Atividade de estágio apresentada na Disciplina de modelos e maquetes Aplicada ao Design, no Curso de Tecnologia de Design de Interiores da UNIBAN, ministrado pelos Professores Ed Sarro e Alessandra Maleatoux

Índice:

Clay_______________________________________________3__4

Comprando massas à base de polímeros_________5

Armazenando massas à base de polímeros_______5

Condicionando Massas à base de polímeros______5__6

Trabalhando com argilas à base de polímeros_____6

Assando argilas à base de polímeros______________7

Pintando esculturas feitas de argilas à base

polímeros_____________________________________________7__8

Clay

Clay nada mais é que uma argila polimera, as massas à base de polímero são, praticamente, pequenas partículas de PVC suspensas num produto destilado à base de petróleo. Geralmente, ela são macias e flexíveis. Elas permitem trabalhar como se fosse uma argila para cerâmica, mas não seca quando exposta ao ar. Ela pode ser modelada na forma desejada e depois assada num forno comum. Depois de esfriar, ela se transforma num material plástico rígido e pode ser lixada, furada, entalhada e pintada com tintas acrílicas para tela.

Em termos de efeitos especiais, elas são usadas principalmente para se fazer maquetes de personagens e criaturas.

Existem dois tipos básicos de argilas de polímeros: solúveis e insolúveis. As solúveis incluem entre outras, a marca Fimo, que possui um componente que absorve umidade. Talco e maisena são agentes lubrificantes de moldes para estas argilas. Massas insolúveis incluem, dentre outras, a marca Sculpey. A Água é um agente lubrificante de molde para esta marca.

Apesar de existirem várias pelo mundo, no Brasil, por enquanto, encontramos com mais facilidade duas marcas: a alemã Fimo e a americana Sculpey.

Das várias marcas de massas à base de polímero, a mais usada é a Sculpey, fabricada pela Polyform Products Company. Existem três tipos de Sculpey. A Sculpey que é de cor branca e a Super Sculpey, que é bege-rosado translúcido. A Super Sculpey é mais cara que a Sculpey comum, mas é mais fácil de alisar e muito menos frágil já que pode ser assada. Existe também Sculpey III que na mais é que a Super Sculpey colorida.

Nas imagens a cima podemos ver exemplos da marca Sculpey.

Na foto a cima você pode ver exemplos da marca Fimo. Existem várias cores, mas a argila Fimo é mais cara se comparada com a Super Sculpey, se levarmos em proporção a quantidade. Alguns artistas não preferem a Fimo pelo fato de, algumas vezes, as peças ficarem quebradiças.

Comprando massas à base de polímero

A massa à base de polímero endurece quando exposta ao ar por um período de tempo. As caixas em que elas são vendidas não são hermeticamente lacradas, assim, você deve abrir a caixa e verificar a consistência com seus dedos antes de você comprá-la. A massa que fica muito tempo numa prateleira poderá estar endurecida. Ela tem que ter uma consistência macia, flexível. Geralmente, quanto mais macia a massa, melhor será para você, assim, verifique a massa antes de comprar. Além disso, imagine que a sua escultura estará exposta ao ar por uma duração de tempo na qual você está trabalhando nela, assim, se a massa aparenta pouco macia quanto você a testar na loja, ela endurecerá enquanto você estiver trabalhando nela.

Armazenando massas à base de polímero

Os fabricantes recomendam armazenar num local fresco e longe do calor e luz direta do sol. Armazene a massa num recipiente vedado de ar (plásticos para freezer com zip funcionam bem) na geladeira. Uma sugestão seria enrolar num filme plástico de PVC usado para alimentos e colocar neste plástico zip. Quando for usar, deixe a massa na temperatura ambiente antes de usar para esculpir. Não armazene a massa em caixas de poliestireno pois ela derreterá o poliestireno. De maneira geral, mantenha-a longe da maioria dos plásticos. Da mesma forma, não coloque qualquer pedaço de massa sobre mobílias envernizadas ou laqueadas, pois o solvente na argila destruirá o acabamento.

Condicionando massas à base de polímero

É muito importante, quando usar massas à base de polímero, "condicionar" a massa antes de esculpir. Condicionar é simplesmente amassar e trabalhar a massa com as suas mãos por um período de tempo. Condicionando, a sua massa fica mais macia e ela fica mais forte quando for assada. O papel do polegar quando condicionar a argila é amassar a argila por um período de tempo. Uma outra forma de condicionar é passar a argila por um dispositivo semelhante aqueles usados para amassar a massa de pastel, principalmente quando a argila está muito dura para amassar com os dedos. Assim, pode-se recondicionar algumas argilas já guardadas e que você poderia ter pensado em jogá-las fora. Com esta máquina, você pode usar o diluente de Sculpey, que é um líquido claro.

Você pode então recondicionar a Sculpey num estado mais macio e flexível. Para isso, regule a máquina de amassar para a posição mais grossa, deixando um intervalo mais largo possível entre os rolos de metal. Depois simplesmente role a argila através dela para achatá-la. Adicione algumas gotas de diluente de Sculpey na tira de argila, esfreque com os dedos e então dobre a argila ao meio e passe de novo através para misturar o líquido com a argila. Você precisará redobrar a argila e passar de novo algumas vezes para torná-la realmente mais macia. Quando a argila sair da máquina numa faixa macia e flexível, você terá obtido a consistência desejada.

Atenção: Nunca use esta máquina para massas de alimentos depois de usar com a Scuper Sculpey. Use uma máquina já velha! Além disso, sempre lave as suas mãos depois de esculpir com argilas à base de polímero, pois eles fazem mal se ingeridos. Não deixe estas argilas próxima de ciranças e não use peças de argila assada como recipientes de alimentos. Para saber se você é alérgico a massa, aplique uma pequena quantidade em contato com a pele de seu braço (parte interna do antebraço). Se depois de 30 minutos ficar vermelho, só use a argila com luvas (de preferência luvas cirúrgicas descartáveis).

Trabalhando com argilas à base de polímero

É sempre bom colocar a massa sobre algum tipo de armação, para suportar a massa e funcionar como um esqueleto. Para armação, pode-se usar arame e papel alumínio. Prenda o esqueleto de arame numa base de madeira compensada, mas não use base de plástico. E não use isopor, pois ele expande quando assa, podendo arruinar a peça.

Existem vários tipos de ferramentas para esculpir, mas as ferramentas de dentistas são muito úteis. Mas não esqueça: para trabalhar com massas como a Super Sculpey é necessário ferramentas de aro. Elas são usadas para remover a massa sem afetar outras áreas. Não existe na verdade "muita mágica" no processo em si. A "mágica" está mais nas mãos daquele que esculpe.

O processo de esculpir com este tipo de massa é: adicione um pouco de massa, aperte ao redor com ferramentas, retire um pouco com ferramentas de aro. Repita até que a forma desejada seja obtida. Se desejar cortar a massa com bordas definidas pode-se usar um fio de nylon bem fino amarrado nas extremidades com dois cilindros de madeira. Para suavizar a superfície, você pode usar seus dedos, ferramentas, ou mesmo um pincel fino (com ou sem álcool) ou asse e depois use uma lixa para suavizar. Se desejar pode suavizar a superfície, por exemplo, para retirar as impressões digitais, usando diluente de Sculpey ou mesmo, como alternativa, o fluído de isqueiro. Como as massas como a Super Sculpey são macias, texturas interessantes podem ser obtidas pressionando na área desejada um carimbo de textura. Este carimbo pode ser feito através da aplicação de várias camadas de látex, ou de silicone. Por exemplo, aplicando várias camadas de látex sobre uma casca de laranja pode ser usada para criar textura de pele. Fazer uma coleção destas texturas pode ser útil.

Assando argilas à base de polímero

Existem muitas teorias sobre como assar massas como a Super Sculpey.

A maioria dos escultores tem as suas próprias idéias. A embalagem da Super Sculpey vem com instruções para assar no seu forno de casa (nunca use um microondas!). Segundo elas, deve-se assar a Super Sculpey num forno pré-aquecido a 135 graus de 5 a 15 minutos para cada 0,6 cm de espessura de massa. Por exemplo, uma peça de 1,2 cm de espessura deverá ser curada por 30 minutos. Em média, uma escultura pequena pode ser assada de 15 a 30 minutos. E não se esqueça: quando for assar apoie sua escultura sobre uma forma ou bandeja de alumínio forrada com papelão.

Para evitar de queimar as esculturas, pode-se assar numa temperatura mais baixa por um período maior de tempo. Depois deixe a escultura esfriar no forno e asse-a por uma segunda vez (mesma temperatura e tempo). Isto fornece bons resultados, mas você pode experimentar para determinar o seu melhor método de assar. Não asse por temperatura superior a 135 graus. Se as bordas estão começando a ficar pretas, a temperatura está muito alta. Desligue o fogo e deixe esfriar antes de pegar a escultura dentro do forno. A Sculpey assada ainda é bem macia enquanto está quente, por isso não toque na peça até ela esfriar, para não quebrar ou deformar.

Se rachar, aplique massa e asse por mais 15 minutos. Ou se não quiser assar novamente, preencha as rachaduras com super-cola de cianoacrilato (Super-Bonder). Limpe o excesso de cola da escultura com papel toalha enrolado de forma fina. Rachaduras maiores podem ser preenchidas com massa epóxi (Durepoxi). É uma boa idéia preencher a rachadura grande com super-cola antes de colocar a massa epóxi. Para eliminar as impressões digitais das esculturas já assadas, use um pequeno pedaço de perfex umedecido num pouco de fluído para isqueiro. Isto permite você alisar a massa com mais facilidade com os dedos.

Depois de esfriar, ela pode ser lixada, furada, serrada, entalhada, pintada, etc.

Pintando esculturas de argilas à base de polímero

Você pode pintar a sua escultura praticamente com qualquer tipo de tinta para pintura, mas as tintas acrílicas para pintura em tela funcionam melhor. Tintas à óleo tendem a reagir com algumas argilas à base de polímero e portanto não devem ser usadas. Para obter melhor resultado, pode-se passar uma ou mais camadas de primer de pintura automotiva, mas não é estritamente necessário. A tinta deve ser aplicada em camadas finas (diluídas em água) e não em camadas grossas para pegar melhor na massa. Quanto aos pincéis, lembre-se que os quadrados podem ser usados para a técnica do pincel seco (Dry Brush) e os redondo de ponta fina para detalhes. Se desejar, pode-se também aplicar a tinta com aerógrafo.

Caso deseje uma proteção maior após a pintura, pode-se aplicar verniz com pincel, em spray ou com aerógrafo. Para isso, use verniz acrílico fosco ou brilhante (por exemplo marca Acrilex) aplicado com pincel ou esponja ou mesmo usar os tipos em spray (Acrilfix fosco ou brilhante da Acrilex).

Mas se não desejar pintar a sua peça, não tem problema. Esculturas com este tipo de massa também ficam interessantes sem pintura.

Esta escultura pertence à artista plástica norte-americana Camille Allen,

ela faz esse trabalho com Polymer clay.

8

Comentários