Mikrotik - Provedor completo

Mikrotik - Provedor completo

(Parte 1 de 6)

Provedor Completo com Mikrotik

Tudo o que você precisa Túlio Ernandez Cabral

Apresentação3
Aproveitando melhor o livro4
Sistema Wireless5
Wireless network5
Padrões atuais Wi-fi5
Segurança6
O que preciso para ter um provedor de internet a radio6
Montagem do router :7
Itens necessários:7
Torre1 3
Cabos14
Conectores:16
Montando o Cabo20
Testando o Cabo20
Cuidados após montagem dos conectores21
Cabo CAT2 1
Quando Utilizar o Cabo UTP?2 2
Antenas2 3
Principais Modelos24
O que é Mikrotik?2 5
Principais Características26
Preparando a Caixa Hermética26
Instalando o Mikrotik2 7
Comandos Básicos3 2
Listando as interfaces instaladas no sistema3
Winbox36
Entendendo a tela do winbox38
Configuração4 0
Configurando as Interfaces40
Finalizando5 9
Criando uma conexão PPoE59
Menu P / interfaces60
Bridge Transparente6 3
Configurando o DNS67
Configurando Hotspot6 8
Criando Perfis (limitação de banda)72
Administrando Usuários75
Quem está conectado?7
Acessando Remotamente82
Firewall87
WDS – Repetindo seu sinal8 9
Configurando seu Um AP comum93
Limitando P2P9 4
Load Balance (utilizando mais de um link no mesmo sistema)98
Kit Cliente103
Verificando o Sinal em um Cliente104

Índice Netstumbler................................................................................................1 05

Questões Legais1 09
COMO MONTAR UM PROVEDOR DE ACESSO VIA RÁDIO109

Como efetuar a cobrança..........................................................................1 08 Principais fornecedores:...........................................................................1 1

Apresentação

Olá tudo bom? Gostaria de me apresentar antes de começarmos a falar deste livro. Meu nome é Túlio, sou o autor desta obra, quando que na verdade essa obra foi construída por muitos, por pessoas anônimas ou declaradas mais com um único objetivo. Compartilhar a informação de forma gratuita e aprender com outros.

No inicio de 2005 eu montei meu primeiro sistema wireless através de um ap d-link, compartilhando uma conexão adsl para 3 computadores, era um sistema para uso particular.

O fascínio foi instantâneo, surgindo a ideia de montar um provedor wireless, então comecei a pesquisar equipamentos profissionais e que pode-se me propor um maior controle sobre a administração de tráfego e usuários.

Comprei um zinwell g120 e junto veio a frustração. Um equipamento que os vendedores vendiam dizendo que fazia divisão de banda QoS enfim, o que parecia um bom negócio erá um improviso e muito complicado, eu queria algo mais completo, que houve-se como eu ter acesso a gráficos de tráfego, bloqueio fácil de clientes e gerenciamento mais completo.

O mikrotik era um sistema ainda fora dos holofotes, poucos sabiam como configura-lo e as informações disponíveis estavam em outra língua, os Wikis engatinhavam os fóruns estavam com mais “?” que “!” , era um ambiente hostil e inexplorado porém promissor.

Comecei a estudar o sistema, tentando e errando, comecei instalando o mikrotik em um servidor virtual, as evoluções foram poucas, depois adquiri um pc velho para usá-lo exclusivamente para teste, foi então que comecei a evoluir.

Em meados de 2006 eu já estava usando o mikrotik como ap em minha própria residência conectando 3 computadores e compartilhando uma conexão adsl de 300kbps.

O meu sistema ainda engatinhava, estava vazio e faltava muito para conseguir um sistema ideal, porém já poderia entrar no mercado com um bom gerenciamento de banda e controle sofre o fluxo de tráfego.

Ainda em 2006 convidei um amigo para entrar em uma sociedade era uma oportunidade de dividir os custos do investimento inicial e poderia aplicar meus conhecimentos em campo, iniciei com uma antena e um rádio montado sobre uma caixa hermética em uma torre de 3 mts, o sistema era estável e me surpreendia com ele a cada dia. A empresa foi crescendo e adquirindo novos clientes apenas com o boca a boca.

Em junho de 2007 já tinha um sistema com dois links adsl, 3 antenas setoriais 3 rádios e uma torre de 16 metros de altura com aproximadamente 80 clientes, a empresa prosperava e a demanda aumentava a cada dia.

Porém como estava em uma sociedade vieram problemas que ocorriam desde a fundação da empresa que posteriormente seria também o motivo do falecimento de um da mesma.

A sociedade foi desfeita, os equipamentos vendidos, os clientes ressarcidos e o desgosto pelo empreendedorismo foi o desfecho deste episódio em minha vida.

Porém a paixão pelo sistema continuava, comecei a prestar consultoria para pessoas queriam aprender como utilizar o mikrotik, como montar, enfim pensei em escrever um ebook com cara de manual porém não passava de um relato vivenciado de toda um aprendizado sobre internet sem fio utilizando o sistema Mikrotik.

Aproveitando melhor o livro

Este livro é destinado à profissionais da área de tecnologia da informação, administradores de rede, empresários, para pessoas que pensam em montar seu próprio ISP e para leigos que não sabem nada ;).

Escrito em uma linguagem de fácil assimilação, o livro apresenta uma didática própria, descaracterizando o cunho exclusivamente técnico e evidenciando antes de tudo a vivência do autor com a tecnologia aqui explorada.

Dividido em 3 partes que poderíamos denominar de antes durante e depois do mikrotik, para aqueles que já dominam a tecnologia wireless e querem apenas evoluir para o mikrotik podem ir direto ao item 10 do índice que fala sobre o mikrotik.

Se você não tem familiaridade com o sistema Mikrotik , aconselho que faça a configuração até o item 10.12, que resume-se a instalação do sistema para funcionar em hotspot.

Você estará controlando banda, inserindo e removendo clientes. Estará pronto para prover internet usando o mikrotik, porém recomendo que passe um período se adaptando e conhecendo mais as configurações que você fez ate o item 10.12, para depois começar a inserir regras, scripts, marcações de pacotes, rotas etc e finalizar as configurações adicionais.

Em todo instante estarei dando exemplos práticos e comentando as configurações descritas.

O livro é repleto de figuras totalizando mais de 120 imagens que ajudaram na configuração de todo o sistema assim como o seu entendimento.

Na pasta arquivos suporte você encontrará duas apostilas de autores diferentes que ajudarão no seu aprendizado, os arquivos são:

1.montando caixa hermética – aqui o autor descreve detalhadamente como montar o mikrotik em uma caixa hermética baseado em um PC comum. 2.mikrotik_detalhado – Uma apostila detalhada sobre o sistema, o autor é bastante minucioso 3.manual oficial – é o manual completo disponibilizado pela mikrotik

Sistema Wireless

Um sistema wireless ao pé da letra um sistema sem fio, em inglês sua tradução vem do wire (cabo, fio) + less (livre), ou seja é um sistema que funciona através de outros meios que dispense a utilização de cabos, seja ondas eletro-magnéticas, rádio ou infravermelho.

A comunicação sem fio serve para levar uma informação de um elemento emissor à um elemento receptor, podendo ser uma transmissão de curta distância como por exemplo um controle remoto ou uma transmissão de longa distância como exemplo as informações que são enviadas por satélites. A tecnologia wireless é utilizada comumente nos equipamentos de telecomunicações, como celulares, telefones sem fio, walktalk e gps.

Wireless network

Atualmente os sistemas de rede sem fio tem se tornado um grande atrativo devido ao baixo custo de viabilização e à praticidade no instante em que um usuário final não precisará se incomodar com cabos, hubs, e outros equipamentos que antes eram necessários quando se queria disponibilizar a internet em sua residência ou casa. Hoje o mercado disponibiliza equipamentos relativamente baratos e de fácil configuração, tornando esta realidade mais próxima de uma boa parcela de usuários de internet.

Padrões atuais Wi-fi.

Wi-Fi ou Wireless Fidelity, é uma marca proprietária da empresa Wi-Fi Alliance que designou o padrão IEEE 802.1, dentro deste padrão trabalha dentro da frequência de 2.,4 e 5 ghz com a capacidade de atingir taxas de transferências de até 54mbs. Os padrões adotados mundialmente se concentram nos 802.1 b/g padronizando a utilização da tecnologia no mundo.

Detalhes dos padrões b/g retirados retirados do site wikpédia 802.11b

Alcança uma velocidade de 1 Mbps padronizada pelo IEEE e uma velocidade de 2 Mbps, oferecida por alguns fabricantes não padronizados. Opera na freqüência de 2.4 GHz. Inicialmente suporta 32 utilizadores por ponto de acesso. Um ponto negativo neste padrão é a alta interferência tanto na transmissão como na recepção de sinais, porque funcionam a 2,4 GHz equivalentes aos telefones móveis, fornos microondas e dispositivos Bluetooth. O aspecto positivo é o baixo preço dos seus dispositivos, a largura de banda gratuita bem como a disponibilidade gratuita em todo mundo. O 802.11b é amplamente utilizado por provedores de internet sem fio.

802.11g

Baseia-se na compatibilidade com os dispositivos 802.11b e oferece uma velocidade de 54 Mbps. Funciona dentro da frequência de 2,4 GHz. Tem os mesmos inconvenientes do padrão 802.11b (incompatibilidades com dispositivos de diferentes fabricantes). As vantagens também são as velocidades). Usa autenticação WEP estática. Torna-se por vezes difícil de configurar, como Home Gateway devido à sua freqüência de rádio e outros sinais.

Segurança

A segurança numa rede wireless é um tópico de interesse a muitas pessoas que pensam em instalar uma rede sem fio. Os motivos para estes interesses são muitos, pois como uma rede sem fio está disponível a um numero de pessoas indefinidas, pois o sinal de rádio muitas vezes podem ser captadas por usuários indesejados dos quais alguns podem ser invasores e fazer um bom estrago em sua rede. Um comitê do padrão 802.1 definiu o WEP (wireless equivalent privacy) esse processo que impede a invasão por pessoas não autorizadas a rede é baseado em chaves de permissão do qual apenas pessoas autorizadas e com o conhecimento desta poderá acessar a rede protegida.

O que preciso para ter um provedor de internet a radio

A tecnologia atual propiciou a popularização dos serviços antes restrito à grandes empresas, a 8 anos atrás um provedor de acesso a internet requeria um grande investimento em infra-estrutura tornando-se um serviço exclusivo que na maioria das vezes as teles dominavam.

Hoje o sol nasce para todos, para você prover internet não precisa grandes equipamentos mainframe ou coisa do gênero, basta apenas um roteador e pronto claro que deve-se guardar as devidas proporções, pois o nível de distribuição restringe-se ao nivel de infraestrutura que você possui.

Então você deve está se perguntando e o que preciso para montar meu provedor de acesso a internet ou ISP (Internet Service Provider).

Bom vamos listar por tópico para você se organizar. Iremos listar os equipamentos que este e-book se refere.

Inicialmente você precisará de uma conexão de internet, como estamos falando de provedor e não compartilhamento de conexão adsl recomendamos que você adquira junto as operadoras um link próprio com a internet, ou um link dedicado. Os valores cobrados pelas teles variam muito e inclusive são negociáveis, geralmente os preços são muito parecidos porém a qualidade do serviço vai variar de acordo com a garantia de banda que a tele oferece.

No capitulo principais fornecedores você encontrará os links das teles e os serviços prestados.

2 . roteador para gerenciar e distribuir a conexão, neste tópico subdividiremos em partes para que você possa montar ou adquiri o routerboard à sua preferência.

Montagem do router : Leia em arquivos suporte / montando caixa hermetica.pdf

(Parte 1 de 6)

Comentários