Flotação de caldo de cana de açucar

Flotação de caldo de cana de açucar

ESTRUTURA QUIMICA      onde R1 e R2 :  cadeia carbônica de C14 a C18 .

CONSIDERAÇÕES

O processo tradicional de refinarias de açúcar está baseado na remoção de corantes e impurezas aniônicas, contidas no açúcar cristal ou demerara utilizado como matéria-prima, visando obter um produto de aspecto brilhante e baixo teor de cor.

A adição de um agente catiônico de ação superficial, como as marcas Praepagen, contribui para intensificar e acelerar o processo de descoloração.

O modo de ação do produto é extremamente simples e consiste na interação entre um resíduo graxo, insolúvel em água, e  moléculas corantes, altamente solúveis em água,  formando  um  complexo  corante  insolúvel  de  fácil  remoção.

Quando  se  adiciona  Praepagen  ao  licor  proveniente  do  açùcar  derretido  ou  ao  xarope,  dá-se  uma  interação   instantânea  entre  as  cargas catiônicas  do produto e  as  cargas  aniônicas  das  impurezas  solúveis  na  solução  formando  coagulos  insolúveis  e  agregados  de  corantes  que  mediante  uma  carbonotação  e  fosfatação  acumulam-se  em  flóculos  de  fácil  remoção.

Por  outro  lado  a  ação  tensoativa  de  ação  superficial  do  Praepagen,  reduz  a tensão  interfacial  entre  o  ar  incorporado  e  o  meio  facilitando  a  introdução de  bolhas  de  ar aos  floculos  formados  de  maneira  que  sua  separação  por  flotação  ocorre  de  forma  rápida  mediante  uma  adição  mínima  de  um  agente  aniônico  de  flotação.

Como resultado obtem-se  um  licor  clarificado  brilhante  e  de  baixa  cor  possibilitando  a  produção  de  um  açúcar  de  excelente  qualidade.

O  uso de  Praepagen   como  agente  descolorante  na  produção  de  açúcar  é  regulamentado  pelo  F.D.A,  conforme  título  173.400    que  em  sintese  aprova  como  agente   descolorante  em  processos  de  refino  de  açúcar  o  produto  denominado  cloreto  de  dialquil  dimetil  amôneo  com  75 %  de  teor  ativo,  teor  de  amina  livre  inferior  a  2%  e  dosagem  máxima  de  700  ppm  em  relação  aos  sólidos  do  licor  ou  do  xarope  a  ser  tratado .

ESPECIFICAÇÕES

            PRAEPAGEN   WB     PRAEPAGEN   WKT

Aspecto         pasta amarelada      líquido amarelado

% matéria ativa (Epton)  75 ± 1 ( pm 575 )     71 ± ( pm 575 )

% amina livre          < 2  ( pm 525 )        < 2  ( pm 525 )

cinzas sulfatadas    <  0,5 <  0,5

% álcool etílico       c.a.  18        c.a.  20

% água (KF)            c.a. .  6        c.a.   9

cor  Iodo (mg Iodo/100 mL)        máx.  7         máx.  10

pH (1% em água)                   5,5  -  7,5                        5,0  -  7,0

DOSAGEM

O grau de descoloração  obtido  com  o produto Praepagen  é proporcional à quantidade empregada, porém,  essa  quantidade  é  limitada pelo  fator  econômico e pela regulamentação  do  F.D.A.

As  condições   ótimas  de  dosagem  do  Praepagen  em  refinarias  de  açúcar são  específicas para  cada  unidade industrial, dependendo, muitas  vezes, das características  dos  equipamentos e  da qualidade  do  açúcar usado  como  matéria prima. Geralmente, dosagens de  200  a  500 ppm  em  relação  aos  sólidos proporcionam  uma  descoloração  de  50  a  75  % da cor  do  licor  derretido.

Para  sistemas  de  flotação  de  xarope  dosagens  de  30  ppm  em  relação  aos  sólidos  do  xarope   contribui  para  acelerar  a coagulação  dos  corantes  melhorando  a performance  funcional  do  flotador  e possibilitando  descoloração  de  até  20 %  no  xarope  flotado.

EMBALAGEM

Praepagen  é  fornecido  em  bombonas  plásticas  de  80   e     200  Kg.

FICHA  DE  EMERGÊNCIA  /  SEGURANÇA

Comercial                       Praepagen

Número  da  ONU             1993  líquido  ou  pasta    inflamável

ASPECTO

Produto   líquido  ou    pastoso,  levemente  amarelo,  pH  neutro, contém  solvente  volátil.

MEDIDAS  DE  PROTEÇÃO

Medidas  de  proteção  técnica ( gerais )

Armazenar  em local  fresco  e  ventilado.  "Não  fumar e  não  inalar ".

Equipamentos  de  proteção  individual

Óculos de segurança, luvas, avental de P V C e máscara  para  gases ( vapores  orgânicos )

Higiene  do  trabalho ( cuidado  após  manuseio )

Evitar  contato  com a pele e olhos,  manter limpo o local de trabalho.

Proteção  contra  fogo  e  explosão

Tomar  medidas  para  evitar cargas eletrostáticas.

Descarte

Incinerar  em  incinerador  de  acordo  com a legislação  vigente.

Dados Toxicológicos

-2000 mg/Kg (ratos)                        Toxividade oral  aguda ( LD50 )

-irritante (coelhos)                          Compatibilidade  com a pele

-irritante ( olhos de coelho)               Compatibilidade com  a  mucosa

-10 mg/L - 96 horas                         Toxividade aguda  para  peixes (LD50)l

Dados  Ecológicos ( Meio Ambiente )

Demanda  química  de  oxigênio (DQO) = 2800  mg 02/g.

Degradação  biológica  >  100 mg/L ( teste  tubo  fermentação )

RISCOS

Fogo                         Inflamável, ponto  de  fulgor : 12° C.

Saúde                       Produto  irritante  das  vias  respiratórias e  dos  olhos.

Meio Ambiente            em  grandes  quantidades  contamina água  e  solo.  Causa  danos à  flora  e  fauna

EM  CASO  DE  ACIDENTE

SE  OCORRER  ISTO -        FAÇA  ISTO

Vazamento                        -    Isolar  e  sinalizar  a  área

         -        Usar E.P.I’ s : luvas, botas  e  avental de  P V C,  máscara  panorâmica  com  filtro  para  vapores orgânicos  ou  proteção  respiratória  autônoma, óculos  de  segurança.

         -        Eliminar o  vazamento  se  possível. Evitar  contato  com  substâncias  oxidantes.

                                    -    Cobrir  a  porção  vazada  com  terra  ou  areia.

                                    -    Evitar  que  o  produto  atinja  bueiros,  esgotos,  cursos  d’água, etc.

                                    -    Eliminar qualquer fonte de ignição ou calor ( cigarros, circuito elétrico do  veículo, etc).

         -        Recolher o produto juntamente  com a  terra  de  cobertura,  em recipientes  fechados,  transportar  para  local  seguro  para  receber  tratamento adequado para  incineração. Limpar  a  área.

Fogo                                    -    Inflamável,  ponto  de  fulgor :  12 °C.

                                    -    Agentes  extintores  pó  químico seco,  gás  carbônico,  espuma mecânica, água em forma de neblina.

         -        Recipientes vazios podem  conter  restos  de  produtos  que, em  presença  do  ar,  formam  misturas  explosivas.

Poluição                       -    Pequenas  Proporções : avisar  a Clariant  SA..

                                    -    Grandes Proporções : avisar a Polícia  Rodoviária, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil,  orgãos de proteção  ao  meio ambiente  e a  Clariant  SA.

Pessoas                        -    Pele         :   remover  roupas  e  calçados contaminados.

                                                       :   lavar  com  água  corrente e  sabão durante  15  minutos.

         -        Olhos  :        lavar  com água corrente  durante  15  minutos.

procurar  um  atendimento oftalmológico.

                                    -    Inalação    :   remover a vitima para ambiente ventilado.

                                    -    Ingestão   :   lavar a boca e dar bastante água para beber, transportar para um hospital.

Médico                          -    Tratamento  sintomático.

BOZEFLOC A  

Floculante aniônico de alto peso molecular

COMPOSIÇÃO QUÍMICA

Copolímero de acrilamida e acrilato de sódio.

FÓRMULA  GERAL

INTRODUÇÃO

Floculantes tipo Bozefloc A são polímeros orgânicos de alto peso molecular provenientes da polimerização de Acrilamida com Acrilato de Sódio. Assim sendo, são produtos com caráter aniônico que expõe suas cargas negativas quando em solução aquosa.

Considerando tais características, Bozefloc A é utilizado no processo de clarificação em usinas e refinarias de açúcar, como agente floculante nas etapas de decantação e flotação. É fundamental para esta aplicação que o produto apresente no máximo 0.05 % de monômero livre para se enquadrar nas normas estabelecidas pelo F.D.A. , CFR título 21, seção 121:1092.

MODO DE AÇÃO

Os polímeros tipo Bozefloc A incorporam grupos reativos em solução aquosa, os quais têm uma forte afinidade com a interface de suspensões coloidais e partículas sólidas presentes em meios  aquosos  ou lamas.

As interações entre o produto e as partículas sólidas são baseadas em forças eletrostáticas e trocas de cargas que desestabilizam a interface das partículas, formando flóculos volumosos, que são facilmente separados da suspensão.

Desta forma, o efeito de Bozefloc A é determinado principalmente pelos potenciais ativos na interface das partículas, que, por sua vez, são dependentes das próprias partículas e das condições do meio envolvido, tais como: valor do pH, condutividade elétrica, dureza e presença de surfactantes.

A atividade de Bozefloc A como floculante em usinas e refinarias de açúcar depende basicamente do pH do meio, do peso molecular e do grau de hidrólise do produto.

PH

O processo de floculação consiste em uma neutralização das cargas elétricas positivas das partículas coloidais em suspensão com as cargas elétricas negativas do produto floculante; assim sendo, é fundamental que o meio envolvido não apresente cargas que contribuam para a neutralização do polímero. Logo, o ideal é operar com meio ligeiramente ácido, isto é, pH na faixa de 6,5 a 6,8.

Peso molecular

Comentários