Sistema de Comando de Incidentes

Sistema de Comando de Incidentes

(Parte 1 de 10)

Curso Sistema de Comando de Incidentes – Módulo 1 SENASP/MJ - Última atualização em 12/06/2008

Página 1

Curso Sistema de Comando de Incidentes – Módulo 1 SENASP/MJ - Última atualização em 12/06/2008

Página 2

Créditos

Major Marco Negrão de Brito – CBMDF TC Hamilton Santos Esteves Junior -CBMDF

Apresentação

O Sistema de Comando de Incidentes (SCI) é uma ferramenta de gerenciamento que tem como objetivo a estabilização do incidente e a proteção da vida, da propriedade e do meio ambiente.

Este curso dará condições para que você compreenda os principais conceitos e métodos envolvidos nesse modelo de gerenciamento desenvolvido para comando, controle e coordenação, em resposta a situações de emergência.

O curso está dividido em 4 módulos:

Módulo 1 – Visão geral do Sistema de Comando de Incidentes

Módulo 2 – Estruturação do Sistema de Comando de Incidentes

Módulo 3 – Aspectos operacionais do Sistema de Comando de Incidentes Módulo 4 – Exemplos práticos de utilização do Sistema de Comando de Incidentes

Curso Sistema de Comando de Incidentes – Módulo 1 SENASP/MJ - Última atualização em 12/06/2008

Página 3

Módulo 1 - Visão geral do Sistema de Comando de Incidentes

Ao final deste módulo, você será capaz de:

Descrever a origem e evolução do Sistema de Comando de Incidentes;

Conceituar o SCI e identificar suas diferentes denominações no Brasil; e Enumerar os princípios do SCI.

O módulo está divido em duas aulas:

Aula 1 – História do Sistema de Comando de Incidentes Aula 2 – Definições e princípios

Aula 1 – História do Sistema de Comando de Incidentes

O Sistema de Comando de Incidentes (SCI) ou Incident Command System (ICS) foi desenvolvido nos anos 70, em resposta a uma série de incêndios florestais que praticamente destruíram o sudoeste da Califórnia.

Curso Sistema de Comando de Incidentes – Módulo 1 SENASP/MJ - Última atualização em 12/06/2008

Página 4

Naquela ocasião, as autoridades de municípios, de condados e do próprio governo estadual colaboraram para formar o FIrefighting RESources of California Organized for Potential Emergencies (FIRESCOPE).

Problemas identificados

O FIRESCOPE identificou inúmeros problemas comuns às respostas a sinistros envolvendo múltiplos órgãos e jurisdições, tais como:

Falta de uma estrutura de comando clara, definida e adaptável às situações; Dificuldade em estabelecer prioridades e objetivos comuns; Falta de uma terminologia comum entre os órgãos envolvidos; Falta de integração e padronização das comunicações; e Falta de planos e ordens consolidados.

Os esforços para resolver essas dificuldades resultaram no desenvolvimento do modelo original do SCI para gerenciamento de incidentes.

O SCI foi originalmente desenvolvido para combater incêndios florestais, evoluindo posteriormente para um sistema aplicável a qualquer tipo de emergência. Muito do sucesso do SCI é resultado da aplicação direta de uma estrutura organizacional comum e princípios de gerenciamento padronizados

História do desenvolvimento do SCI

1970 – Incêndios na Califórnia 1973 – Primeira versão do SCI 1980 – SCI comprova eficiência 2003 –

Curso Sistema de Comando de Incidentes – Módulo 1 SENASP/MJ - Última atualização em 12/06/2008

Página 5

SCI comprova eficiência

A Instituição do SCI

Devido ao sucesso experimentado pelos órgãos de emergência americanos que utilizavam o SCI no gerenciamento de emergências, o presidente americano George W. Bush expediu, no dia 28 de fevereiro de 2003, a Diretiva Presidencial de nº 5 (HSPD 5 – Homeland Security Presidential Directive nº 5), que instituiu o SCI.

Por meio dessa Diretiva, ficou determinado o estabelecimento do Sistema Nacional de Gerenciamento de Emergências (NIMS – National Incident Management System) e do Sistema de Comando de Incidentes (ICS – Incident Command System) como as ferramentas a serem oficialmente utilizadas para o gerenciamento de emergências e desastres em território norte-americano, independentemente da causa, magnitude ou complexidade do evento.

Devido ao sucesso experimentado pelos órgãos de emergência americanos que utilizavam o SCI no gerenciamento de emergências, o presidente americano George W. Bush expediu, no dia 28 de fevereiro de 2003, a Diretiva Presidencial de nº 5 (HSPD 5 – Homeland Security Presidential Directive nº 5), que instituiu o SCI.

Por meio dessa Diretiva, ficou determinado o estabelecimento do Sistema Nacional de Gerenciamento de Emergências (NIMS – National Incident Management System) e do Sistema de Comando de Incidentes (ICS – Incident Command System) como as ferramentas a serem oficialmente utilizadas para o gerenciamento de emergências e desastres em território norte-americano, independentemente da causa, magnitude ou complexidade do evento.

Veja outros exemplos de uso do Sistema de Comando de Incidentes

Tremores de terra; Explosões;

Curso Sistema de Comando de Incidentes – Módulo 1 SENASP/MJ - Última atualização em 12/06/2008

Página 6

Incêndios em edificações com grande densidade de usuários;

Incêndios em instalações e depósitos de inflamáveis;

Incêndios florestais em áreas de relevante interesse ecológico e que fujam ao controle dos órgãos que têm atribuições específicas para combatê-los;

Acidentes no transporte aéreo, rodoviário, ferroviário, aquático e metroviário;

Incidentes com produtos perigosos;

(Parte 1 de 10)

Comentários