Monografia: Assistência de Enfermagem nos Transtornos Alimentares

Monografia: Assistência de Enfermagem nos Transtornos Alimentares

(Parte 1 de 5)

E S E F A P Bacharelado em Enfermagem

E S E F A P Bacharelado em Enfermagem

Monografia apresentada à ESEFAP como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em Enfermagem sob a orientação da Prof. Ms. Cristiane Guilherme

E S E F A P Bacharelado em Enfermagem

Membros da Comissão Julgadora da Monografia apresentada à ESEFAP de Tupã em _ de novembro de 2009.

Comissão Julgadora:

É de inteira responsabilidade o conteúdo do trabalho apresentado pelo aluno. O Professor Orientador, a Banca Examinadora da Instituição não são responsáveis e nem endossam as idéias e o conteúdo do mesmo.

Dedico o presente trabalho a minha mãe Wanda que é a minha maior incentivadora, que me apóia literalmente em tudo na minha vida, sem ela eu não teria conseguido realizar este sonho, obrigada mãe por tudo, por ter sido meu pai, minha mãe e minha melhor amiga durante a vida toda. Dedico também ao meu esposo Marcio Rogério e as minhas filhas Isabela Cristina e Laura Beatriz pelo carinho, pela força, pelo incentivo e compreensão privandose de minha companhia pelas ausências decorrentes das longas horas de estudos, concedendo a mim a oportunidade de me realizar ainda mais.

Primeiramente agradeço a Deus, pois nos momentos difíceis e quando a dúvida pairava sobre a conclusão deste trabalho, e deste curso era com a minha fé Nele, que eu encontrava forças para continuar.

Agradeço a minha mãe, meu esposo e minhas filhas que, com muito carinho e apoio, não mediram esforços para que eu chegasse até esta etapa de minha vida.

E agradeço em particular à grande mestre que contribuiu para a realização deste trabalho a minha orientadora Professora Ms. Cristiane Guilherme por ter tido o privilégio de ser sua orientanda, por seu apoio e inspiração no amadurecimento dos meus conhecimentos e conceitos que me levaram a execução e conclusão desta monografia.

Ao Professor Ms Faustino Correia de Oliveira Neto, pelo estímulo acadêmico e pela valorização cultural que atribui ao processo pedagógico e pelo incentivo e apoio constante.

Ao Professor Ms André Luís Sanches, que muito me incentivou, confiou e apoiou, que me ajudou a eliminar as barreiras de medo nas apresentações de seminários, de forma a desenvolver minha auto-confiança.

A minha querida amiga Andréia Gonçalves, pelo total apoio, incentivo e colaboração nesta jornada.

Agradeço aos meus primos Larissa e Flávio que de uma forma muito especial me apoiaram e contribuíram na realização deste trabalho.

Agradeço a todos os meus amigos, familiares e professores que de alguma forma direta ou indiretamente passaram pela minha vida e contribuíram para a construção de quem sou hoje.

“Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um não. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.” Augusto Cury

SILVA, Erika Doretto Blaques da. Assistência de Enfermagem nos Transtornos Alimentares. 2009. 61 f. Monografia (Graduação) – Bacharelado em Enfermagem, Faculdades ESEFAP, Tupã, 2009.

Os Transtornos alimentares são patologias graves, complexas e com alto grau de morbimortalidade, apresentando suas primeiras manifestações na adolescência que é a fase de maior susceptibilidade. O trabalho discorre sobre a anorexia nervosa que é caracterizada pela obsessão por magreza a qual é atingida por meio da auto-inanição, as pessoas acometidas mantêm um peso corpóreo abaixo de um nível considerado normal mínimo para idade e estatura. A bulimia nervosa caracteriza-se por episódios recorrentes de compulsões alimentares, onde o individuo devido a um sentimento de culpa e angústia utiliza de sentimentos compensatórios inadequados para aliviar estes sentimentos, como os vômitos auto-induzidos, atividades físicas intensas e exageradas e o uso abusivo de laxantes diuréticos e drogas anorexígenas. O presente trabalho teve por objetivo identificar a atuação da equipe de enfermagem na assistência prestada aos portadores desses transtornos, enfatizando que a obtenção de um diagnóstico precoce favorece um melhor prognóstico e tratamento, mencionando os sinais predisponentes e os cuidados de enfermagem na prevenção da anorexia nervosa na adolescência. A metodologia utilizada para o desenvolvimento do estudo foi a pesquisa exploratória, com revisão e pesquisa bibliográfica em livros nacionais, artigos científicos, revistas e dados disponíveis na internet, buscando favorecer a reflexão e familiarização sobre a atuação do profissional de enfermagem na assistência prestada aos portadores de TAs. Com o aumento na procura por tratamento dos TAs, faz-se necessário uma assistência individualizada, humanizada, sendo desta forma mais holística, onde a prevenção, o diagnóstico precoce, a intervenção e o tratamento das perturbações mentais reduzem significativamente as suas conseqüências pessoais, econômicas e sociais, e com isso, o maior auxilio para o enfermeiro, a equipe de enfermagem e demais profissionais é a Sistematização da Assistência de Enfermagem. Na década de 80 quanto aos cuidados de enfermagem prestados cabia ao enfermeiro um período de observação de uma hora posterior a refeição visando evitar o vômito auto-induzido, prática de exercícios físicos ou a automutilação. Atualmente o profissional de enfermagem ocupa um lugar privilegiado estando na posição chave para cuidar desses pacientes, sendo o profissional preparado para estabelecer uma relação terapêutica com o cliente. Por isso se faz tão importante conhecer a patologia, só assim será possível dar a devida assistência.

Palavras chaves: transtornos alimentares, anorexia nervosa, bulimia nervosa, assistência de enfermagem, prevenção, tratamento.

SILVA, Erika Doretto Blaques da. Nursing Assistance on Alimentary Upheavals, 2009 61 f. Monography (Graduation) – Bachelor on Nursing, ESEFAP Faculties, Tupã, 2009.

The alimentary upheavals are serious, complex patologies with a high degree of morbimortality, presenting its first manifestations in the adolescence that is the phase of greatest susceptibility. The work is on the nervous anorexy that is characterized by the obsession for thinness which is reached by means of the self starvation, the people attacked keep a corporeal weight below of a considered minimum normal level for age and stature. The nervous bulimia is characterized for recurrent episodes of alimentary compulsions, in which the individual, due to a feeling of guilt and anguish, uses of inadequate compensatory feelings to alliviate these feelings, as self induced vomits, intense and exaggerated physical activities and the use of abusive diuretics laxative and anorexigens drugs. The objective of the present work is to identify the performance of the team of nursing in the assistance given to the carriers of these upheavals, emphasizing that the attainment of a precocious diagnosis favors one better prognostic and treatment, mentioning the predisponent signals and the cares of nursing in the prevention of the nervous anorexy in the adolescence. The methodology used for the development of the study was the exploiting research, with review and bibliographical research in national books, scientific articles, available magazines and data in the Internet, trying to favour the reflection and familiarization on the performance of the professional of nursing in the assistance given to the carriers TAs. With the increase in the search for treatment of TAs, it becomes necessary an individualized human assistance, being in such a way more holistic, in which the prevention, the precocious diagnosis, the intervention and the treatment of the mental disturbances reduce its personal, economic and social consequences significantly, and with this, the better assistance for the nurse, the nursing team and excessively professional is the Systematization of the Assistance of Nursing. In the 80's, about the given cares of nursing, it was responsability of the nurse a period of comment of one hour subsequent to aiming to prevent the self induced vomit, practical of physical 80 exercises or the self mutilation. Currently the nursing professional occupies a privileged place being in the key position to take care of of these patients, being the prepared professional to establish a therapeutical relation with the customer. Therefore it becomes so important to know the pathology, thus it will be possible to give the due assistance.

Key words: alimentary upheavals, nervous anorexy, nervous bulimia, nursing assistance, prevention, treatment.

SILVA, Erika Doretto de Blaque. Atención de Enfermería en trastornos de la alimentación. 2009. 50 F Monografía (Graduación) - Licenciatura en Enfermería, Facultad ESEFAP, Tupa, 2009.

Los trastornos alimenticios son patologías serias, complejas y con el alto nivel de mortalidad, presentando sus primeras manifestaciones en la adolescencia que es la fase más susceptible. El trabajo discurre sobre la anorexia nerviosa que es caracterizada por la obsesión por la delgadez que se alcanza por medio de inanición; las personas mantienen un nivel corpóreo del peso abajo del mínimo normal para la edad y la estatura. La bulimia nerviosa son episodios recurrentes de compulsiones alimenticias, cuyo individuo, por una sensación de culpa y angustia, la cubre con sensaciones compensatorias inadecuadas de aliviarlas, como vómitos auto-inducidos, la práctica de actividades físicas intensas y el uso abusivo de laxantes diuréticos y drogas anorexígena. El objetivo de este trabajo es identificar la actuación del equipo de enfermería en la ayuda dada a los portadores de estos trastornos, acentuando que la obtención de un diagnostico precoz favorece el mejor pronóstico y tratamiento, mencionando las señales predisponentes y los cuidados de la enfermería en la prevención de la anorexia nerviosa en la adolescencia. La metodología usada para el desarrollo del estudio fue la exploración de la investigación y revisión de la bibliografía en libros nacionales, artículos científicos, compartimientos disponibles y datos de la red, buscando para favorecer la reflexión y el conocimiento en el funcionamiento del profesional del cuidado en la ayuda dada a los portadores de TAs. Con el aumento en la búsqueda para el tratamiento de TAs, es necesaria una ayuda individualizada, humanizada, de modo más integral, cuya prevención, el diagnostico precoz, la intervención y el tratamiento de los disturbios mentales reducen sus consecuencias personales, económicas y sociales perceptiblemente, y con esto, la mejor asistencia para el enfermero, el equipo del oficio de enfermería y los otros profesionales que son la Sistematización de Asistencia de la enfermería. En la década de los 80, cuánto a los cuidados dados por la enfermería, el enfermero tenia que prestar atención hasta una hora después de la comida para prevenir el vómito auto-inducido, práctica de ejercicios o la automutilación. El profesional del oficio de enfermera ocupa actualmente un lugar privilegiado, está bajo una posición viable para tomar cuidado de estos pacientes, pues el profesional fue preparado para establecer una relación terapéutica con el cliente. Por lo tanto es importante saber la patología, así será solamente posible dar la ayuda debida.

Palabras Claves: trastornos alimenticios, anorexia nerviosa, bulimia nerviosa, asistencia de enfermería, prevención, tratamiento.

nervosa

1 Critérios diagnósticos para anorexia nervosa e bulimia 2

2 Diagnósticos e Intervenções3

3 Protocolo de Enfermagem na prevenção da anorexia nervosa............... 45

Introdução12
1 Transtornos Alimentares: do surgimento às complicações13
1.1 Etiologia17
1.2 Tratamento20
1.3 Classificação dos Transtornos Alimentares2
1.4 A família como um sistema de apoio24
2 Assistência de enfermagem nos Transtornos Alimentares27
2.1 Diagnósticos de Enfermagem3
2.2 Importância da SAE - Sistematização da Assistência de Enfermagem38
3 Prevenção da anorexia nervosa na adolescência43
3.1 Atuação do Profissional de Enfermagem na anorexia nervosa45
precoce

3.2 Fatores predisponentes: sinais que alertam para o diagnóstico 48

4 Objetivos52
Objetivo geral
Objetivos específicos
Metodologia
Resultados e Discussão
Conclusão
Referências

Introdução

A Anorexia e a Bulimia são Transtornos Alimentares que envolvem fatores psicológicos, levando a complicações nutricionais de ampla complexidade, que afetam especialmente adolescentes, adultos jovens e um grande número de crianças mais frequentemente do sexo feminino. Nos últimos anos houve um aumento significativo na incidência desses TAs, fato este relacionado a grande influência sócio cultural da mídia e outros meios de comunicação que estipulam um conceito irreal de beleza que associa a magreza com a atratividade e o sucesso pessoal e profissional, levando a uma busca incontrolável em alcançar este corpo perfeito e encaixar-se neste padrão estético de beleza estipulado pelos veículos de comunicação. Este quadro representa um desafio para o profissional de saúde, exigindo muita atenção e dedicação perante intervenções e tratamento, onde o melhor prognóstico se dá em razão a um diagnóstico e tratamento precoce realizado por uma equipe multidisciplinar. Através de pesquisa e revisão bibliográfica sobre o tema, o presente estudo discorre sobre a assistência prestada ao portador desses transtornos e também a identificação de sinais predisponentes que evidenciam a possível presença e/ou manifestação dos mesmos, possibilitando o diagnóstico e intervenções precoces, havendo então a possível identificação de grupos de risco, onde o enfermeiro por se encontrar na comunidade realizando ações de promoção e prevenção em saúde, utilizando medidas educativas em conjunto com a equipe multidisciplinar, paciente e família que visem a promoção da saúde e a prevenção de possíveis complicações visando amenizá-las e diminuir a morbimortalidade e a incidência.

13 1 Transtornos Alimentares: do surgimento às complicações

A Anorexia e a Bulimia são patologias distintas, sendo ambas ligadas à alimentação. Segundo Timby e Smith (2005, p. 155) “A anorexia nervosa é um transtorno alimentar caracterizado por obsessão por magreza a qual é atingida por meio da auto-inanição.” O termo anorexia deriva do grego orexis (apetite, sendo acrescido do prefixo a (ausência, privação), o primeiro caso foi descrito há três séculos e a patologia só começou a receber atenção a partir do final do século XIX.

Alguns padrões característicos de comportamento evidenciam a presença da anorexia, o individuo torna-se introvertido e defensivo e muito preocupado com a comida, onde geralmente sente-se esfomeado, mas o nega, e habitualmente usa roupas mais largas visando esconder as reais formas do corpo, dessa forma seus pensamentos são dominados pela comida e o peso. As pessoas acometidas mantêm um peso corpóreo abaixo de um nível considerado normal mínimo para a estatura e a idade, sendo instalada em pacientes durante a infância ou início da adolescência, onde a perda de peso ocorre principalmente pela redução progressiva de consumo de alimentos e também pela prática excessiva de exercícios físicos intensos, em casos extremos pode-se chegar inclusive a restrição da dieta líquida. Aproximadamente 50% dos pacientes com anorexia nervosa apresentam episódios bulímicos, com verdadeiras orgias alimentares, principalmente alimentos extremamente calóricos que resultam em crises de ansiedade, sentimentos de culpa, disforia e infelizmente freqüentes idéias de suicídio (NUTRIÇÃO, 1996).

(Parte 1 de 5)

Comentários