, DIRIGIDO PELA ESCOLA SENAI “SANTO PASCHOAL CREPALDI”DO CURSO DE TÉCNICO EM ANÁLISE QUIMICO INDUSTRIAL DE ALIMENTO.

ORIENTADOR: PROF. PEDRO

NOTA________

PRESIDENTE PRUDENTE - SP

22/05/2009

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 4

2 PROJETO 5

2.1 LAY OUT

5

2.2 CONSTRUÇÃO

5

2.2.1 PISOS

6

2.2.2 PAREDES

6

2.2.3 TETO

6

2.2.4 PORTAS E JANELAS

6

2.2.5 SALA DE ARMAGENAGEM DE REAGENTES

7

2.3 INSTALAÇÃO

7

2.3.1 ELETRICA

7

2.3.2 ILUMINAÇÃO

7

2.3.3 HIDRAULICA

7

2.3.4 INSTALAÇÃO DE GASES

7

2.3.5 PROTEÇÃO CONTRA INCENDIO

8

2.3.6 VENTILAÇÃO, EXAUSTÃO E CAPELA

8

2.3.7 BANCADAS DE TRABALHO

8

2.3.8 MOBILIARIO

8

2.3.9 INSTRUMENTO OU MATERIAIS AUXILIARES

9

3 SEGURANÇA ­­­­­

11

3.1 EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA

11

3.2 REGRAS GERAIS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIOS

11

3.3 SINALIZAÇÕES DE SEGURANÇA EM LABORATORIO

13

4 MEIO AMBIENTE

18

4.1 DESCARTE DE RESIDUOS QUÍMICO

18

5 LIMPEZA DAS VIDRARIAS

21

ANEXOS

22

CONHECENDO AS SUBSTÂNCIAS E AS MISTURAS

31

MAPA DE RISCO DO LABORATÓRIO

40

AGRADECIMENTOS

41

2 PROJETO

2.1 LAY OUT

Cadeira

Chuveiro

Porta

Coberto anti-fogo

Extintores

Caixa de areia

2.2 CONSTRUÇÃO

A construção deste laboratório seguiu a NR-8 do MTE, abaixo segue os itens.

2.2.1 PISOS

Utilizaremos piso em resina epóxi autonivelante.

Obs.: Os pisos de um laboratório devem ser:

    • Planos e lisos

    • Impermeáveis

    • Resistentes a produtos químicos utilizados nos laboratórios.

    • De resistência mecânica e estrutural adequada ao uso no laboratório.

    • Ser antiderrapante

    • Fácil de limpar

    • Compatível com a natureza do laboratório e conforto dos usuários.

2.2.2 PAREDES

As paredes externas e internas serão feitas de alvenaria revestida com reboco, massa corrida e pintura acrílica semi-fosca, em cores claras.

OBS.:As paredes de alvenaria para salas limpas (que são classificadas) serão pintadas com tinta epóxi, sobre argamassa de cimento e areia (sem adição de cal).

2.2.3 TETO

O teto será feito de forro em placa de PVC.

    • Lisos na face inferior.

    • Não propagantes de chamas.

    • Fabricados com materiais não absorventes.

                

2.2.4 PORTAS E JANELAS

Será feito duas portas uma distante da outra sendo feitas em duas folhas, instalada sentido de abertura para fora, com visor na parte superior.

As janelas terão o peitoril acima de 1,15 m e serão providas de sistemas de controle de raios solares com persianas em lâminas verticais.

2.2.5 SALA DE ARMAGENAGEM DE REAGENTES

Os reagentes serão armazenados em prateleiras de 170 cm de altura e terão 50 cm de profundidade, tendo iluminação a prova de explosão e local bem arejado.

2.3 INSTALAÇÃO

2.3.1 ELETRICA

As fiações serão externas às paredes e embutidas no forro. Em cada bancada terão três caixas do tipo pedestal, sendo com tomada 110 v e 220 v todas identificadas, 110 v cor preta e 220 v vermelha. A distância entre as tomadas serão de 1m, não só nas bancadas, mas como em todo o laboratório. Nos locais de manipulação de produtos explosivos ou inflamável serão instaladas tomadas contra explosão.

2.3.2 ILUMINAÇÃO

As luminárias serão embutidas no forro, terá lâmpadas fluorescentes com nível de iluminamento de no mínimo 500 lux, para áreas de trabalho em geral.

2.3.3 HIDRAULICA

A instalação hidráulica será distribuída nas paredes pelo lado externo, evitando ser embutida, no caso das bancadas serão passados por dentro do chão e terá uma válvula de bloqueio, do tipo fechamento rápido, de fácil acesso para se ter agilidade quando houver necessidade de fechar o suprimento de água.A tubulação terá a cor verde emblema.        

2.3.4 INSTALAÇÃO DE GASES

A instalação de gases terá a tubulação identificada com a cor amarela e como a hidráulica serão passados pelo lado externo e no caso das bancadas serão passados pelo chão, terá uma válvula de bloqueio e o abrigo de gases será no lado externo do laboratório.

2.3.5 PROTEÇÃO CONTRA INCENDIO

Para atender à NR-23, MTE (15), instalaremos extintores de incêndio para produtos químicos (extintores PQS de pó), eletricidade (extintores de CO2) perto de cada saída. Serão presos nas paredes e sinalizados com um quadrado e 1m x 1m pintado de vermelho e de fácil acesso, também terá um botão de sistema de alarme e as saídas terão acesso livre e 10m de percurso, as portas de abertura para o sentido de fora e toda equipe terá um treinamento anual de combate a incêndio.

(Parte 1 de 6)

Comentários