Biomorfologia do Sistema endócrino

Biomorfologia do Sistema endócrino

  • HISTOLOGIA:

  • ATENÇÃO!

  • A PORÇÃO EXÓCRINA DO PÂNCREAS É UMA GLÂNDULA ACINOSA SIMILAR A GLÂNDULA PARÓTIDA. DIFERENÇAS:

    • PRESENÇA DE ILHOTAS PANCREÁTICAS NO PÂNCREAS;
    • CÉLULAS CENTROACINOSAS NOS ÁCINOS PANCREÁTICOS;
    • PRESENÇA DE DUCTOS ESTRIADOS NA PARÓTIDA

  • OUTRA CARACTERÍSTICA DO PÂNCREAS É A PENETRAÇÃO DAS PORÇÕES INICIAIS DOS DUCTOS INTERCALARES NO LÚMEN DOS ÁCINOS.

  • OS DUCTOS INTERCALARES SÃO TRIBUTÁRIOS DOS DUCTOS INTELOBULARES E APRESENTAM EPITÉLIO COLUNAR.

PÂNCREAS EXÓCRINO:

  • PÂNCREAS EXÓCRINO:

  • - CONSTITUÍDO POR CÉLULAS SEROSAS

      • Apresentam núcleo esférico,
      • típico de cls secretoras
      • de proteínas (zimogênios)

PÂNCREAS ENDÓCRINO:

  • PÂNCREAS ENDÓCRINO:

  • ILHOTAS PANCREÁTICAS

  • ANATOMIA:

  • - GLÂNDULA ACESSÓRIA DA DIGESTÃO

  • - É RETROPERITONEAL E TRANSVERSA NA PAREDE POSTERIOR DO ABDOME;

  • - É FIXADO NA MARGEM ANTERIOR PELO MESOCOLO TRANSVERSO

- RELAÇÕES ANATOMICAS:

  • - RELAÇÕES ANATOMICAS:

  • *POSTERIOR AO ESTÔMAGO;

  • *À DIREITA TEM O DUODENO;

  • * À ESQUERDA TEM O BAÇO;

  • - É DIVIDIDO EM 4 PARTES

  • * CABEÇA

  • *COLO

  • *CORPO

  • *CAUDA

- IRRIGAÇÃO:

  • - IRRIGAÇÃO:

HISTOLOGIA:

  • HISTOLOGIA:

  • TAIS HORMÔNIOS SÃO RESPONSÁVEIS POR CONTROLAR O METABOLISMO DO CORPO.

  • - FOLICULOS TIREOIDIANOS -> EPITÉLIO SIMPLES

  • - CAVIDADE DOS FOLÍCULOS -> COLÓIDE

- CÉLULAS DA TIREÓIDE

  • - CÉLULAS DA TIREÓIDE

  • 1. CÉLULAS EPITELIAS:

  • 2. CÉLULAS PARAFOLICULARES

  • OU CÉLULAS EM C:

- SÍNTESE DOS HORMÔNIOS NAS CÉLULAS FOLICULARES:

  • - SÍNTESE DOS HORMÔNIOS NAS CÉLULAS FOLICULARES:

  • 1. SÍNTESE DE TIREOGLOBULINA

  • 2. CAPTAÇÃO DE IODETO CIRCULANTE

  • 3. OXIDAÇÃO DO IODO INTRACELULAR

  • 4. IODAÇÃO DAS MOLÉCULAS DE TIROSINA

  • - ARMAZENAMENTO DOS HORMÔNIOS NAS CÉLULAS FOLICULARES -> COLÓIDE.

- LIBERAÇÃO DE T3 E T4:

  • - LIBERAÇÃO DE T3 E T4:

AÇÃO DE T3 E T4 NO ORGANISMO:

  • AÇÃO DE T3 E T4 NO ORGANISMO:

    • AGEM NAS MITOCÔNDRIAS AUMENTANDO O NÚMERO DESTAS ORGANELAS, A QUANTIDADDE DAS CRIPTAS E A OXIDAÇÃO FOSFORILATIVA;
    • AUMENTAM A REABSORÇÃO DE GLICOSE NO INTESTINO;
    • REGULAM O METABOLISMO DE LIPÍDIOS;
    • INFLUENCIAM NO CRESCIMENTO DO CORPO
    • INFLUENCIAM NO DESENVOLVIMENTO DO SN NA VIDA FETAL.
    • T4 -> ESTIMULA A SÍNTESE PROTÉICA E O CONSUMO DE OXIGÊNIO NO ORGANISMO.

- CONTROLE DE PRODUÇÃO DOS HORM}ONIOS:

  • - CONTROLE DE PRODUÇÃO DOS HORM}ONIOS:

    • TEOR DE IODO NO ORGANISMO
    • HORMÔNIO TIREOTRÓPICO - TSH
    • ATENÇÃO:
    • A SECREÇÃO DE TSH É AUMENTADA PELA EXIBIÇÃO AO FRIO E DIMINUIDA PELA EXIBIÇÃO AO CALOR E EM SITUAÇÕES DE ESTRESSE!

ANATOMIA:

  • ANATOMIA:

    • LOCALIZA-SE ÂNTERO-LATERALMENTE, PROFUNDAMENTE AOS MÚSCULOS ESTERNOTIREÓDEO E ESTERNO-HIÓIDEO;
    • APRESENTA, NORMALMENTE, 2 LOBOS QUE SÃO UNIDOS POR UM ISTMO ENTRE O 2° E 3° ANÉIS TRAQUEAIS;
    • É CIRCUNDADA POR UMA CÁPSULA FIBROSA DE TECIDO CONJUNTIVO DENSO.

- IRRIGAÇÃO:

  • - IRRIGAÇÃO:

-INERVAÇÃO:

  • -INERVAÇÃO:

  • - É DERIVADA DOS GÂNGLIOS SIMPÁTICOS CERVICAIS SUPERIORES, MÉDIOS E INFERIORES.

  • - OS NERVOS TIREÓIDEOS CHEGAM À GLÂNDULA ATRAVÉS DO PLEXOS CARDÍACOS E PERIARTRIAIS SUPERIORES E INFERIORES

-INERVAÇÃO:

  • -INERVAÇÃO:

  • ATENÇÃO:

  • ESSAS FIBRAS SÃO VASOMOTORAS. OU SEJA, CAUSAM CONSTRICÇÃO DOS VASOS SANGUÍNEOS. A SECREÇÃO ENDÓCRINA É CONTROLADA HORMONALMENTE PELA HIPÓFISE.

  • HISTOLOGIA:

  • - SÃO, NORMALMENTE 4 PEQUENAS GLÂNDULAS;

  • - CADA PATIREÓIDE É ENVOLVIDA POR UMA CÁPSULA DE TECIDO CONJUNTIVO;

  • CÉLULAS DA PARATIREÓIDE:

  • 1. CÉLULAS PRINCIPAIS:

  • 2. CÉLULAS OXÍFILAS:

AÇÕES DO PARATORMÔNIO:

  • AÇÕES DO PARATORMÔNIO:

AÇÕES DO CALCITONINA:

  • AÇÕES DO CALCITONINA:

RESUMINDO:

  • RESUMINDO:

ANATOMIA:

  • ANATOMIA:

  • - SÃO GLÂNDULAS OVAIS E ACHATADAS

  • - LOCALIZAM-SE EXTERNAMENTE À CAPSULA TIREÓIDEA, NA SUPERFÍCIE POSTERIOR DE CADA LOBO.

  • - IRRIGAÇÃO ARTERIAL:

  • RAMO ASCENDENTE DA ARTÉRIA TIREÓIDEA INFERIOR

  • - IRRIGAÇÃO VENOSA:

  • PLEXO VENOSO TIREÓIDEO

  • - INERVAÇÃO:

  • RAMOS TIREÓIDEOS DOS GÂNGLIOS SIMPÁTICOS CERVICAIS

  • - SÃO MOLÉCULAS QUE FUNCIONAM COMO SINAIS QUÍMICOS

  • - SÃO LIBERADOS POR CÉLULAS ENDÓCRINAS QUE SE ORGANIZAM EM CORDÕES CELULARES

  • EXCEÇÃO: GLÂNDULA TIREÓIDE -> SUAS CÉLULAS SE ORGANIZAM EM FOLÍCULOS

COMUNICAÇÃO HUMORAL:

  • COMUNICAÇÃO HUMORAL:

  • 1. HORMONAL OU ENDÓCRINO: O TECIDO ALVO SE ENCONTRA LONGE DA GLÂNDULA;

  • 2. AUTÓCRINO: O TECIDO ALVO É A PRÓPRIA GLÂNDULA;

  • 3. PARÁCRINO: O TECIDO ALVO SÃO CÉLULAS CIRCUNVIZINHAS À GLÂNDULA;

  • 4. NEUROHORMONAL OU NEUROENDÓCRINO: NEURÔNIOS LIBERANDO HORMÔNIO NO SANGUE.

OBS:

  • OBS:

  • 1 - OS TECIDOS-ALVO REAGEM AOS HORMÔNIOS, POIS SUAS CÉLULAS TEM RECEPTORES QUE RECONHECEM ESPECIFICAMENTE DETERMINADOS HORMÔNIOS E SÓ A ELES RESPONDEM.

  • 2 – AS PRÓPRIAS CÉLULAS ENDÓCRINAS TAMBÉM PODEM SER CÉLULAS ALVO DE OUTRAS GLÂNDULAS ENDÓCRINAS. DESTE MODO, O ORGANISMO PODE CONTROLAR A SECREÇÃO DE HORMÔNIOS POR UM MECANISMO DE FEED BACK .

HISTOLOGIA:

  • HISTOLOGIA:

  • - DEVIDO SUA ORIGEM EMBRIOLÓGICA, É CONSTITUÍDA POR 2 GLÂNDULAS UNIDAS ANATOMICAMENTTE:

  • 1. ADENOHIPÓFISE:

  • 2. NEUROHIPÓFISE:

- IRRIGAÇÃO:

  • - IRRIGAÇÃO:

- SISTEMA PORTA-HIPOFISÁRIO:

  • - SISTEMA PORTA-HIPOFISÁRIO:

- SISTEMA HIPOTÁLAMO-HIPOFISÁRIO:

  • - SISTEMA HIPOTÁLAMO-HIPOFISÁRIO:

1. ADENOHIPÓFISE:

  • 1. ADENOHIPÓFISE:

HORMÔNIOS DA ADENOHIPÓFISE:

  • HORMÔNIOS DA ADENOHIPÓFISE:

    • ACTH
    • TSH
    • FSH
    • LF
    • GH
    • PROLACTINA

2. NEUROHIPÓFISE:

  • 2. NEUROHIPÓFISE:

  • - CONSISTE NA PARS NERVOSA E NO INFUNDÍBULO;

  • - NÃO APRESENTA CÉLULAS SECRETOORAS;

  • - ARMAZENAM HORMONIOS HIPOTALÂMICOS DOS NÚCLOES SUPRA-ÓPTICO E PARAVENTRICULAR ATRAVÉS DOS CORPÚSCULOS DE HERRING.

HORMÔNIOS DA NEUROHIPÓFISE:

  • HORMÔNIOS DA NEUROHIPÓFISE:

    • ADH
    • OCITOCINA
    • OBS.:
    • OS HORMÔNIOS DA NEUROHIPÓFISE SÃO NEUROSSECREÇÕES HIPOTALÂMICAS ARMAZENADAS NOS CORPÚSCULOS DE HERRING QUE SERÃO LIBERADAS POR MEIO DE IMPULSOS NERVOSOS DE FIBRAS ORIGINADAS NOS NÚCLEOS DO HIPOTÁLAMO.

Comentários