(Parte 1 de 9)

Caderno de Engenharia de Produção do Mackenzie / Curso de Engenharia de Produção, Escola de Engenharia,

Universidade Presbiteriana Mackenzie. -- v. 2, n. 2. -- São Paulo : Escola de Engenharia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, 2008- .

Anual. ISSN 1981-7266. Osvaldo R. T. Hu, Giancarlo S. R. Pereira (organizadores).

1. Engenharia - Periódicos. 2. Produção - Periódicos. 3. Finanças – Periódicos. I.

Universidade Presbiteriana Mackenzie. Curso de Engenharia de Produção. I. Universidade Presbiteriana Mackenzie. Escola de Engenharia.

CDD (21.ed.) 658.5

Chanceler - Augustus Nicodemus Gomes Lopes

Reitor - Manassés Claudino Fonteles Vice-Reitor - Pedro Ronzelli Júnior

ESCOLA DE ENGENHARIA Diretor - Marcel Mendes

Coordenador - Giancarlo da Silva Rego Pereira

Professores

Prof. Ms. Arão Sapiro

Profª. Drª. Celia Mendes Carvalho Lopes Profª. Drª. Gisele Castro Fontanella Pileggi

Profª. Drª. Marta Maria Cassiano

Profª. Drª. Patricia Soares Pinto Cardona Tonissi

Profª. Drª. Roxana Maria Martinez Orrego Profª. Drª. Silmara Alexandra da S. Vicente

Prof. Ms. Agostinho Celso Pascalichio

Prof. Ms. Ailson Luiz de Oliveira

Prof. Dr. Giancarlo da Silva Rego Pereira

Prof. Dr. Osvaldo Ramos Tsan Hu

Profª Drª Suzana Bierrenbach de Souza Santos

Prof. Ms. Tadeu Cruz Prof. Dr. Ubirajara Carnevale de Moraes

Osvaldo Ramos Tsan Hu Giancarlo da Silva Rego Pereira

Ailson Luiz de Oliveira Osvaldo Ramos Tsan Hu

Silmara Alexandra da S. Vicente Giancarlo da Silva Rego Pereira

NÚMERO 2 NÚMERO 2

PREFÁCIO2
UM ESTUDO DE CASO4
IMPLEMENTAÇÃO EM EVENTOS DO SETOR ACADÊMICO18
A INFLUÊNCIA DO FATOR HUMANO NA QUALIDADE E NA PRODUTIVIDADE32
JOGOS DE EMPRESA: ESTUDO, MODELAGEM E DESENVOLVIMENTO46
PAULO57
MANUFATUREIRAS72

PROGRAMA DE IMPLANTAÇÃO DA ISO 9001 EM TRR (TRANSPORTADORA REVENDEDORA RETALHISTA) ............................................................................................................................ 87

Caderno de Engenharia de Produção do Mackenzie 2

Prof. Dr. Marcel Mendes

Diretor da Escola de Engenharia. Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Confesso-me sensibilizado pelo privilégio de prefaciar esta segunda edição do “Caderno de

Engenharia de Produção do Mackenzie”, que vem a público um ano após o lançamento do então inédito número 1. Já se prenuncia a continuidade da série, bem como a tendência da sua consagração na categoria das produções acadêmicas relevantes. Essa vocação para a proeminência e a perenidade decorre, em essência, de um atributo substantivo: qualidade. Existem, contudo, outros qualificativos que adornam o produto, impregnam suas entranhas e lhe asseguram sucesso: é oportuno, agradável e instigante.

O leitor é convidado a compulsar uma centena de páginas que, embora virtuais, dão materialidade, visibilidade e configuração editorial para os Trabalhos de Graduação Interdisciplinar (TGI) dos primeiros sete concluintes do Curso de Engenharia de Produção. Trata-se, portanto, de textos elaborados por discentes ao longo de dois semestres, sob estrita orientação de professores em regime de dedicação integral ou parcial. A culminância desse labor acadêmico, de base bibliográfica e experimental (cases), deu-se com a apresentação formal do seu conteúdo perante competente Banca Examinadora. Todos os trabalhos mereceram notas elevadas quando da defesa oral e alguns foram agraciados com o Prêmio TGI-Itaú “Prof. Antonio de Oliveira”, atribuído em 6 de março de 2008. Dado à efetiva participação intelectual dos respectivos orientadores, seus nomes figuram como coautores dos artigos ora trazidos a lume, numa justa partição de créditos.

Na condição de Diretor da Escola de Engenharia, tenho razões de sobra para me congratular com a presente publicação, não apenas pelos seus méritos intrínsecos, mas também pela evidência de que se trata de mais uma amostra do novo e pujante Curso de Engenharia de Produção do Mackenzie, que já se afirma como o terceiro mais numeroso desta tradicional Casa. Neste caso, qualidade e quantidade não são mutuamente excludentes, mas se mesclam e se completam como faces da mesma

Caderno de Engenharia de Produção do Mackenzie 3 moeda. Encerro minha singela participação citando a conhecida frase de Bernard Shaw, que se aplica ao presente contexto em que retrospectivas e perspectivas se reúnem para compor um cenário auspicioso: “Qualidade não é um acidente. Ela é sempre o resultado de uma forte intenção, esforço sincero, rumo inteligente e execução competente. Qualidade é uma escolha sábia entre as várias alternativas.”

Parabéns à dinâmica Coordenação do Curso de Engenharia de Produção e a todos os idealizadores e editores deste “Caderno de Engenharia de Produção do Mackenzie”.

São Paulo, 16 de dezembro de 2008.

Caderno de Engenharia de Produção do Mackenzie 4

Ana L. T. Rizzo

Giancarlo da Silva Rego Pereira

Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Rua da Consolação, 930 01302-970 – São Paulo – Brasil analu_rizzo@hotmail.com profgian@mackenzie.br

Resumo As constantes modificações existentes atualmente no ambiente econômico e competitivo em que as empresas se encontram, exigem que estas estejam sempre inovando em relação a desenvolvimento tecnológico, criando oportunidades para crescimento e aumentando a preocupação com a satisfação do cliente. A competitividade existente entre as empresas requer que estas elaborem estratégias que auxiliem a análise da situação atual e futura, vislumbrando novas potencialidades de ação e atuação para que estas se tornem mais competitivas, recorrendo, portanto a ações estratégicas que garantam sua sobrevivência. Este trabalho tem como objetivo apresentar e analisar algumas dessas ações estratégicas.

Abstract The constant existing modifications in the economic and competitive environment where the companies are located demand that these are always innovating in relation the technological development, creating chances for growth and increasing the concern with the satisfaction of the client. The existing competitiveness between the companies requires that these elaborate strategies that assist in the analysis of the current and future situation, glimpsing new potentialities of action and performance so that these if become more competitive, appealing, therefore the strategic action that guarantees its survival. This work has as objective to present and to analyze some of these strategic actions.

Caderno de Engenharia de Produção do Mackenzie 5

1. INTRODUÇÃO

Surgem constantemente, novas técnicas e estratégias criadas com a finalidade de acompanhar as transformações tecnológicas e modificações econômicas mundiais. Devido a globalização, essas inovações afetam a todos, direta ou indiretamente, de modo muito mais rápido e significativo. Desta forma, a adequação das atividades empresariais a essas mudanças, torna-se imperativa. Um desempenho empresarial positivo está relacionado com o sucesso, sendo este, utilizado para descrever o propósito básico da empresa. A estratégia competitiva visa estabelecer uma posição lucrativa e sustentável contra as forças que determinam a concorrência na indústria]1[.

No momento em que uma empresa decide adotar uma estratégia competitiva, estará buscando uma posição competitiva favorável junto às suas concorrentes.

A área de Marketing desenvolve papel fundamental em gestão estratégica. As estratégias de marketing utilizadas são elaboradas em função das semelhanças dos consumidores que compõem cada segmento, que tende a responder de forma similar aos estímulos do marketing. Desta forma, um determinado produto pode atingir públicos diferentes variando apenas a estratégia]2[.

Além da estratégia competitiva, as vantagens competitivas estão diretamente relacionadas ao sucesso empresarial. Vantagens competitivas são frequentemente obtidas através do lançamento de novos produtos e serviços, sendo esses diferenciados e com preços acessíveis.

(Parte 1 de 9)

Comentários